Alimentação‎ > ‎Artigos e Estudos‎ > ‎

Como misturar os alimentos

Cereais: por cereais, entendemos todo tipo de grãos que contém amido, como o trigo, centeio, aveia, milho, arroz, cevada, sorgo, incluindo também seus derivados como a polenta, o pão, o macarrão.

Legumes ou leguminosos: são os alimentos que frutificam dentro das vagens, como a soja, feijões, ervilhas, favas, grão de bico, lentilhas, etc. São produtos ricos em proteínas.

Tubérculos feculentos: são as raízes e batatas que são produzidas dentro da terra, como o cará, inhame, mandioca ou aipim, mandioquinha, batata inglesa (batatinha), batata doce, etc.

Verduras: são todas as folhosas, isto é, todos os tipos de folhas que aproveitamos das hortas, por exemplo: alface, almeirão, chicória, couve, repolho, cebolinha, salsa, espinafre, aipo, agrião, etc.

Hortaliças: beterraba, cenoura, alho, chuchu, pepino, tomate, abóbora, moranga, palmito, quiabo, abobrinha, Etc.obs.: há autores que englobam a palavra hortaliças, tudo, não faz distinção entre verduras e hortaliças.

Oleaginosas: são produtos que contém óleo, do tipo noz, por isso se chamam oleaginosos. São oleaginosos: a castanha do Pará, amendoim, avelã, amêndoa, azeitona, pinhão, noz pecã e outras nozes, sementes de girassol, caju, sementes de abóbora, óleos comestíveis, etc.

Frutas: para melhor compreensão, são divididas em três grupos: frutas doces, semi-ácidas e ácidas.

  • a) Frutas doces: figo, banana, mamão, maça vermelha, tâmara, etc.
  • b) Frutas semi-ácidas: cereja, caju, caqui, goiaba, ameixa, maça, etc.
  • c) Frutas ácidas: laranjas, limão, tangerina, bergamota, jabuticaba, abacaxi, ananás, morango, romã, uva, pêssego, etc.

Obs.: há também divergências de um autor para outro quanto a essa classificação.

A melancia aconselha-se que seja comida sem mistura de com outra fruta ou alimento, por isso é chamada monofásica, isto é, que se come sozinha, sem mistura. O mesmo vale para melão.

Pesquisas mostram que 80% das pessoas escolhem o primeiro alimento que estiver na frente, por isso é bom colocarmos as frutas as vistas.

Combinação dos alimentos

Não podemos sem mais nem menos misturarmos todos os tipos de alimentos.

Há alimentos que não combinam bem na digestão, quando misturados em uma refeição. Disso poderá surgir fermentação demais no estomago, azias, indisposição, contaminação do sangue e até congestão.

Sobre o que não podemos misturar, cito e interpreto M. Lezaet.

O que não podemos misturar porque liga mal

Ovo, não combina com: mel, leite, queijo, frutas frescas ou seca.

Leite, não combina com: ovo, salada crua, hortaliças, tomates, frutas sumarentas, melancias, vinho, sal, limão, vinagre e frutas ácidas.

Mel, não combina com: hortaliças, azeitonas, oleaginosos, ovo, queijo, azeite e óleos.

Carnes, peixes, aves, não combinam com: frutas frescas e doces.

Limão e outras frutas ácidas e vinagre, não combinam com tomates, leite, castanhas, bananas, cereais, feculentos e legumes secos.

Frutas não combinam com: hortaliças, porque frutas têm açucares e ácidos; as hortaliças contêm sais minerais e fermentam demais.

Cereais não combinam com: feculentos em gerais. Por exemplo, pão com batata doce ou batata inglesa, provoca fermentações pútridas, porque um digere antes do outro.

Cereais e feculentos, não combinam com frutas com: frutas ácidas. Ex. laranjas com pão (que vem do cereal). Provoca fermentação ácida e prejudica o sangue.

Oleaginosa, azeite e óleos, não combinam com: frutas doces, mel e açucares, porque produzem fermentações alcoólicas, sobrecarregando o sangue de produtos nocivos.

Fruta doce, não combina muito bem com fruta ácida, porque provocam fermentações inconvenientes.

Também o mel com o pão pode criar azias, por causa da mistura de doce com amido que não é aconselhável e por causa do fermento do pão que não combina com mel.

O que liga bem e podemos misturar

“Frutas secas e mel, com: frutas frescas e doces.

Leite, queijo, ovos, com: cereais feculentos e legumes.

Cereais, com: hortaliças, raízes ou frutos doces ou oleaginosos.

Feculentos com tubérculos farináceos, com: hortaliças e sumo de uva.

Legumes, com: hortaliças e manteiga.

Pão, queijo, gema de ovo, nata, com: frutas frescas, doces em compotas.

Hortaliças, raízes e tomates, com: azeite, frutas oleaginosas e ovos.

Frutas doces, com: gema de ovo e pão.

Legumes, azeites e oleaginosas, com: tomates, abóboras, berinjela e saladas.

Azeite, hortaliças e raízes, com: ovos, batatas, cereais, ou legumes secos.

Bananas e frutas farináceas, com: leite, ovos, e frutas doces.

Hortaliças, com: cereais ou batatas doces.

Salada de folhas, talos ou raízes, com: azeite, cereais ou batatas doces.

Oleaginosas e azeitonas, com: cereais e hortaliças.

Queijo, melhor fresco, com: cereais, pão ou batata doce.

Ervilhas, feijões, lentilhas, grãos, com: hortaliças.

Cereais (trigo, milho, arroz, aveia, etc.), com frutas secas doces.

Ovos de preferência cozidos, com: toda espécie de vegetais.

Pão, melhor integral, com: frutas doces, hortaliças, leite, mel, ovos, azeite.”.

M. Lezaeta Acharan pág. 140.

Quando menos mistura se fizer, menor é a possibilidade de errar.

Em resumo eis um esquema de combinações alimentares:

  • a) “Frutas combinam com cereais e oleaginosos.
  • b) Hortaliças e verduras combinam com cereais, com oleaginosos e com leguminosos.
  • c) Cereais combinam com oleaginosos (menor quantidade).
  • d) Cereais podem ser usados com leguminosos, desde que os leguminosos sejam em menor quantidade.
  • e) Os leguminosos podem formar uma refeição, se usados com hortaliças e verduras, (pois já são ricos em hidratos de carbono e proteínas.” VIVA NATURAL pág. 22 – Elisa Biazzi.

Fonte: A saúde Brota da Natureza, Prf. Jaime Bruning.

Comments