A Cura das Frutas



Entende-se por cura de, frutas, alimentar-se durante um determinado tempo somente de frutas excluindo toda outra classe de alimentos, exceto a água, com o fim de combater certas enfermidades.

Estas curas têm a vantagem de limpar surpreendentemente o sangue e em geral todo o organismo; recomenda-se, por conseguinte, nas enfermidades crônicas, onde existe acúmulo de materiais estranhos e nocivos.

Dá excelentes resultados para quem sofre de reumatismo, gota, ortritismo, hemorróidas, prisão de ventre crônica, enfermidades crônicas da pele, dos rins, fígado e estômago.

Durante a cura das frutas, nota-se uma perda de peso mais ou menos considerável, o que não deve alarmar, pois ele é precisamente necessário para que as toxinas e demais substâncias prejudiciais sejam expulsas e para alcançar a recuperação dos tecidos do organismo.

As frutas mais indicadas para a cura são as ácidas, como os limões, maçãs, morangos, já que os diversos ácidos que contêm, quando se combinam com a potassa, convertem-se em ótimos diuréticos e laxantes; queimados no organismos, dão carbonatos alcalinos.

Estes ácidos têm, por outra parte, a virtude de dissolver toda matéria estranha dos tecidos e que, dissolvida, pode ingressar na corrente circulatória, para sua eliminação.

Quanto ao tempo de duração da ”cura de frutas“, varia segundo as condições do paciente e o gênero da doenças; pode durar alguns dias ou várias semanas ou meses; porém, de todas as maneiras não convém prolongar demais.

“As curas de frutas", em certas estados patológicos, não convêm, como no caso de tuberculose, anemia, debilidade geral, desnutrição.


O LIMAO
   
As substâncias que encerra o suco do limão fortificam o coração, e em geral atuam favorávelmente sobre todo o sistema circulatório e sobre o sangue, sendo desde já eficaz pora as pessoas que sofrem de palpitações do coração. As aplicações do suco de limão são, pois, numerosissimas; e a lista de enfermidades que cedem ante a sua ação é grande. Emprega-se para a icterícia, diabete, enfermidades de Barloux, hemorragias nasais. E bem conhecida sua eficiência para combater as enfermidades da pele, em aplicações externas. Usa-se contra as infecções das amídalas, em forma de pinceladas. Também contra a afonia tem dado bons resultados, especialmente entre as pessoas que se dedicam ao canta. Esta aromática fruta combina muito bem com os ovos, leguminosas verdes, cebolas, verduras, saladas, nas quais substitui vantajosamente o vinagre. Não se deve misturar com leite cru, tomates, cereais, bananas, frutas ácidas e leguminosas. Não se deve abusar do seu emprêgo.

A CURA DO LIMÃO
   
A cura do limão consiste em ingerir, no primeiro dia, o suco de um limão espremido, com um pouco de água e mel, (será melhor o suco do limão puro), nos dias seguintes ir aumentando até chegar a dez por dia, e em seguida diminuir gradualmente, de um a um. O suco deverá ser tomado uma hora antes das refeições ou duas horas depois das refeições. Durante esta cura as comidas devem ser sem condimentos e da forma mais natural possível. A cura do limão é especialmente indicada para pessoas obesas e gue sofrem de artritismo, reumatismo, gota, eczema, cálculos biliares e renais. A melhor maneira de se tomar o suco do limão, é com o canudinho e em pequenos goles.


O MORANGO
   
O suco de morango diluído em tríplice quantidade de água é recomendado no combate ao tifo. A gota e o reumatismo cedem ante o poder curativo da fruta, assim como todas as enfermidades originadas pelo ácida úrico, infecções do fígado e em geral das vias urinárias.

As folhas do morango são também medicinais; tomando se em forma de chá, purifica o sangue, fortalece e alcaliniza o sistema nervoso.

Para vigorizar os convalescestes, serve-se uma quantidade de folhas, que se poderá tomar com leite quente e mel A eczema cederá ante este simples, baroto e efetivo remédio. Também a raiz desta fruta é excelente contra a diarréia e a blenorragia.

A CURA DO MORANGO
   
Esta cura consiste em ingerir um quarto de quilo no primeiro dia, aumentando nos dias seguintes, até chegar a um quilo.

Em geral esta cura é feita durante dois dias dg cada semana, durante um tempo mais ou menos prolongado, até que as enfermidades cessem.

