Alimentação‎ > ‎Artigos e Estudos‎ > ‎

Dr. Doug Graham excertos do livro 80/10/10

O autor é tido como o "Pai" do movimento crudívoro atual, tendo trabalhado
com muitos dos melhores atletas do mundo, passou 5 anos escrevendo o livro e
já leva a dieta que ele propõe a quase 30 anos ... e desde então nunca mais
teve um dia doente nem mesmo um resfriado. Curou milhões de pessoas durante
todo este tempo com os ensinamentos do livro. O livro contém também um plano
de refeições e receitas para 4 semanas, uma para cada estação do ano.

Marilyn Diamond, autora de Fit for Life

"Se você deseja parecer e se sentir mais energético, saudável e feliz,
certamente poderá se beneficiar das idéias sólidas e sensíveis que Doug
Graham propõe neste programa. Se você utilizar a dieta 80/10/10 por uma
semana, um ano ou pelo resto de sua vida, pode assegurar-se que notará os
fantásticos resultados. O quão mais utilizar estas estratégias em sua vida,
maior será sua confiança, fugindo do aparente inevitável ponto final do
envelhecimento prematuro e das doenças degenerativas. Por que alguém negaria
esta oportunidade de dançar através da vida com o radiante bem estar que
este programa proporciona? "

Experimentos mostram que as pessoas podem sobreviver em dietas estritamente
de farinha e água, pelo menos por um período de tempo, mas não podem
prosperar em tal regime. Isso é um teste para as reservas nutricionais,
resiliência, e vitalidade do corpo, mas não para o valor nutricional dos
alimentos. A diferença entre "saúde normal" e prosperar verdadeiramente é
vasta.

Cozida ou crua, gordura em excesso na corrente sanguínea reduz a capacidade
de transporte do oxigênio dos glóbulos vermelhos no sangue, tornando-nos
predispostos ao câncer. Um nível de oxigenazação baixo no sangue afeta todas
as funções celulares, incluindo as funções musculares e das células do
cérebro. Oxigênio reduzido no cérebro resulta em falta de claridade de
pensamento, leva a tomar decisões pobres ou insatisfatórias e uma mente
vazia. Alguns pesquisadores sugeriram que distribuição de oxigênio
prejudicada, abre as portas para a senilidade, disfunção de memória e
dificuldade de aprendizado.

O bom senso não suporta o cozimento, contudo, nenhuma outra criatura no
mundo cozinha seus alimentos. Em geral, os animais que sofrem de doenças
"humanas" degenerativas são domesticados ou engaiolados, e são
rotineiramente alimentados com comida cozida por seus donos. Se observarmos
a natureza, veremos que todas as criaturas nascem com ou desenvolvem tudo
que precisam para assegurar a sua alimentação básica de sua raça. Ainda
nenhum humano nasceu com um fogão em suas costas ou as chaves de um trator
em suas mãos.

Tenho comido desta forma e usado o programa 80/10/10rv com meus clientes a
mais de 20 anos, com resultados impressionantes. Esta abordagem a dieta e a
nutrição provou-se durante todo esse tempo, ser a dieta mais saudável
conhecida pelo homem. Quando você acabar de ler o livro, terá o conhecimento
que precisa para implementar esse programa em sua vida.

Muitas pesquisas científicas ligam a dieta rica em carboidratos complexos a
condições negativas de saúde. O glúten contido nos grãos (primariamente o
trigo, mas também a cevada, o centeio e a aveia) contém pelo menos 15
seqüênciais de opióides, que são fortemente aditivas, substâncias como a
morfina que tem propriedades psicoativas potentes e produzem sérias
desordens neurológicas, constipação, retenção urinária, náusea, vômito,
tosse suprimida, e outros sintomas.

A maioria das pessoas que tentam prosperar em uma dieta hiper-calórica
destituída de frutas entra em sérios problemas de saúde. Basicamente, isto
acontece devido a maioria dos carboidratos de amido serem completamente sem
gosto se servidos como o são. A sociedade provou repetidamente por mais de
40 anos que as pessoas não comeram, de fato não conseguem levar uma dieta
dominante de carboidratos complexos puros, sem tempero algum.

