Alimentação‎ > ‎Artigos e Estudos‎ > ‎

Qualidade de vida com nutrição natural

Dentre as criações de Deus, temos as quatro estações: Primavera, Verão, Outono, Inverno, cada uma com suas características próprias.

O homem que é um Micro Universo dentro do Macro Universo, também tem suas fases, cada uma delas influindo em seu estado de espírito: Convicção, Realização, Maturação e Reflexão.

À medida que cuidamos melhor do nosso interior, tanto físico como espiritual e emocionalmente, teremos melhores reflexos exteriores. Assim como quando cuidamos bem do solo, podemos obter melhores frutos, sabemos que uma das melhores maneiras de nos sentirmos bem é fazermos um bom controle de nossa alimentação.

O homem foi feito por Deus para ser frugívero (comer frutas e grãos), e, no entanto com o passar dos tempos, foi se intoxicando de carne, principalmente a vermelha, gorduras, bebidas alcoólicas e gasosas, fumo, açúcar branco, enfim, usando de um tipo de alimentação nociva ao organismo criado por Deus.

O ambiente do homem vem sendo depauperado lentamente de uma forma mais acelerada nos últimos anos. A poluição do ar que respiramos, da água que bebemos, a intoxicação das terras que produzem nossos alimentos e o stress caracteriza o momento atual.

A procura por alimentos naturais, integrais (pouco ou não processados) e isentos de aditivos químicos demonstra também a opção pela preservação da saúde orgânica, tão atacada pelas dietas desbalanceadas, ricas em calorias, mas pobres em nutrientes saudáveis e vitalizantes.

Os alimentos naturais – cereais, leguminosas, oleaginosas, frutas e verduras frescas, produtos orgânicas, iogurtes, mel, açúcar não refinado, etc., nutrem e vitalizam o organismo, porque possuem todos os componentes necessários ao seu bom funcionamento, à recuperação e à manutenção da saúde.

Na Medicina Natural (Naturopatia), são tratados os órgãos e não as doenças em si.

Com os hábitos errados e a displicência do cotidiano, nossos órgãos do corpo são forçados a trabalhar mais do que o normal, principalmente, o estômago, o coração, os rins e os intestinos. Sabemos também que existem os fatores emocionais que acarretam distúrbios em nossos organismos, mas que também aliado a esse fato existem os fatores funcionais e orgânicos. Mais de 90% dos casos de doenças são acarretados pela maneira errada que nos alimentamos, as toxinas que ingerimos que se acumula e são espalhadas por
todo o corpo humano e seus órgãos lentamente, lesando-os e causando as formações pútridas.

Podemos dizer que a figura mais importante no desenvolvimento da medicina natural foi Hipócrates, o filósofo grego considerado o Pai da Medicina. A sua base filosófica era o Vis Natura Medicatrix - ou seja, o poder de cura da própria natureza.

Acreditava que o organismo tem capacidade para curar a si próprio e que a doença só surge quando este mesmo organismo se debilita, entrando em desarmonia com a natureza. Entre os recursos empregados por Hipócrates estavam as plantas medicinais, o jejum, as águas minerais, os banhos, as dietas especiais e utilização terapêutica dos minerais e dos cristais.

Ele foi o precursor da sauna, dos banhos de vapores, da hidroterapia e da alimentação natural. A desintoxicação, a depuração e a tonificação eram técnicas indiretas de tratamento, pois Hipócrates geralmente não se dedicava a um sintoma específico ou apenas à região afetada, mas sim a todo o organismo. Vendo o paciente de maneira global e tratando o organismo como um todo, acabava também atingindo a parte doente.

Sua técnica é hoje utilizada com amplas vantagens pela Medicina Natural Holística.

A compreensão de que o homem é um microcosmo, retrato fiel do macrocosmo representado pela natureza em toda a sua força e exuberância, determina a busca da re-harmonização do homem com seu manancial cósmico.

Com os seus métodos suaves, técnicas terapêuticas simples e recursos inusitados para diagnosticar a Medicina Natural não é apenas um sistema de cura ou de tratamento, mas uma forma extremamente eficaz de prevenir doenças. Ela complementa a medicina tradicional, aliando o conhecimento antigo à ciência médica atual, criando assim, uma união perfeita para formar a nova medicina do futuro.