Nos outros dias, os alimentos deverão ser ingeridos na forma mais natural possível, sem condimentos excitantes, bebidas alcoólicas, e estimulantes.


A BANANA
   
A banana é altamente alcalina e aproveita-se para alcalinizar o sangue das pessoas, cujo organismo está carregado excessivamente de ácidos. é grande sua eficácia no tratamento da hidropisia e em geral em todos os casos em que os tecidos celulares estão inchadas por acumulação do líquido ceroso, por ser rica em sais minerais e neutralizante. É um remédio eficaz contra a prisão de ventre crônica, enfermidades do estômago, infecções do fígado, gota, paralisio, tuberculose, inflamações dos rins e cálculos biliares. é muito recomendado para as crianças, debilitadas e convalescentes, por ser um grande remédio.

A CURA DA BANANA

Esta cura consiste em ingerir de cinco a dez bananas no primeiro dia, repartindo em três porções; e logo se vai aumentando progressivamente até chegar a dezoito ou vinte.
A duração desta cura pode ser de uma semana até um mês, porém não se deve prolongar mais que este tempo.

Para esta cura se deverá escolher bananas bem maduras, e mastigá-las muito bem.

Esta cura é recomendada para pessoas que sofrem de prisão de ventre crônica, transtornos do estômago, como acidez gástrica, insânias, paralisia infantil, dores persistentes de cabeça, enfermidades do sistema nervoso, pois, não obstante o seu alto valor alimentício, tem a vantagem de não engordar.


A MAÇÃ
   
A maçã é muito rica em fósforo, elemento indispensável para o funcionamento das celulas do cérebro.

O suco da maçã nos casos de febre tifóide constitui excelente agente curativo.

As maçãs comidas antes de dormir ativam a contração intestinal.

A casca sêca das macãs, quando ingerida, é um grande purificador do sangue e diurético, e, por conseguinte, se pode usar vantojosamente no lugar do café e do chá; esta bebida é muito popular.

A maçã pode muito bem ser comida junto com cereais, legumes verdes, rábanos, cebolas, verduras, saladas, frutas subácidas, frutas açucaradas.

A CURA DA MAÇÃ
   
A cura de maçãs consiste em ingerir no primeiro dia mais ou menos a quantidade de um quilo desta dita fruta, repartida em várias porções.

Nos dias sucessivos, vai-se aumentando até chegar a dois quilos ou mais.

Esta cura dá magníficos resultados nos casos de obesidade, reumatismo, gota, artritismo, arterioesclerose, diabete, sífilis, cálculos, albuminúria, enfermidades crônicas da pele e do sistema nervoso.

Para os enfermos do estômago, recomenda-se fazer uma cura mista, que consiste em comer a maçã com leite ou coalhada. É muito indicada para os que sofrem de diarréia; particularmente nos casos das crianças, aplica-se-á o "regime do Moro-Heisler" que consiste em ingerir entre 500 a 1000 gramas de maçãs, sem as cascas nem sementes, préviamente amassadas ou moídas, e dadas às colheradas, divididas em cinco porções. Concluindo, podemos dizer que toda pessoa e especialmente os que têm uma alimentação à base de carne e condimentos nocivos, deveriam dedicar um dia, em cada semana, à cura de maçãs, com a segurança de obter benefícios inesperadas.


A UVA
   
A uva é suave laxante, atua contra vários enfermidades dos intestinos, do fígado, do abdômem e especialmente para o amargor da boca, vômitos. Não somente o fruto tem suas qualidades curativas, senão também as folhas; estas trituradas e aplicadas em compressas aliviam os dores de cabeça, as inflamações e sensações de ardor do estômago. O suco das folhas é um ótimo remédio contra as diarréias e a perda de apetite. As uvas em forma de passas são eficazes para várias doenças, como: a tosse crônica, desinteria, zumbido dos ouvidos, insônia e outras afecções de caráter nervoso. As folhas tomadas em infusão, bebendo-se uma xícara diáriamente, atuam eficazmente contra os transtornos da menopausa, nas mulheres, acne rosado, .hemorragias, etc.