Como uma espécie, humanos originaram-se em climas quentes e eventualmente
espalharam-se através da faixa tropical, a zona quente que se extende
através da maior parte de extensão de mais de mil milhas acima e abaixo do
equador. Esse é o ambiente aonde as frutas tropicais crescem em abundância.

Pense sobre isso: Se você tiver um peixe dourado, gato ou cachorro, você
mudaria a natureza de suas dietas toda vez que você se mudar? Animais do
zoológico são alimentados de diferentes classes de alimentos dependendo da
latitude do zoológico que os abriga? Visto desta forma, fica óbvio que
precisamos honrar as necessidades únicas da dieta de cada espécie, baseada
em sua fisiologia digestiva particular.

Não é coincidência que as frutas e vegetais contém apenas a quantidade certa
de proteína para manter e construir o corpo humano. Nem é uma coincidência
que os minerais fornecidos predominantemente são: cálcio, sódio, magnésio e
potássio.

Poucas pessoas discutem quanto aos alimentos cozidos quase não conterem
água. Além de tudo, se você botar uma torrada em um liquidificador, nenhum
líquido sairá dela. Se botarmos um pote de água em um forno a 200 graus por
hora, a maioria se não toda a água evapora. O mesmo acontece com a água na
comida quando é cozida. O forno trabalha como um desidratador. A maioria de
nós não entende quão crítico esta questão é para nossa saúde.

A juventude perdoa; podemos comer praticamente qualquer abominação por um
certo período de décadas sem aparentes efeitos adversos. Mas eventualmente,
as estatísticas comprovam que virtualmente todos devemos admitir a nós
mesmos que chegou a hora. Comendo lixo para ficarmos magros, consumindo
gordura para ganhar peso, estimulando- nos através de suplementos altamente
artificiais que dão "energia" e aliviam nosso desconforto, sem conhecimento
de estar criando outro, e simplesmente não nos levando aonde queremos
chegar.

Aqui está o paradoxo: perder peso, sentir-se bem, até mesmo nos livrar de
doenças intratáveis, não significa necessariamente que nos tornamos
saudáveis. Usuários de heroína se sentem bem. Tanto como pessoas que bebem
café. Tanto quanto os "pregadores" dos super-alimentos. Comedores de
fast-food, modelos de passarela anoréxicas, e fisiculturistas que se entopem
de suplementos podem aparentar estar bem... mas algumas dessas pessoas estão
realmente nutrindo seus corpos a nível celular? Estão eles comendo alimentos
inteiros, não refinados nas quantidades e proporções adequadas para o qual
seus corpos foram feitos para prosperar? Absolutamente não.

Pequenas vacas, comem pequenas quantidades de comida comparadas a grandes
vacas. Vacas ativas comem mais comida que as sedentárias, ainda assim todas
as vacas comem essencialmente a mesma comida. Frutas e vegetais tem sido
mantidos como os alimentos que levam a saúde máxima para humanos a mais de
um século, e eles tem sido o alimento primário da humanidade através de
nossa existência, até um passado recente.

O fato é, a natureza parece ajustada para providenciar o alimento ideal a
cada espécie na terra, e todas as criaturas de tipos similares se alimentam
similarmente. Por exemplo, cavalos—e todas as criaturas que parecem com
cavalos (zebras, burros, mulas) comem essencialmente a mesma categoria de
alimentos—aquela para a qual o seu sistema biológico foi criado. Não deixe
ninguém te dizer que humanos são a única exceção a essa regra (chamada a
regra das similaridades) em todo o reino animal, porque não existe exceções:
Animais que são anatomicamente e fisiologicamente similares prosperam com
uma dieta similar. Vacas comem grama, leopardos comem carne, e beija-flores
se alimentam de néctar. Não existe simplesmente a necessidade de complicar
esse simples programa, apresentado perfeitamente pela natureza em milhares
de exemplos.




fonte: http://alimentacaoviva.blogspot.com/2008/01/dr-doug-graham-excertos-do-livro-801010.html
Comments