Alfarroba



Infelizmente como as empresas visam somente lucro e não saúde no que diz respeito a alimentação, precisamos mudar as coisas a partir do que consumimos... com base nisso, estou colocando abaixo e peço que ajudem na divulgação dos produtos feitos com alfarroba.

Acredito que boa parte das pessoas nem sabem do que se trata, pois bem, deixo abaixo as devidas considerações, e peço atenção especial, pois são produtos excelentes, e confesso, acho melhor que chocolate, o sabor é inigualável, pelo menos para meu paladar. Pena o preço, que devido a baixa demanda só encontramos em casas de produtos naturais a preços salgados... enfim, só podemos mudar ajudando a divulgar e quem sabe, alguém produzindo em maior escala para consumo.

Tem cara de chocolate, gosto de chocolate, mas não é chocolate. Além de nutritivos, os produtos feitos com alfarroba são isentos de lactose, glúten e açúcar, podendo ser consumidos inclusive por quem tem alergia ao leite.

A Alfarroba já era usada pelos Egípcios há mais de 5.000 anos. Fruto da Alfarrobeira, árvore nativa do mediterrâneo, é uma vagem da qual se extrai a polpa que é torrada e moída para se obter o pó, usado na substituição do cacau.

Rica em vitaminas e minerais.
Em 100 gramas encontramos em média 303 mg de cálcio, 633 mg de potássio e 126 mg de fósforo, além de outros minerais como ferro e zinco e vitaminas E, B6 e a tão aclamada entre os vegetarianos, a vitamina B12.

Naturalmente doce, a alfarroba dispensa o uso do açúcar na fabricação de seus produtos, o que é uma excelente opção para vegans, vegetarianos e todas as pessoas, pois sabemos que açúcar branco é "veneno" para o corpo, de forma geral. A alfarroba é isenta de lactose e proteína do leite, podendo ser consumida também por quem tem alergia ao leite.

O produto tem cara e gosto de chocolate, mas é muito melhor e mais nutritivo, pois não contém lactose, glúten e açúcar.

Além de tudo isso, não possui os estimulantes cafeína e teobromina, muitas vezes encontrada em certos produtos...

Enquanto o cacau possui até 23% de gordura e 5% de açúcar, a alfarroba tem 0,7% de gordura e alto teor de açucares naturais (glucose, sucrose e frutose) de 38% a 45%.

- A alfarroba contém uma grande riqueza de minerais como o cobre, o magnésio, o potássio, o manganês e o selénio.
É especialmente rica em cálcio e ferro.

- A alfarroba contém nutrientes essenciais, tais como as vitaminas A, B2, B3, B6 e D.

- A farinha de alfarroba é uma excelente fonte de fibra natural, contendo 2 gramas desta fibra numa só colher de sopa.
Contém pectina, uma fibra benéfica que ajuda na eliminação de toxinas.

- Na medicina tradicional, a alfarrobeira foi muitas vezes utilizada para tratar a diarreia.
Pode ainda ser usada como remédio natural para esse fim, bastando uma dose de 15 gramas/dia (no caso de crianças) e pelo menos 20 gramas/dia (nos adultos).

Devido ao seu sabor delicioso, a maioria das crianças aceita a alfarroba agradavelmente, quando misturada em cereais quentes ou maçãs.

A alfarroba é certamente um alimento nutritivo, mas não se pode negar que ela é um sucedâneo do chocolate, só que se encontra dentro de uma vagem.

Apesar de o sabor da alfarroba ser um pouco diferente do chocolate, transforma-se num substituto ideal daquele, por várias razões:

- O chocolate contém estimulantes como a teobromina (parente próxima da cafeína), que é altamente tóxica para muitos animais.
Tem também uma pequena quantidade de cafeína - similar à quantidade do café descafeinado -, mas a suficiente para incomodar pessoas sensíveis a este alcalóide.
A feniletilamina (alcalóide natural, derivado do aminoácido fenilalanina) presente no chocolate pode ser associado ao aumento das enxaquecas.
A alfarroba, naturalmente, não contém nenhuma destas substâncias.

- O chocolate transformado e produtos derivados do cacau, contêm muitas vezes quantidades elevadas de chumbo tóxico de acordo com a Food E.U. and Drug Administration (FDA).
De novo, a alfarroba não contém este tipo de matérias.

- Ao contrário da alfarroba, o chocolate é normalmente processado em base alcalina, que pode causar reacções alérgicas em pessoas sensíveis.
O processamento deste alcalóide também remove componentes saudáveis como flavonóides e antioxidantes do chocolate, enquanto aumenta o teor de sódio.

- O chocolate tem um sabor um pouco amargo que muitas vezes é disfarçado com excesso de açúcar refinado e xarope de milho.
A alfarroba é naturalmente doce e pode ser saboreada com menos adoçantes acrescentados.

- A alfarroba contém 2 vezes mais cálcio do que o chocolate, não tendo o ácido oxálico que o chocolate tem e que interfere na absorção do cálcio.

- A alfarroba geralmente não tem aditivos lácteos, por isso é aceitável para uma dieta vegan (vegetarianos rigorosos que excluem da sua dieta carnes, gelatina, lacticínios, ovos, mel e quaisquer alimentos de origem animal, consumindo basicamente cereais, frutas, legumes, vegetais, hortaliças, algas, cogumelos e qualquer produto, industrializado ou não, desde que não contenha nenhum ingrediente de origem animal).

- A alfarroba proporciona a quem é alérgico ao chocolate, a oportunidade de poder saborear algumas das sobremesas normais que tradicionalmente são confeccionadas com aquele ingrediente.

A alfarroba pode ser usada em vez do chocolate, numa variedade de produtos de panificação.

O seu sabor pode não ter exactamente o mesmo paladar que o do chocolate, mas mesmo assim garante uma deliciosa sobremesa.

A alfarroba também pode ser usada em iogurtes com sabores, cereais e café.

Muitas sociedades tradicionais consomem preparados à base de cacau, uma reminiscência da alfarroba quente, a qual contém uma qualidade de sabor que agrada a quase qualquer gosto.

A alfarroba em pó ou farinha é uma das melhores formas de alfarroba.

A alta qualidade da alfarroba pode ser simplesmente excelente e rica em sabor.

A farinha da alfarroba deve ser armazenada em lugar escuro, frio e seco, onde pode permanecer fresca até cerca de doze meses.

A alfarroba é encontrada em casas de produtos naturais, na forma de pó, bombons e barras semelhante as de chocolate, entre outros produtos.

Enfim, é uma maravilha da natureza já usada a milênios, mas escondida da maioria hoje em dia!

Vamos ajudar a mudar esse quadro?
Comments