Propriedades Amora

A pedidos, a vai uma frutinha deliciosa e com grandes propriedades!
Inclusive em pesquisas, achei referencia que ajuda pessoas com problemas de tireóide...

Leiam, vale a pena.

Namastê,
Terry

___

A AMORA OU AMOREIRA (Morus Alba) é conhecida como a planta REGULADORA DOS
HORMÔNIOS por isso atua com bastante eficácia nos sintomas da menopausa:
ressecamento da vagina, irritação, ansiedade, nervosismo, memória fraca,
dores musculares e das articulações, calores e algumas vezes suores frio,
dor de cabeça, diminuição da libido,dificuldades para dormir, depressão,
problemas urinários…

É ainda planta anti-cancerígena, no combate a osteoporose, como tônico
muscular nas práticas desportivas, por possui alto teor de potássio.
Depurativa do sangue, anti-séptica, vermífuga, digestiva, calmante,
diurética, laxativa, refrescante, adstringente e muito útil nos problemas da
tireóide. Possui poderosas propriedades anti-oxidantes por sua combinação de
vitaminas C com E contribuindo assim para o rejuvenescimento e beleza da
pele.

A amora ajuda a prevenir infecção urinária, reduzir o risco de úlcera e
câncer no estômago.

Uma das grandes descobertas é que o uso da amora preta vem se expandindo
para fins medicinais, como uma planta anti-cancerígena, pela ação do ácido
elágico e também no combate a osteoporose, devido a sua concentração elevada
de cálcio (46mg/100g fruto). Outra utilização crescente, é como tônico
muscular nas práticas desportivas, pois alto teor de potássio é encontrado
no fruto (245mg/100g fruto). O fruto da amoreira é depurativo do sangue,
anti-séptico, vermífugo, digestivo, calmante, diurético, laxativo,
refrescante, adstringente, etc. Poderosas propriedades anti-oxidantes por
sua combinação de vitaminas C com E. A amora preta contém pectina em
abundância, uma fibra solúvel que ajuda a reduzir os níveis de colesterol no
sangue. E muito recomendável aos que tem o organismo saturado de ácidos,
como os que sofrem de reumatismo, gota, artrite, etc. O suco de amora,
quente, adoçado com mel, tem bons resultados em casos de afecções da
garganta, amidalite, rouquidão, inflamação das cordas vocais, das gengivas,
aftas, etc. As flores frescas são diuréticas e muito úteis no tratamento das
vias urinarias.

A amora preta se encontra entre os alimentos que ajudam a diminuir o
colesterol. De acordo a um estudo publicado pela revista Jornal of
Neuroscience, as propriedades nutritivas das amoras pretas conservam o
equilíbrio, a memória e a coordenação motora das pessoas de idade
avançada.Existe um número elevado de espécies dentro do gênero, perto de
300. Sua origem não é muito definida (provavelmente da Ásia, introduzidas na
Europa por volta do século XVII), possuindo características de adaptação
climática muito variadas, podendo encontrar cultivaros com exigência de frio
(abaixo de 7,2 C) desde 100 horas ate 1000 horas/ano para quebra de
dormência. A cultivada pela Fazenda Sta. Terezinha do Rio Bonito, é muito
semelhante a variedade Ollalie (USA) esta totalmente adaptada as nossas
condições climáticas, após 8 anos de experiências e 3 anos de produção
comercial.A amora preta se desenvolve bem em diversos tipos de solos, mas
bem drenados, com pH entre 5,5 a 6,5.Pode-se utilizar irrigação, desde que
sem exagero. É de porte ereto ou rasteiro, podendo atingir ate 2 metros de
altura. As podas são necessárias para limpeza e frutificação. A longevidade
é de 15 anos.

A amoreira-preta in natura é altamente nutritiva. Contém 85% de água, 10% de
carboidratos, com elevado conteúdo de minerais, vitaminas B, A e cálcio.
Pode ser consumida de outras formas como geléias, suco, sorvete e yogurtes
(POLING, 1996).

Uma série de funções e constituintes químicos são relatados na literatura
internacional relacionados às qualidades da amora-preta, estando, entre
eles, o ácido elágico.

Segundo WANG et al. (1994), o ácido elágico (C14H6O8) foi encontrado em
morango (Fragaria spp), groselha preta (Ribes nigrum), amoreira-preta (Rubus
subgênero Eubatus), framboesa (Rubus subgênero Idaeobatus), entre outras
espécies.

O ácido elágico um constituinte fenólico de algumas espécies, é um hidrolito
de elagitanina que ocorre naturalmente, especialmente em frutas e nozes
[Singleton et al. (1996), Bate-Smith (1961a., 1961b), Daniel et al. (1989),
apud WANG et al., 1994)].

Foi demonstrado que o ácido elágico possui funções anti-mutagênica,
anticancerígena e além de ser um potente inibidor da indução química do
câncer [Okuda et al.(1985), Maas et al. (1992) citados por WANG et al.
(1994); MAAS et al., (1991 a)].

O ácido elágico e alguns elagitaninos têm mostrado propriedades inibidoras
contra replicação do vírus HIV transmissor da Aids [Asanaka et al. (1988),
Take et al. (1989), apud MAAS et al., (1991 a)]. Os estudos de Asanaka com
ratos sugerem que o elagitanino oenotherin B pode ser usado via oral para
inibir o HIV e o vírus da herpes (MAAS et al., 1991b).

Além disso, são atribuídas às frutas de amoreira-preta outras propriedades,
como o controle de hemorragias em animais e seres humanos, controle da
pressão arterial e efeito sedativo, complexação com metais, função
antioxidante, ação contra crescimento e alimentação de insetos [Girolami et
al. (1966), Cliffton (1967), Bhargava et al. (1968) apud MAAS et al.,
1991a].

O ácido elágico é um derivado do ácido gálico, e como fenol, possui algumas
propriedades de compostos fenólicos (WANG et al., 1994). Em tecidos de
morango, foi associado a substâncias polifenólicas inibidoras da degradação
do ácido indolbutírico (AIA) pela peroxidase, em presença de luz. Já na
ausência de luz, a presença de monofenóis propicia o aumento da atividade da
peroxidase (Runkova et al., 1972 apud MAAS et al., 1991).

MAAS et al. (1991a), trabalhando com cultivares de morango, não conseguiram
correlacionar a quantidade de ácido elágico encontrada em diferentes porções
da planta (polpa e folhas), indicando que a seleção de variedades para o
ácido elágico pode ser específica para determinado tipo de tecido.

fontes:

http://www.todafruta.com.br/todafruta/mostra_conteudo.asp?conteudo=12361

http://www.motivacao.org/blog/195
Comments