Casamentos...

Certo dia pediram-me para comentar um pouco sobre casamento... até postei algo (está na linha de tempo), mas quem sou eu para falar sobre isso né...

Como falar sobre a alma, a mente e as necessidades humanas, que de tão inconstantes furtam até mesmo o amor do próprio coração!

Mas de forma geral, casamento para mim é algo tolo, desnecessário e completamente improdutivo. A sim, eu sou casado! Estranho dizer isso né...rsrs O fato é que a conotação dada atualmente como casamento é perdida em meio as necessidades, aos apegos, luxurias e desejos, portanto o casamento "modal" da atualidade, na minha humilde opinião, é tolo!

Casamento tornou-se algo religioso e governamental, duas coisas que estão completamente caóticas e perturbadas, portanto não posso acreditar que as pessoas se casem por amor, mas sim por uma necessidade de apego, ou desejo. Como todos é assim? Não tenho como afirmar, mas acho que não... tem pessoas que realmente se casam por amor, tem afinidade de alma, então o casamento deixa de ser algo superficial e torna-se uma união perante a luz e não perante o ego.

Mas o maior problema que vejo atualmente no casamento é a própria necessidade desse apego, e principalmente o modismo de corpos esculturais e sexo banalizado.

Quando as pessoas se conhecem, nossa, é aquela coisa! Troca de poemas, palavras bonitas, danças, sexo ardente, beijo na boca... mas com o passar o tempo se descuidam, e quando casam, já morando juntos e tentando "construir uma vida", esquecem dos cuidados com o corpo, com a mente e com o espírito do casal, e não somente do indivíduo.

Alguns ainda vivem na tola cultura que casamento é uma necessidade, uma obrigação cultural, perdem parte de sua vida na "dança do acasalamento", buscando parceiros para procriação. A queridos, quão tolo é isso! Esse conceito foi criado entre os humanos, melhor, foi imposto aos humanos a milênios atrás, quando ainda muitos eram escravos de outros seres, onde o "multiplicar e reproduzir" era a ordem da vez para escravizar e explorar os humanos... mas essa é outra história... enfim, acredito que o casamento como é visto atualmente, tornou-se um conceito tolo, ridículo, que só traz sofrimento a ambos.

Muitos que casam se esquecem dos cuidados básicos que vem de dentro. Caem no comodismo da rotina. Tanto homens quanto mulheres ao entrarem nesse vai e vem da vida, acabam desleixados com o parceiro(a), acostumam-se com a presença da outra pessoa. Já conhecem os defeitos e qualidades, e se aproveitam disso para ferir uns ao outros. Não se exercitam, não beijam mais na boca com afeto, fogo e amor, caem no cotidiano de afazeres e deveres, e isso, a sim, isso aos poucos tira do ser humano uma das maiores bênçãos dos céus, a CRIATIVIDADE! O ser humano tem dentro a necessidade de inovar, de criar, de estar sempre buscando coisas novas e diferentes. Precisam de mudanças constantemente, não gostam de rotinas. Por mais que algumas pessoas amem a rotina, em seu intimo não gostam, porque a alma quando para no tempo e se deixa acomodar, aos poucos morre, o corpo envelhece precocemente, e então, deixa o corpo físico, porque não encontra motivos para permanecer aqui.

É estranho ouvir isso né, ou melhor, ler isso...rsrs Mas é apenas opinião, não uma verdade. Só uma constatação que infelizmente vejo diariamente entre as pessoas.

Maridos que traem as mulheres porque não as desejam mais. Mulheres que traem os maridos porque não são felizes. Triste isso, triste mesmo, porque traição é algo muito trevoso para a alma, para o coração. Se não tem mais aquele fogo, desejo, paixão, que, pelo menos, se tenha respeito e honestidade. Essa é a palavra, honestidade e transparência entre o casal. Sentar, conversar, e calmamente dizer ao parceiro(a) o que não está mais agradando, e principalmente, ter humildade para ouvir sem se deixar afetar negativamente.

Uns dos maiores medos da humanidade é se machucar, e esse medo faz com que muitas oportunidade se percam. Muitas vezes o sofrimento acaba sendo aprendizado. Entre um casal, é preciso que exista esse entendimento, esse conceito de utilizar a sinceridade para que ambos melhorem e possam diariamente aperfeiçoar e lapidar seu íntimo. Isso vale para os cuidados com o corpo, para dizer o que agrada e desagrada no sexo, enfim, para tudo o que diz respeito a união! Percebam essa palavra, UNIÃO!

União é algo pouco discutido... União é a busca constante de estar junto, junto a Deus, o TAO, junto a quem escolheu como capanheiro(a)... União é algo que as nações deveram ter por um mundo melhor. União é também yoga, busca espiritual... União retira véus cinzentos, abre caminhos para que caminhem juntos... união sem se apegar, unir estando livre para que o amor se manifeste.

Umas das coisas que mais afeta o casamento atual, é que o ser humano acostumou-se e cria uma imagem distorcida do corpo "perfeito". É fato que um corpo mal cuidado acaba tirando o desejo e atração, não porque é gordo ou magro, mas a falta de cuidados realmente faz com que se perca aquele "mojo" (magia) interno. Portanto amigos, cuidado com o corpo durante o casamento é ainda mais importante que antes do casamento. Um corpo bem cuidado é sinal de saúde, longevidade e asseio. Porque se descuidar depois que casa ou tem filhos? Isso é algo estranho, é como se ao encontrar sua parceira(o) já tivesse terminado a "dança do acasalamento" e não precisasse mais procriar... olha isso! Percebe o quanto a humanidade é influenciada por modismo, dogmas, religiões e falsas promessas de felicidade?

