Alimentação‎ > ‎Artigos e Estudos‎ > ‎

Cuidado com o perigo dos corantes sintéticos

Por trás das deliciosas jujubas e balas, há um grande vilão, muitas vezes esquecido e letal: o corante sintético. Apesar de já existir opções no mercado, como alimentos orgânicos, a procura por sintéticos coloridos ainda é gigante.

A Food and Drug Administration (FDA), em conferência recente, discutiu os últimos avanços dos corantes artificiais. Em pauta, os danos que eles poderiam causar à saúde, em especial, o problema de atenção em crianças. Um grupo de cientistas defendeu uma regulamentação mais dura para este material, que pode originar, inclusive, câncer.

Como todo produto químico, sua fabricação é quase desconhecida. Mas corantes sintéticos em pó, pastas e grânulos são solúveis em água. Portanto, tome cuidado quando você vê as seguintes substâncias em seus alimentos: “Brilliant Blue FCF”, “Indigo Carmine”, “Fast Green FCF” e “Allura Red AC”.

Todos estes elementos são extremamente tóxicos. Porém, a quantidade usada na fabricação de nossos alimentos é bem pequena — o que não chega a ser um problema. Mas o corante Allura, por exemplo, já foi proibido no Canadá. Então, não custa ficar atento.

De acordo com o FDA, em 2009, a Reino Unido pediu a empresas que eliminassem o uso de corantes presentes em alimentos para crianças. O país estava preocupado com os estudos que apontavam que essas substâncias tinham elevado o índice de hiperatividade, transtorno de déficit de atenção e alguns outros problemas de saúde. Ainda sobre o público infantil, o risco é ainda maior, já que seus órgãos ainda estão em desenvolvimento.

Além de causar alergias e câncer, mazelas comprovadas em experiências em animais de laboratório, corantes sintéticos não têm consistência nutricional. Seu valor é puramente estético. Mas já há uma corrente global para mudar este cenário. A empresa Surf Sweets já vem investindo em doces orgânicos, sem nenhum componente artificial.




fonte: http://style.greenvana.com/2011/cuidado-com-o-perigo-dos-corantes-sinteticos/

Comments