Alimentação‎ > ‎Artigos e Estudos‎ > ‎

Equilíbrio Alcalino / Ácido

Ros´Ellis Maior Moraes
Nutricionista

O equilíbrio alcalino ácido ocorre no sitema fluído dos organismos vivos, o que abrange por vota de 70% do peso do nosso corpo: 55% dos fluídos estão presentes nas células, 5% no sangue e 10% são os fluídos que envolvem as células.

O pH é representado numa escala de 0 a 14, onde de 0 a 6,99 representa pH ácido, 7 é neutro e acima de 7 até 14 é alcalino.


O pH do sangue é 7,4, assim ele precisa ser mantido para preservar a nossa vida. Se o pH abaixa a 6,95, podemos entrar em coma e morrer, porque o coração relaxa e não pode bater. Se o pH sobe a 7,7, pode provocar mais espasmos, tetania, convulsões, etc. Investigação cientifica demostra que a acidez é causa das doenças, quanto mais ácido o meio interno do organismo determinados microorganismo (vírus, bactérias, fungos, etc) podem proliferar desencadeando doenças. Um ambiente ácido disponibiliza menos oxigênio (O) nos sitemas, orque o excesso de hidrogênio (H+) produzido pelo sistema ácido reage com oxigênio, diminuindo dessa forma a produção de energia adequada ao funcionamento do organismo, levando-o à degeneração.

A hiperacidez é proveniente de um estilo de vida desarmonioso, stress e uma alimentação composta com grande parte de alimentos que produzem acidez. A ingestão, na maioria, de alimentos alcalinos na dieta é um grande aliado para diminuirmos a acidez do nosso corpo e equilibrarmos os sistemas do organismo. Os alimentos alcalinos são aqueles que criam uma condição alcalina no corpo por possuirem uma alta concentração de Na (sódio), K (potássio), Ca (cálcio), Mg (magnésio) e Fe (ferro), enquanto os alimentos ricos em S (enxofre, P (fósforo), Cl (cloro) e I (iodo) são ácidos. No laboratório pode-se medir o grau de acidez ou alcalinidade do alimento.

Uma alimentação composta com mais de 50% de alimentos ácidos podem ocasionar grandes riscos para a saúde, predispondo ao surgimento de doenças. O ideal seria uma alimentação com mais de 80% alimentos alcalinos e 20% ácidos, dando condições ao corpo de garantir a manutenção do equilíbrio alcalino-ácido.

Os ácidos vão se acumulando nos tecidos e articulaões ao longo dos anos intoxicam o organismo, sobrecarregam os órgãos de eliminação e, desta forma, desencadeiam processos de doenças. Estes ácidos, muitos deles, vêem da digestão do aliemnto inadequado ao organismo. Estes ácidos atravessam a parede do intestino que perdeu sua funçaõ seletiva devido à reações alérgicas alimentares, permitindo a passagem dessas substâncias tóxicas para a corrente circulatória. Todo o empenho dos sistemas orgânicos está voltado para manter o pH tampão (7,4 no sangue) e nesta compensação os ácidos que chegam ao sangue são imediatamente retirados e depositados nos tecidos.


Relação de alimentos que formam álcalis:
Frutas:
Abacate
Abacaxi
Ameixa seca
Banana
Cereja
Damasco (seco ou fresco)
Figo
Framboesa
Frutas da estação
Goiaba
Jaca
Kiwi
Laranja
Limão
Mamão
Manga
Melancia
Melão
Mexerica
Morango
Nectarina
Passas
Passas de banana
Pêra
Pêssego
Pinha
Pitanga
Tangerina
Uva


Vegetais:
Abóbora
Abobrinha
Agrião
Aipo
Alface
Alho poró
Aspargo
Batata Inglesa (c/ cas ca)
Beldroega
Beringela
Beterraba
Brócolis
Caruru
Cebola de Cabeça
Cebolinha
Cenoura
Chicória
Cogumelo Shiitake
Couve
Couve de Bruxelas
Couve-Flor
Dente-de-Leão
Ervilha Verde
Espinafre
Feijão-Verde
Jiló
Maxixe
Mostarda
Nabo
Nirá
Pepino
Pimentão
Quiabo
Rabanete
Raiz de lótus
Repolho
Rúcula
Taioba
Tomate
Vagem
Cereal
Algas
Umeboshi
Brotos
Painço
Nori
broto de alfafa
Aveia (em grão hidratada)
broto de Girassol
Kombu
broto de feijão
Wakame
broto de moyashi
Agar-Agar
broto de lentilha
Chlorella
broto de trigo
Hijiki
todas as sementes germinadas


Alimentos que formam acidez:
Açúcar branco e todos os produtos que contenham açúcar
Açúcar mascavo
Caldos de carne
Carne de galinha e outras aves
Carnes de todos os tipos
Castanhas de caju, noz pecã
Cereais (trigo, arroz, cevada, trigo sarraceno e farinhas* de cereais)
Extrato com carne
Frutos do mar
Laticínios (leite, queijo, iogurte, etc.)
Leguminosas: feijões (azuki, preto, fradinho, mulato, soja, etc.), grão-de-bico, ervilhas secas, lentilhas.
Nozes
Ovos
Pães, bolos, tortas, biscoitos
Peixe
Queijo
Refrigerantes
Sopas c/ carne
Sorvetes


Observações:
Cereais integrais, como por exemplo o arroz integral e a farinha integral etc., formam menos ácido que a farinha branca ou o arroz polido.

A germinação das sementes é um processo alcalinizante, dessa maneira podemos melhorar a digestibilidade das leguminosas.

O cozimento é um processo acidificante.

O iogurte de leite desnatado e queijo tipo ricota são menos acidificantes, devido ao processo de fermentação.


Alimentos neutros:
Amêndoas
Avelã
Azeite de oliva extra virgem
Castanha-da-Índia
Óleo de gergelim prensado a frio
Pinha
Sementes de abóbora
Sementes de gergelim
Sementes de girassol


DICAS IMPORTANTES DURANTE A MANIPULAÇÃO DO ALIMENTO
Escolha verduras sem agrotóxicos

Para amornar os alimentos, prefira panelas grossas de barro. As panelas finas facilitam a perda das propriedades energéticas dos alimentos

Nunca deixe alimentos, preparados nas panelas de alumínio, ferro e aço, permanecerem por muito tempo

Use colher de pau

Use escovinha de cerdas naturais para lavar legumes

Aproveite as cascas das verduras (sem agrotóxico)

Para higienizar e descontaminar os alimentos de metais pesados e inseticidas, após lavar com bastante água mergulhar em uma bacia com água e carvão de madeira verde no mínimo por 30 minutos



(1) Ter o cuidado de usar madeira de poda para a produção do carvão.


http://www.cen.g12.br/virtual/biologia/Alimento_Vivo.htm
fonte: http://misturaviva.blogspot.com/search/label/estudos?updated-max=2009-01-08T19%3A51%3A00-08%3A00&max-results=20
Comments