Alimentação‎ > ‎Artigos e Estudos‎ > ‎

B-12 a controvérsia


Será que realmente vegetarianos, veganos, crudívoros, frutarianos e todos os que adotam uma dieta livre da carne sofrem com a falta da B 12?
Pelo que temos visto na prática, há mais gente sofrendo com anemia e falta de b12 entre os consumidores da carne do que em entre os vegetarianos.
Este artigo da Michelle Aslan publicado no Frugivore Life Style, dá uma noção melhor de como obtemos a B12.

Original em inglês em: http://frugivorelifestyle.com/B-12.html
Indicação do Ludson Rosa da Comunidade 80/10/10 no orkut

De todas as controvérsias em torno da dieta frugívora, a mais persistente e generalizada  é o tema da vitamina B-12. A idéia do estilo de vida baseado em fruta crua e vegetais irá causar qualquer tipo de deficiência é freqüentemente levantada e exposta e pode, à primeira vista, parecer desacreditar uma dieta sem produtos animais. Mesmo aqueles que promovem as dietas veganas, por vezes sucumbido à idéia, acabam propondo que os vegetarianos devem complementar com suplementos, ou recorrer a práticas pouco atraente como
comer terra ou insetos.

Os esforços para implicar, ou comprovar que a dieta frugívora irá resultar em uma deficiência B-12 são, por vezes deliberada e às vezes não intencional. De qualquer maneira, eles servem para prejudicar a credibilidade de como devem ser abordadas, a adequação de uma dieta baseada em frutas e vegetais.

Além disso, é lamentável que existam setores da sociedade e do comércio cujos interesses estão vinculados com a promoção de uma dependência contínua de carne, laticínios e alimentos cozidos. Mantendo-se bem informado irá reduzir a susceptibilidade a desinformação, e pode ajudar as pessoas a evitar a armadilha do medo que poderia levá-los à conclusão equivocada de que uma dieta sem produtos animais é "fraca" e insuficiente.

Nada poderia estar mais longe da verdade. Na realidade, um estilo de vida frugívoro bem planejado  irá garantir uma vida com todos os níveis necessários de vitaminas, incluindo a B-12. O mais irônico neste assunto é que a dieta com maior probabilidade de resultar em uma deficiência B-12 é, de fato, a dieta padrão consumida (e estimulada) por grande parte do mundo,baseado no consumo de carne e gordura animal. Se alguém tivesse que confiar exclusivamente na informação fornecida por estas "entidades que promovem o consumo de produtos de origem animal, iria acreditar exatamente o contrário. Felizmente, a ciência, química, biologia e revelar a verdade sobre o assunto.

Deve começar-se mencionar que se uma dieta sem alimentos de origem animal fosse deficiente em vitamina B-12 (o que não ocorre), levariam anos para a deficiência  se manifestar. A vitamina B12 é reciclado pelo corpo, em um processo conhecido como circulação enterohepática (Nota: Várias proteínas que têm um papel importante na função biliar são secretadas na bile Os sais biliares são reabsorvidos no intestino delgado, são captados pelo fígado e novamente secretados na bile. Essa circulação dos sais biliares é conhecida como ENTEROHEPÁTICA. Todos os sais biliares no organismo circulam cerca de dez a doze vezes por dia. Durante cada passagem, pequenas quantidades de sais biliares atingem o intestino grosso, onde as bactérias quebram essas substâncias em vários constituintes. Alguns deles são reabsorvidos e o restante é excretado nas fezes - Veja detalhes em: http://www.msd-brazil.com/msd43/m_manual/mm_sec9_99.htm). Isto significa que, mesmo com uma dieta pobre em vitamina B12, o corpo pode absorver quantidades adequadas para até 20 anos (se a dieta é equilibrada e o indivíduo é saudável.) Se o indivíduo não é saudável,  não  consume nutrientes suficiente, e
está sofrendo de gastrite ou outros distúrbios digestivos, o indivíduo pode se tornar deficiente da B12 em menos de 3 anos.(em qualquer tipo de alimentação)

Esta é uma constatação bem distante das frequentes histórias assustadoras que correm por ai. A informação errônea pode frequentemente dissuadir qualquer um de tentar mudar para um estilo de vida vegetariano, e faz com que muitos acreditem que uma deficiência B12 pôde manifestar nos dias, semanas ou nos meses seguintes. Mas por causa da circulação enterohepática, é evidente que, mesmo com zero de ingestão de vitamina B12, o organismo só vai sentir a falta entre 3 e 20 anos depois!