ALGUMAS DICAS PARA UMA CONDUTA COM QUALIDADE DE VIDA:

Limpeza Orgânica: Fazer um processo de desintoxicação a cada 10 (dez) dias para que sejam eliminadas todas as toxinas impregnadas durante todo o processo de vida. Essa desintoxicação consiste em tomar em jejum, um laxante, e passar o dia todo só se alimentando de líquidos, sucos de frutas ou frutas cruas. A cada duas horas podemos nos alimentar de uma fruta ou suco e nesse dia, não devemos fazer nenhum esforço físico. Não se devem misturar muitas frutas ao mesmo tempo. Ex.: mamão e laranja, outro horário só maçã.

Laxante: Tomar em jejum 2 colheres de leite de magnésia, 1 copo de suco de laranja e comer 4 ameixas pretas (secas)

Nutrição: A boa saúde depende da alimentação correta, boa respiração, bons pensamentos, otimismo, bom humor, auto-estima, atividade física (caminhar, andar na grama, terra, areia, bicicleta, ioga, etc.).

Não se avalia o alimento só pelas calorias, proteínas, gorduras, carboidratos, mas também pelo seu teor de fibras naturais e sua vitalidade.

DE ACORDO COM SUA VITALIDADE, EXISTEM 4 CLASSES DE ALIMENTOS:

Biogênicos: São os melhores, mais vitais (grãos, brotos de cereais, leguminosas, hortaliças, ervas, germens crus e frescos). Quando principia seu crescimento, as plantas são muito ricas em substâncias regeneradoras: vitaminas, enzimas, oligoelementos, hormônios, vegetais, estimulantes biológicos e vários minerais, tudo em boa e saudável combinação.

Bioativos: Os que ativam a vida (frutas, hortaliças, ervas, nozes, bagos, cereais e grãos, todos eles maduros e crus, frescos ou deixados de molho).

Bioestáticos: Os que diminuem a vida; perderam a vitalidade pelo tempo, estocagem, refrigeração, congelamento, cozimento.

Biocídicos: São os que destroem a vida (refinados, açucarados, salgados, industrializados, fritos, álcool, café, fumo, cacau, refrigerantes, tudo que for submetido ao microondas).

Líquidos com Sólidos - Não: Tomar líquidos sempre até uma hora antes das refeições ou duas horas depois. No período da manhã, dê preferência aos líquidos, sucos de frutas, chás, para que o organismo tenha tempo de eliminar os resíduos e toxinas ingeridos durante o dia anterior. A melhor hora para se alimentar é das 12:00 ás 20:00, pois de madrugada o organismo assimila o que consumiu.

Para ter uma ótima digestão na hora do almoço, o ideal é tomar um chá quentinho às 11 hs. Quando ingerimos líquidos com sólidos, há um
enfraquecimento na ação do suco gástrico.

Merendar: Procurar não comer entre as principais refeições. As frutas são permitidas desde que sejam ingeridas após algumas horas das principais refeições. Não as misture com verduras, legumes e hortaliças e nem as doces com as azedas. Melão e melancia não devem ser misturadas com nada e nem entre si. A banana nunca deve ser misturada com leite (formação pútrida).

Crus Antes dos Cozidos: É necessário se iniciar todas as refeições pelos alimentos crus, pois só assim se aproveitam todas as enzimas. Os alimentos crus são processados no intestino delgado e os alimentos cozidos são processados no estômago, sendo assim, o estômago deve sempre estar vazio, limpo, para receber os alimentos. Ao se iniciar com algo cozido, frito, assado, refogado, ou mesmo gelado, ocorre uma leucocitose digestiva, que é um aumento doentio nos glóbulos brancos, que defendem o organismo. Eles atacam os ditos alimentos não crus, como se fossem invasores do organismo. Engolir algo cru sem mastigar direito também causa uma ligeira leucocitose. Mastigue bem.