Cuide do corpo, não por vaidade, mas principalmente porque é seu templo, sua morada durante a estadia na Terra. Cuide do corpo porque é seu maior bem aqui na Terra. E também cuide do corpo porque ele é sua forma de expressão nessa realidade, e essa forma pode ser atrativa ou repulsiva. Esses dois fatores vem do interior da pessoa, dos pensamentos e padrões de energia. Muitas vezes a pessoa é linda fisicamente mas a energia é tão densa, que mal podemos chegar perto. Assim como outras fisicamente não tem atributos que o modismo emprega como belo, mas sua energia é tão bela que dá vontade de ficar abraçado externando amor.

Dois são os fatores que tornam tudo melhor em um casamento, e volto a dizer, isso na minha humilde opinião:

- Asseio e cuidados com o corpo. Manter o corpo firme com exercícios (yoga, tai chi, qigong...), com alimentação boa e cuidados de higiene. Isso faz com que você mesmo se sinta bem, e por sentir-se verdadeiramente bem, quem estiver ao lado também se sentirá (magnetismo);

- Asseio com os pensamentos, com a mente, e o espírito. É preciso procurar um meio de despertar, de elevar a saberia inata do coração, despertar a kundalini e elevar a energia. Práticas espiritualistas ajudam muito, porque passa a entender os contrastes entre desejo e apego, entre laços físicos e kharmicos, e principalmente, se houver união de interesses, ambos vão despertando para o TAO, Deus, e isso, como casal, é união sagrada e verdadeira.

Quantos são os casais que já vi se separando, e após, começam novamente a “dança do acasalamento”. Começam a cuidar novamente do corpo, buscam novas companhias, enfim, acabam percebendo que a rotina os acomodou. Não há com que se preocupar, é aprendizado, processo de amadurecimento. Mas para que deixar chegar nesse ponto.

Se você casou e construiu algo com a pessoa é porque em algum momento de sua vida viu algo ali que despertou essa energia. Agora que o tempo passou, os corpos mudaram, envelheceram um pouco, isso não significa que aquele algo morreu, mas sim ambos passaram a olhar de uma forma diferente, e devido a cultura tola em que mentir é mais interessante do que sentar, olhar nos olhos e falar a verdade sem medos e apegos, deixaram cair no tempo as vestes coloridas do amor.

Mas o tempo não para, as mudanças são passageiras e estão a sua volta. Sentar, conversar, mudar a rotina e despertar novamente a criatividade pode mudar completamente sua vida, e por consequência, do casal.

Volte a fazer exercícios, cuidar um pouco melhor da sua casa aqui na Terra. Compre um vaso bonito de flores, mude a decoração do local onde mora, leve a pessoa que escolheu em algum momento, por um motivo especial, para viajar, jantar a luz de velas com boa música (nem que seja no quintal da sua casa). Ensine aos filhos com exemplos de amor e carinho e não com aquela coisa escura do compromisso por obrigação perante um papel ou igreja. Casar por contrato, seja religioso ou civil é muito estranho. Faça as formalidades perante essa "sociedade" tosca, mas as tenha apenas como isso, formalidades, porque casamento real é de alma, de coração, amor.

Basta mudar a rotina para que novos horizontes despertem e unam aquilo que somente o Amor pode unir.

Enfim, fica a minha visão sobre isso. Já escrevi a respeito um tempo atrás de forma mais "espiritualista", mas hoje resolvi postar algo diferente do que costumo escrever, porque senti que deveria, e quem sabe, ajudar as pessoas a saírem dessa rotina de acordar, trabalhar, assistir TV e dormir. Rotina mata aos poucos se não houver amor. Rotina deveria se tornar disciplina, e disciplina nunca foi acomodar-se aquilo que lhe afasta do amor, muito pelo contrário, a disciplina é formada de métodos para que possa despertar atributos, melhorar algo, criar, inovar, despertar. Disciplina com o corpo, com a mente, disciplina para que quebre a rotina e viva melhor, com sabedoria e saúde integral.

Não sou contra o casamento! Muito pelo contrário, acho que quando encontra realmente alguém que ama não somente por desejos e apegos, mas por uma afinidade espiritual, o caminhar junto é muito belo! Não importa sexo, religião ou raça, mas sim aquele amor, aquela centelha que existe em todos os seres, pois todos na verdade são partes do TAO.

É preciso cuidado para que não vire um apego, uma dependência, ou pior, casamento por interesses ou comodismo. Isso aos poucos turva a energia do casal e deixa espaço para coisas densas penetrarem na vida.

Todo dia, toda hora é momento de mudança, de despertar, de novas oportunidades para melhorar um pouco mais quem somos. Construa dentro de si o milagre que busca nos outros.

Beije mais na boca da sua esposa(o), lembrando que essa boca tem logo abaixo, um coração, e que dentro desse coração, mora uma alma de luz.

Desperte!

Paz e Luz!
Terry
Comments