Alimentação‎ > ‎Artigos e Estudos‎ > ‎

Formas de uma dieta saudável

Visto que muitas pessoas tem duvidas entre os diversos tipos de dietas (que
não considero dieta e sim uma forma de manter o físico saudável), resolvi
incluir de maneira bem simples, a diferença entre as principais, mas todas é
claro, baseadas em uma forma não violenta, ou seja, sem consumo de nenhum
tipo de carne - (e quando falo nenhum, digo de carne vermelha a peixe,
passando por frango ou qualquer outro tipo de carne).

Vamos lá, vou colocar por ordem das mais utilizadas entre as que conheço:

Ovo-Lacto-Vegetariana: Baseia-se em uma dieta onde é permitido o consumo de
ovos, leite, cereais, legumes, verduras, frutas, mel, entre outros. É a mais
utilizada, pois permite uma aceitação facil no mercado de consumo e
restaurantes. Dentro desta dieta, vale ressaltar que o ovo utilizado na
maioria dos mercados e restaurantes são ovos comuns, ou seja, galados, mas o
ideal seriam ovos não galados, mesmo assim ainda é valido dentro desta
dieta.

Lacto-Vegetariana: A mesma acima porém não utiliza ovos e derivados deste. É
um tipo comum, creio a segunda mais utilizada e aceita entre os mesmos, já
que não tem o problema dos ovos galados.

Vegetariana: Este sim, o vegetarianismo autentico. É permitido cereais,
verduras, legumes, frutas, nozes, castanhas... porém sem leite, ovos e seus
derivados.
Existe apenas um fator controverso ainda nesse meio, o uso do mel. Eu
particularmente utilizo mel mesmo sendo vegetariano a muitos anos, e não
tenho intenção de deixar de utilizar, pois não se mata a abelha para retirar
o mel, e ao meu ver é benéfico para a natureza, já que as abelhas ajudam a
espalhar o pólen e com isso, mais plantas na natureza irão florescer...,
além é claro, de ser um alimento totalmente benéfico para todo o corpo,
tanto físico quanto etéreo (veja o artigo no grupo tratando desse assunto em
particular, as propriedades do mel).

Veganismo: É uma dieta alimentícia e também restringe qualquer coisa que
seja feito com uso de produtos de animais, ou seja, não é permitido nem
carne, nem leite, nem ovos, nem sapato e cinto de couro, etc...,  qualquer
coisa que dependa do sacrifício de um animal. É bem aceita hoje em dia...

Crudivorismo: Somente é permitido alimentos crus (é claro, nada de sushi,
pois são vegetarianos).
Alimentos crus cozidos até a temperatura de 48°.C são permitidos, acima
dessa temperatura não, pois as enzimas começam a serem destruídas.

Frugivorismo: É a minha preferida e a que mais utilizo no dia a dia (mesmo
sendo vegetariano). É permitido apenas frutas, algumas nozes e legumes.
Melhor dizendo, é aquela que não mata nem a planta para alimentar o corpo,
apenas são utilizados seus frutos...

Macrobiótica: Ótima dieta também, são permitidos frutas, legumes, verduras,
cereais integrais e outros produtos macrobióticos/integrais, nem preciso
dizer que nada de animais... porém existem certas variações, onde algumas
utilizam alguns produtos derivados de animais, o que ao meu ver foge da
macrobiótica original até onde sei.
Nesse grupo os adeptos baseiam a dieta de acordo com seu próprio organismo,
acreditam que cada pessoa tem um sistema particular, sendo assim propicio a
determinados tipos de alimentos e suas energias, ying e yang, o que é muito
importante ao meu ver, já que a própria ayurvédica trata desse assunto, e
também a medicina oriental, o que procuro seguir no cotidiano...

Liguatoriana: Não sei se é o nome correto ou adotado, mas é uma alimentação
baseada apenas na ingestão de líquidos, como sucos de frutas e alguns tipos
de caldos e sopas de legumes, verduras, frutas... existe muita variação
(alguns só tomam suco de frutas, outros consomem sopas e caldos, outros só
água com florais...), é pouco divulgada ainda. Normalmente é feita por quem
adota algum tipo de jejum temporário de purificação, desintoxicação, ou com
fins meditativos, etc... mas também tem pessoas que a adotam como regra e só
se alimentam com alimentos realmente na forma liquida.

Respiratoriana: Essa é pouco divulgada e ainda na nossa atual era, pouco
aceita entre as pessoas. É uma dieta que adota o ar e o prana como
"alimentos". Os adeptos (poucos até onde sei, mas existem), são praticamente
yogues na maioria ou pessoas com uma consciência espiritual e corporal muito
elevada, pois retiram do ar tudo o que é necessário.

Pranica: Há sim, alimentação pranica!!! Essa é a forma original e a que mais
gosto, apesar de ainda não praticar por completo (ou melhor dizendo, de
forma exclusiva, já que todo alimento, ar e tudo que existe contem prana).
Como os respiratorianos, retira-se do ar as necessidades, porém vai além,
pois nesta deixa de existir a necessidade de ar, existe somente prana
(energia vital), ou seja, a energia interna, ki, chi, ou como preferir
chamar. Nesta, já existe uma total consciência do corpo, mente e alma, a
evolução e elevação corporal é grande, principalmente espiritual.