Importância das enzimas: são proteínas catalisadoras, que pela sua simples presença promovem e controlam muitas funções celulares e orgânicas, inclusive de defesa e de limpeza, sendo também fermentos específicos. São muito importantes para a boa saúde e vitalidade. Precisamos sempre as manter e renovar. Elas só se mantém vivas nos alimentos crus, frescos, sem aditivos químicos e não aquecidos, gelados ou processados. As enzimas modificam os alimentos que ingerimos, reduzindo-os a estruturas químicas aptas para transpor a membrana das células que recobrem os tubos digestivos e os vasos sangüíneos. Há muitas milhares de espécies animais neste mundo e todas aproveitam bem as enzimas, com exceção do homem e seus animais domésticos, que comem alimentos cozidos, fritos, processados, irradiados, cujas enzimas e vitaminas já foram destruídas.

Não Fazer Misturas Nocivas: Evitar ao máximo. Dois ou três tipos diferentes de alimentos são suficientes. É importante também mastigar bem os alimentos até que eles fiquem aquosos. A saliva tem a enzima ptialina, que melhora a digestão. Ao tomar líquido, insaliva bem e bocheche.

Não Comer em Excesso: O ideal é comer só 2/3 do que se deseja. Esse é um dos segredos da saúde e longevidade. Também no trabalho, ginástica e outras práticas, sempre procure parar antes de se cansar.

Variedades: O mais ideal é usar apenas um tipo de verdura, um legume ou raiz e um cereal em cada refeição. Se for comer cereal, sempre prefira o arroz integral, que é um alimento completo, equilibrado.

Evite os Doces: Fique longe do açúcar branco. O melado, o açúcar mascavo, o demerara, o mel são os melhores. Se não resistir, coma o doce no intervalo das refeições, pois tem a digestão mais rápida. Mas, não se esqueça de sempre começar as refeições com crus.

Nem Gelado - Nem Quente: Não devemos ingerir alimentos e líquidos em temperaturas muito quentes ou muito geladas, pois, devemos respeitar a temperatura do nosso corpo que gira sempre em torno dos 37 graus.

Não devemos tomar líquidos junto com os alimentos, pois o líquido lava os sucos digestivos sobrecarregando o fígado e os rins, enfraquecendo os linfócitos por causa das toxinas produzidas pelas fermentações pútridas.

Alimentos Calóricos Crus Não Engordam: São as calorias não cruas que fazem engordar. Por isso, dão alimentos cozidos aos bovinos, suínos e frangos, para engordarem rapidamente. Muitos testes de laboratório comprovaram que animais alimentados com crus resistem muito bem as doenças e no entanto, sucumbem a elas quando passam a receber alimentos cozidos.

Como o Organismo Perde o Cálcio, Magnésio, Potássio, Sódio, Manganês, Silício, etc.:

Os alimentos refinados perderam os seus minerais no processo industrial. É como se fosse uma memória que faz com que ao ingerirmos produtos refinados, processados e beneficiados, esses produtos identificam como familiares os minerais e outros elementos vitais dos nossos tecidos e os tomam de volta. Depois é tudo excretado junto. O consumo de produtos animais, inclusive a gelatina, o leite, laticínios, também minam o organismo e fazem perder o cálcio, principalmente.

O leite misturado ao achocolatado elimina o cálcio e o sódio do organismo causando várias doenças, entre elas a osteoporose.

O café, chá mate, chá preto, refrigerantes (até mesmo os diets) contém cafeína, ácido acidulante, xantinas que atacam as mamas, a próstata e o coração e no estômago, o café contribui para a formação da gastrite e úlcera.

O ácido clorogenico afeta o cérebro e o ácido fosfórico dos refrigerantes atacam os ossos.

Jantar: O horário ideal para o jantar é as l9:00 h. Comer na hora de dormir enfraquece os nervos. É muito bom na hora de dormir, tomar um chá quentinho (erva cidreira, erva doce, camomila, capim santo, hortelã, etc.).

A alimentação recomendada para a hora do jantar consiste em mingaus, saladas, sucos de frutas ou frutas, sopas, pão integral. Ex.: uma sopa com pão integral, ou dois tipos de frutas no máximo, ou mingau de aveia, milho, tapioca, farinha láctea, etc.