Fica claro então que a maioria dos casos de pessoas que experimentam a deficiência da B12 não se deve a falta da vitamina em sua dieta, pois pesquisas e estudos múltiplos deixaram claro que a grande maioria das
deficiências de todas vitaminas , incluindo a B12, ocorrem não pela falta da vitamina na dieta, mas devido a inabilidade do corpo em absorver corretamente amesma no trato intestinal. E, como mencionado, uma dieta baseada fortemente no consumo de carne, no álcool, no leite, e nos medicamentos de receituário como os antibióticos por exemplo, conduzirão muito provavelmente a um sistema desajustado na sua capacidade de absorção das vitaminas. De fato, nunca foi  demonstrado uma correlação entre a falta da B12 na dieta, com a sua deficiência no organismo. O fator comum a todos os caso da deficiência da B12 é a má absorção aliada a uma falta da saúde e vitalidade.

Deve-se mencionar aqui que a suplementação nunca é uma solução de longo prazo. Claro, se alguém está apresentando sintomas de deficiência de vitamina B12, e está em níveis perigosamente deficiente, então a decisão mais inteligente é completar temporariamente para evitar danos físicos permanentes. Mas a longo prazo, a suplementação não eliminará a causa da deficiência. Na verdade, a maioria dos suplementos de vitamina B12 contêm B12, de uma forma que não é facilmente assimilado pelo organismo humano. Esta forma é chamada de cobalamina (ou cianocobalamina),, e é semi-sintético, ligada ao veneno tóxico, cianeto. Vai
resultar em medições B12 elevadas na corrente sanguínea, temporariamente. Mas depois de 24
horas apenas 10% ou menos do B12 real permanecerá nas células, o resto tendo sido eliminada
pelo corpo devido aos elementos sintéticos.

A eficiência energética e a sensação de bem-estar experimentado depois de tomar um suplemento de vitamina B12 cobalamina é devido à estimulação. O corpo responde ao tóxico por liberar uma onda maciça de energia, em uma tentativa de neutralizar e eliminar o veneno. Devido a isso, as pessoas são muitas vezes sob a impressão de que o suplemento está curando, quando na realidade  não estão  melhores do que antes.

Muitas pessoas buscam "suplementar" a B12 consumindo algas marinhas. Contrariamente às informações prestadas por comerciantes de algas , algas não contém qualquer B12 utilizável. O B12 nestes alimentos está na forma analóga, e é totalmente inútil para os seres humanos.
Atenção: Alimentos como algas marinhas e espirulina podem conter análogos da B12.
Nem as algas e nem os produtos fermentados de soja podem ser considerados fontes confiáveis de B12.

Porque a B12 é na verdade formada por bactérias, é encontrada em pequenas quantidades em todos
os alimentos vegetais. Contrariamente à desinformação e mito, alguns alimentos de origem vegetal são ainda importantes fontes da vitamina. Bananas maduras, verduras e brotos todos contém vitamina B12 em quantidades suficientes para suportar o corpo humano, mesmo que não haja nenhuma outra fonte de bactérias (que existe, como será brevemente abordada.) Além desses alimentos específicos, todas as frutas e vegetais contêm pequenas quantidades de vitamina B12, o suficiente para facilmente atender a qualquer necessidade de dieta, como o corpo humano necessita de menos de um microgramas (um milionésimo de um grama) por dia. A moderna tecnologia e técnicas de medição revelaram B12 em todos esses alimentos, livros e objetos ou indicando o contrário são de propagação da informação, desatualizada e inválida.