A CURA DA UVA
   
Esta cura é por excelência alcalina. A cura de uvas compreende a ingestão de meio quilo de uvas no primeiro dia, aumentando gradualmente nos dias sucessivos até chegar a três quilos; cada dia se dividirá em três ou quatro porções, devendo ser a primeira dose na parte da manhã. O tratamento pode durar vários dias ou semanas, segundo as diferentes circunstâncias do paciente; pode-se prolongar por mais tempo devido a suas elevadas proporções de glucose, as quais são muito energéticas. Esta cura se recomendo contra o reumatismo, gota, enfermidades dos rins, hemorróidas, escrofulose, tumores, enfermidades nervosas, neurastenia, enfermidades crônicas da pele, eczemas, transtornos digestivos, e para pessoas obesas. Esta cura não convém a todos, por exemplo os que sofrem de úlcera gástrica ou duodenal, diabéticos, etc., é contra-indicado. Recomenda-se mastigá-las muito bem.


A LARANJA
   
A laranja é um dos mais importantes entre todos os alimentos, pois corrige a excessiva acidez do organismo, por ser altamente alcalina. Por possuir sais minerais e substâncias neutralizantes, recomenda-se aos enfermos de gota, aos diabéticos, pois exerce ação dissolvente sobre os tecidos carregados de materiais de desgaste. É estimulante do sistema circulatório. Ativa o trabalho das glândulas segregadoras do suco gástrico, facilitando desta maneira a digestão, as funções intestinais. O suco de laranja atua benéficamente sobre as glândulas de secreção interna e externa. É estimulante dos nervos, eficaz nos casos de neurastenia, convulsões nervosas, enxaquecas; para estes casos, far-se-á uma "cura de frutas".


O ABACATE
   
Esta fruta tem sido prescrita como alimento para os inválidos, por ser de tão fácil digestão e estar livre de sintomas negativos. Por sua alta porcentagem em gordura, é excelente alimento para os fracos e desnutridos, pais não produz indigestões, dores, nem prisão de ventre. Não ataca o fígado, como muitas gorduras animais, que deixam a sensação de peso e depressão. O carôço do abacate bem moído e queimado, toma-se em colheradas, em uma xícara com leite, contra a incontinência de urina, desinterias e leucorréia, ou flôres brancas, das mulheres. As folhas do abacate, tomadas em infusão, são muito digestivas, estimulantes e normalizantes da irregularidade da menstruação.


O MAMÃO
   
O mamão é eficaz contra a asma, a icterícia, a diabete: especialmente é purificador do sangue e benéfico ao estômago. As sementes, sêcas e bem moídas, são um bom vermífugo, carmitativo, e favorece a menstruação. Estas mesmas semente, frescas e bem mastigadas, em quantidade de 10 a 15, favorecem a secreção da bílis e também atuam contra várias enfermidades do fígado. As folhas do mamão são usadas em infusão; contém um alcalóide que é a carpaina, estimulante do coração. Esta preciosa fruta deve ser comida de preferência na parte da manhã; assim se sentirá melhor suas preciosas qualidades.


A MELANCIA
   
A melancia é pouco nutritiva, porém possui propriedades diuréticas; adernais, por ser muito alcalina, é neutralizante do sangue. Uma de suas qualidades mais ressaltantes é ser muito refrescante do sangue; para isto se deve comê-la antes ou entre as refeições, e nunca após as refeições, pois isto provoca indigestão, pela enorme quantidade de água que contém. Para combater a febre tifóide, faz-se aplicações no abdome, colocando-se pedaços da melancia, e fora disto o paciente poderá tomar o caldo (algumas colheres). Esta fruta não deve ser misturada de maneira nenhuma com bebidas alcoólicas, leite, tomates e verduras. As sementes, torradas e aplicadas sobre qualquer ferida, acalmam a dor.

O FIGO

Emprega-se o figo contra as chagas, úlceras, furúnculos, em forma de cataplasma. É excelente para o cérebro e nervos, pela grande quantidade de fósforo que contém. Os figos frescos empregam-se como laxantes e refrescantes e como alimento energético de primeira ordem. Como expectorante, emprega-se contra a tosse, catarros, angina e demais inflamações da via respiratória, em forma de chá, com leite em gargarejos. É eficaz contra a prisão de ventre. Em geral, recomenda-se aos enfermos comer figos, em especial aos que sofrem de escrofulismo, tuberculose, transtornos do fígado e vesícula biliar; devem evitá-lo os que sofrem de acidez do estômago, artrites, ou são obesos.