Evitar Preocupar-se: Não comer alimentos sólidos quando estiver preocupado ou muito cansado. Dê preferência aos líquidos, ou deixe para se alimentar depois.

Higiene: Praticar a higiene no corpo, nas unhas, nas mãos, nos pés, no couro cabeludo, nas axilas, nos órgãos sexuais e nos dentes diariamente. Tentar evacuar três vezes ao dia é o ideal.

Sono Saudável: O ideal é dormir no máximo às 22:00 h para os adultos e 2l:00 h para as crianças. Dormir tarde cansa os nervos, causando neurastenia. Antes da meia noite, uma hora de sono equivale a duas.

Proteínas: São responsáveis pela nutrição das células do corpo, propiciando que elas cresçam e se regenerem. Uma proteína é formada por uma fileira de aminoácidos. O nosso organismo sintetiza doze aminoácidos e tem de recorrer à alimentação para obter mais oito tipos, conhecidos como essenciais. Durante a infância, época de crescimento, necessita-se de maior quantidade de proteínas. Propaga-se que a necessidade diária de proteínas seria de 120 gramas por dia, mas essa quantia é questionada pois, a verdadeira necessidade seria de 25 a 30 gramas. Pesquisa de rendimento de um atleta constatou que, esse rendimento é maior quando ele substitui100 gramas de proteína animal por 50 gramas de proteína vegetal. A necessidade protéica é ainda menor se as proteínas vegetais são ingeridas cruas e frescas. As
proteínas, com os 8 aminoácidos essenciais estão presentes nas sementes de girassol, abóbora, batatas, trigo sarraceno, soja, em todas as folhas verdes e em quase todas as frutas.

O ideal é se consumir a proteína vegetal no máximo três vezes por semana, pois o excesso dessa proteína veda a membrana basal que separa cada célula das arteríola, e assim a célula vai perdendo a porosidade, até sobrevir a anoxia (falta de oxigênio) e decorrer a morte celular. A intoxicação é progressiva.

O excesso de proteínas animais faz perder o cálcio. Os rins e o fígado ficam sobrecarregados com a demasia de proteínas e para a eliminação, os rins usam muito cálcio, que seria utilizado pelos ossos; e muito cálcio se acumula na urina, originando cálculos renais. Portanto, não é a falta de leite e seus derivados que causa a descalcificação e a osteoporose, mas o excesso de proteínas de origem animal (inclusive leite), que contém colesterol, gorduras saturadas, ausência de fibras, bactérias e vírus, antibióticos, hormônios sintéticos, pesticidas, etc.

A osteoporose é mais comum nos países onde mais leite e laticínios são consumidos: EUA, Inglaterra, Suécia, Finlândia.

Leite e Laticínios: O ser humano é o único mamífero a beber leite após o período de lactação e ainda de um outro animal, cujo leite tem o triplo de proteínas e 50% a mais de gorduras que o leite materno, e, além disso, há o excesso de hormônios sintéticos, carrapaticidas, antibióticos e outras drogas ingeridas pelo animal. Depois dos 4 anos de idade, o organismo humano não produz as enzimas que digerem o leite. Na forma de iogurtes, coalhadas, ricota, queijo branco, a lactose já está digerida, sendo portanto a melhor maneira que o homem tem para consumir o leite.

Existem alguns produtos animais disfarçados (feitos com restos de ossos de bovinos e suínos) que são por exemplo: gelatinas, espessantes dos sorvetes, algumas margarinas, etc.

Mel: O mel é um dos principais alimentos criados pela natureza, responsável pelo longevidade do homem. Tem a virtude de curar inúmeras enfermidades. É diurético, laxante, calmante, emoliente, desinflamante, alcalinizante, expectorante, depurativo do sangue e um excelente tônico para o cérebro. Dentre seus vários minerais, podemos destacar um alto teor de potássio, o que impede a proliferação das bactérias no organismo.