O mais importante de tudo, porém, é o fato não revelado que, em qualquer corpo humano saudável,a produção e absorção de vitamina B12 terá lugar em grande escala no intestino grosso, nas dobras da língua, ao redor dos dentes e as amígdalas, no esôfago, brônquios e ao longo do trato intestinal. Mesmo sem qualquer fonte alimentar de B12 (que, como demonstrado, seria praticamente impossível, porque todos os alimentos vegetais contêm vitamina B12), ainda assim seria praticamente impossível para uma pessoa que vive em uma dieta frugívoro ter uma deficiência de vitamina B12.

Compare isto com a relativa facilidade com que se pode desenvolver uma deficiência de vitamina B12 em qualquer outra dieta. Consumindo grandes quantidades de carne, laticínios e outras gorduras e proteínas, as condições ácidas no aparelho digestivo criam um ambiente em que é difícil para a B12  existir. Constantemente bombardeado por excessos de alimentos desnaturados e refinados, o corpo não pode mais absorver de maneira eficiente os nutrientes de qualquer tipo, muito menos quantidades  tão diminutas de B12.

Combinado com a grande quantidade de medicamentos e antibióticos naturais, como o álcool, alho e cebola (temperos usados para tornar os alimentos não naturais mais palatáveis ) e que a maioria das pessoas consomem, é de se admirar que a grande maioria das deficiências de vitamina B12 ocorrem em comedores de carne?

Lógico que as dietas veganas não saudáveis podem resultar em situações semelhantes gastrointestinais ,mas  existem poucos casos de verdadeira deficiência de vitamina B12 em pessoas que seguem dietas vegetarianas e veganas. Mas não mais do que em qualquer dieta saudável, e certamente menos do que a dieta padrão de comida rápida. Veganos não estão imunes aos efeitos dos antibióticos, ao consumo elevado de gordura e álcool.

Além disso, muitos frugívoros aspirantes e veganos estressam  seus corpos  por consumir frutas e sucos congelados. Estes não são diferentes do que o café frio gelado e sorvetes consumidos pelas populações tradicionais, na medida em que inibem o aparelho digestivo de absorver corretamente nutrientes. Alimentos congelados e frios também destróem bactérias, incluindo bactérias produtoras de  B12. Para um frugívoro, o consumo regular de alimentos congelados pode ser o fator que faz a diferença entre um sistema saudável e equilibrado, e um, que está gravemente comprometido.

Outros fatores, como uma situação de trabalho, os níveis de estresse, ansiedade e medo também desempenham papéis importantes nos níveis de nutrientes. Dieta não é tudo na saúde, e é possível ter o que poderia ser considerada uma dieta perfeita, e ainda sofre de problemas graves de saúde como resultado de um estilo de vida instável ou hábitos desequilibrados. A falta de sono adequado garantirá problemas nutricionais em algum ponto do tempo, como as  situações de estresse constante e extremos.Como  as necessidades  de B12 são tão pequenas, é possível que mesmo uma pequena diminuição na capacidade do organismo de absorver nutrientes resultará em um longo prazo na insuficiência  crônica  de B12 para atender às necessidades do sistema .

Com estas informações é possível reconhecer que a culpa não é de uma dieta vegan, mas ela repousa firmemente sobre o grau em que um indivíduo segue as leis da natureza em todos os aspectos da vida, e não sobre qualquer deficiência devido a  falta de carne.

Resumo que eu mesmo faço:
O melhor suplemento de B12 esta na junção de Dieta e estilo de vida saudável. Vegetarianos comendo toneladas de fritas gordurosas não indicam nenhuma melhoria na dieta, pessoas que comem carne, inclusive o tão propagado fígado bovino e dormem mal, tomam um monte de remédios para isso e aquilo, não praticam atividades físicas, com certeza terão deficiência de diversas vitaminas, inclusive a B12. É preciso adotar um "estilo de vida saudável que contemple a alimentação, a atividade física e a capacidade de viver de forma harmônica com a natureza, coma  vida e consigo mesmo.


fonte: http://comercru.blogspot.com/2009/09/b-12-controversia.html
Comments