A PÊRA

A pêra é indicada para os convalescentes de febre intestinal. É útil contra a hiperfunção da glândula tireóide, por conter iôdo; contra a prisão de ventre e inflamação do intestino. As pêras combinam bem as frutas frescas e dessecadas, porém não é conveniente misturar mais de duas classes de frutas na mesma comida. Também combina com açúcar, mel, nata, queijo, gemas, nesses casos sempre que não sejam demasiado doces, combinam bem com os cereais e outros farináceos. Não se deve misturar com verduras, tomates, leite fresco e ovos cozidos. Esta fruta deve ser aproveitada, já que presta tantos serviços ao homem na alimentação e na Medicina.


O ABACAXI

O suco do abacaxi tem grande valor como digestivo e como tônico geral depois das refeições. Além disso, é de grande ajuda para a digestão dos alimentos protéicos, como a carne, pescadas e ovos. Esta saborosa fruta é urna fonte de quase todos os minerais, particularmente do ferro, magnésio e cobre, estes três elementos tão necessários ao sangue paro manter seu estado saudável. Esta fruta é estimulante da digestão e da atividade dos intestinos.

O suco do abacaxi recomenda-se nos estados febris, pois é refrescante e eliminador das toxinas; para estes casos se dará por colheradas a cada dez minutos. Emprega-se também nos enfermidades do garganta e da boca (aftas).

Durante o falta de menstruação, por causa do funcionamento deficiente dos ovários, utiliza-se com grandes benefícios, assim como contra os catarros da via respiratória e asma. Para prevenir a cura da prisão de ventre é excelente por sua alta porcentagem em celulose.

No exterior, emprega-se o abacaxi contra mordeduras de cobras; para estes casos se aplicará em forma de cataplasmas. Também desta mesma forma se usa sobre o abdômem dos febris.

A casca cozida e feita em formo de chá é utilizada para purificar o sangue e para diferentes processos inflamatórios.

Sendo esta fruta muito ácida não deverão abusar do seu emprêgo as pessoas débeis, acidificadas, nervosas, desmineralizadas, mulheres menstruadas e com escassez de leite.

Não combina bem com as verduras, tomates, claras de ovos, leite fresco e cereais.


A MANGA
   
Esta fruta é um grande alimento antisséptico e bom dissolvente. A fruta verde, sêca e separada do carôço, é um poderoso antiescorbútico, superando o limão.
É um excelente purificador do sangue e bom diurético. Nas enfermidades das vias respiratórios, como catarros, tosse, bronquites, atua como um superior expectorante, preparado de preferência como xarope com mel de abelhas.
Comendo na parte da manhã, combate a acidez e outras doenças do estômago; O carôço cozido atua como um grande vermifugo, expulsa e destrói as lombrigas intestinais. Por sua natureza subácido e demasiado doce, a manga não combina com outras frutas, pelo que se recomenda comê-la sempre pura e separada de outros alimentos.


A AMEIXA
   
Sua principal virtude curativa é a de ser essencialmente laxante, pelo que se recomenda contra a prisão de ventre; o resultado será melhor se forem empregadas as sêcas; esta sua propriedade não é superada por nenhuma outra fruta. Para estes casos se poderá comer de 10 a 20 ameixas sêcas, na parte da manhã.
Para uma ação purgativa, coloca-se de môlho em um recipiente com água fria, e logo no dia seguinte se come em jejum e em seguido se bebe a água onde as ameixas estiveram de môlho. É um excelente agente terapêutico contra a artrite, reumatismo, gota, arterioesclerose, nefrite, pois por conter albumina faz com que seja eficaz nestas doenças; além disso, por sua riqueza em ácidos orgânicos como o solicílico, atua benéficamente no organismo enfêrmo.

Os que sofrem de hemorróidas encontram na ameixa fresca um bom remédio, assim como as pessoas biliosas, congestionadas e irritados. Sua ação diurética utiliza-se nas enfermidades dos rins.
No estado sêco, constitui um alimento concentrado de primeira ordem e grande energético pela enorme quantidade de calorias que produz, sendo muito adequado para as pessoas que desenvolvem trabalhos musculares, esportes, etc.
As folhas fervidas no leite constituem um bom gargarismo contra a angina e em geral contra todas as afecções da garganta.



fonte: http://www.livrodereceitas.com/diversos/cozinha/curafrutas.htm

Comments