Excelente para o fortalecimento dos músculos do coração, na reparação física em geral, casos de hipertensão arterial, câimbras, distúrbios estomacais e intestinais, disfunções dos rins e do fígado. É excelente agente na retenção do cálcio, problemas de infecções da boca e garganta, e em todos os males do aparelho respiratório (favo de mel). Graças a ferro orgânico que contém, o mel é um excelente alimento para os anêmicos.

Produtos Refinados: São eles o açúcar, o sal e a farinha de trigo. O ideal é usar seus derivados integrais.

O açúcar branco pode ser substituído pelo açúcar mascavo, demerara, mel, melaço de cana.

O sal, pelo sal marinho, mesmo assim, não em grande quantidade. A farinha de trigo branca, pela farinha de trigo integral, na preparação de pães, bolos, tortas.

Fibras: As fibras têm o poder de baixar o nível de colesterol, ajudam o fígado a produzir uma boa bílis, são uns excelentes remédios contra prisão de ventre e hemorróidas, ajudam os rins, a vesícula, o coração e cérebro, pois aumentam o complexo B no sangue, limpam os intestinos prevenindo e corrigindo até 70% dos casos de má circulação sangüínea (varizes, tromboses, hemorróidas).

As principais fontes de fibras são: trigo integral e seus derivados (farelo, germem de trigo, etc.), aveia, feijão, lentilhas, ervilhas, abóbora,
bananas, laranjas, frutas e verduras em geral, e o nosso poderoso arroz integral.

Arroz Integral: É o cereal cultivado há mais tempo no mundo. Rico em vitaminas B1, B2, B5, B6, biotina e minerais. Sua película é constituída de fibras, que estimulam o funcionamento intestinal. A vitamina B1, ausente nos alimentos refinados, auxilia no metabolismo do amido do arroz, facilitando sua assimilação e evitando seu acúmulo em forma de gordura no corpo. Quando consumido com alguma leguminosa (feijões, ervilhas, lentilhas, etc.), a complementaridade protéica que se forma é bastante proveitosa ao organismo. Pode ser utilizado simples, em risotos, bolinhos, sopas, hamburguês vegetais, doces, saladas, etc. é aconselhável deixá-lo de molho por algumas
horas, na água do cozimento.

Por Que Usar Pão Integral: É rico em cálcio, em vitaminas do complexo B, cobre, ácido patogênico (contribui para a formação das células, sistema nervoso e glândulas supra renais). Converte as gorduras e os açucares em energia, e combate as infecções com a produção de anticorpos. É também rico em cobre que converte o ferro no organismo em hemoglobina, aproveitando a vitamina C que mantém a energia do corpo.

Contém fósforo, necessário para uma boa estrutura óssea e dental, regularizando o funcionamento do coração e dos rins. Alivia a dor da
artrite. Sua falta causa o raquitismo.

Coma Pão Integral e acenda o fósforo da Saúde. Pão integral é tudo!

Água: Dê preferência à água mineral, filtrada ou fervida. Deve ser bebida aos goles e devagar, nunca tomá-la gelada (respeitando a temperatura do corpo).

Acostumar-se a tomar 2 copos de água 1 hora antes do desjejum, 1 hora antes do almoço e 1 hora antes do jantar (6 copos por dia). No calor, juntar uma pitada de sal à água para compensar a perda de sal causada pelo suor.

Água com limão: Se tomarmos 1 litro de água por dia com um limão espremido, seremos poupados de muitos problemas de saúde.

Água clorofilada: Água com salsinha limpa o líquido que envolve as células e renova nossa vitalidade. A clorofila rejuvenesce realizando uma faxina por dentro e por fora.

Água com mel: Refrescante no verão. Não deve ser tomada gelada. A Água é Poderosa!

Respiração Ascendente: Substitui qualquer medicamento tranqüilizante, cura insônia, e feito após as refeições, ajuda a emagrecer. Ex.: Levantar os braços inspirando e soltar lateralmente expirando, 45 vezes ao dia (15 ao levantar, 15 após o almoço e 15 antes de dormir). Após o exercício, fazer um “quadro mental”, ou seja visualizar um desejo e mandar para o Universo.

Fonte: Instituto Luz
www.institutoluz.com.br
Comments