Bom, essas são as que conheço entre as opções que não envolvem carne, e é
claro, para iniciarem qualquer dieta deve-se ter consciência do que se está
fazendo. Não adianta iniciar algo que não tenha vontade de fazer só para
seguir tendência, ou achar que vai emagrecer fazendo uma ou outra... a
partir do momento em que se coloca a fazer uma escolha, principalmente
alimentar, deve entender que seu corpo irá sofrer mudanças, e estas serão
acompanhadas por sua mente, mas ainda sim, é você quem os controla e deve
estar disposto a realizar sua vontade.

De forma bem resumida, quando eu resolvi adotar o vegetarianismo por minha
própria vontade e livre escolha (visto que na família não tenho vegetarianos
totais), entrei de forma tranqüila, cortando carnes vermelhas, depois
brancas, depois ovos, leite e derivados... até chegar no vegetarianismo
total mesmo (a algunsssssss anos atras).
Passei por uma fase vegan também, mas infelizmente e por outros motivos,
acabei caindo na compra de produtos como sapato de couro e alguns produtos
com couro (carteira, cinto)...

Hoje em dia, depois que conheci minha esposa (namorada), digo esposa sempre
porque é como se fossemos casados mesmo...rs então, como dizia, voltei a
consumir alguns derivados de leite, como queijo, pão, massas que vão leite e
ovo, por comodidade assumo, e porque gosto de pizza..., achar pizza sem
queijo é difícil...rs (mas claro, pizzas vegetarianas ou feitas por nós em
casa, o que é melhor ainda).
No dia a dia, durante a semana, adoto mais alimentos crus, frutas, e as
vezes um pouco de missoshiro) mas sempre de acordo com a necessidade que
sinto. Faço também, apos muitos anos de pratica, alguns dias de jejum
durante o mês, para purificação entre outras coisas...
Pratico meditação, yoga, tai chi chuan, caminhadas quando posso... ou seja,
tenho uma saúde muito boa e ótima disposição, e sempre recomendo exercícios
(como os citados) dentro de qualquer tipo de dieta, pois ajudam a fortalecer
o corpo, oxigenar e aumentar a energia, também promovendo através do suor a
eliminação de toxinas.

O importante nisso tudo, para quem agüentou ler até aqui, é ter em mente que
o principal é seguir seu coração, sua voz interior, ouvir o corpo,
aperfeiçoar e controlar com paciência a mente, descobrir essas novas
jornadas, aventuras... mas sempre com muita alegria e nunca se importando
mais com seu corpo, do que com seu estado de espírito.
Prefiro conviver com uma pessoa totalmente carnívora mas que tenha compaixão
e amor no coração, que ajuda as pessoas e é feliz por ter Deus desperta
dentro de Si, do que com uma vegetariana descontente com seu corpo, sua
mente raivosa e infeliz com o presente que é a vida, dada pela natureza,
pelo Pai Celestial.

Claro, sempre incentivo e vou continuar incentivado o vegetarianismo, no meu
ver essa é uma escolha saudável e que só traz o bem para seu corpo,
mente..., já que ajusta seus padrões energéticos e melhora sua performance
mental.
Porém como ainda existem muitas pessoas por ai que gostam de criar
dificuldade em tudo que vê, e acham que se parar de comer carne irão ter
problemas de saúde (e quem acredita nisso acaba tendo mesmo), fica difícil
divulgar certas coisas... mas aconselho, enfatizo e faço meus votos para
todos, que tentem por um tempo seguir uma dieta sem carne, irão sentir na
pele, corpo, mente, alma... os benefícios.

Acredito ainda, que daqui a algum tempo será muito comum tanto a dieta
vegetariana, quanto a pranica (olha só, não estou sugerindo que nada, ainda
mais a pranica que é bem complexa inicialmente), mas serão a alimentação do
futuro.
Para quem é praticante de yoga, meditação... talvez já tenha ouvido sobre o
assunto em algum momento...

Meditem, pratiquem, vivam com amor e sejam felizes!

Recomendo, para quem quiser ler, os livros, textos, artigos...:
Eterna Busca do Homem - Paramahansa Yogananda
AutoBiografia de um Yogue - Paramahansa Yogananda
Cura - Paramahansa Yogananda
vários outros - Paramahansa Yogananda
Yoga Sutra - Patanjali
Manual do Herói Ou a Filosofia Chinesa na Cozinha - Sonia Hirsch
Tao Te Ching - Lao Tsé
Buddha (existem vários muito bons) recomendo um em especial, não me recordo
o autor, tem uma capa roxa, lilás escura... muito antigo.
Viver de Luz - Jasmuheen
Kybalion ou Caibalion (princípios herméticos)
Os livros de Wagner Borges ou o site (www.ippb.org.br)
vários livros e sites sobre culinária vegetariana...

entre muitos outros... pesquisem e procurem a respeito, cultura e
conhecimento é sempre bem vindo!

Namastê,
Terry
Comments