As tigelas Tibetanas e as Tigelas Cantantes

tigela_cantanteAs Tigelas Cantantes se diferenciam das Tigelas Tibetanas por serem delicadas vasilhas circulares de cristal de quatzo puro, que ao serem tocadas emitem impulsos sonoros de alta qualidade vibratória, traduzidos por notas musicais. E são produzidas a partir da fundição do quatzo siliconado, extremamente refinado (99% de pureza), em fornos de temperaturas bem elevadas, sendo imediatamente testados e monitorados para se determinar a nota musical correspondente. Essas tigelas assim produzidas, especialmente as esmerilhadas, produzem um som expansivo, evocador de templos sagrados, que têm a capacidade de curar e transformar, além de harmonizar e limpar o ambiente.

O som das Tigelas Cantantes pode ressoar de modo especialmente harmonioso e único com o corpo humano, pois, segundo Marcel Voguel, chefe de Investigação da IBM, “nossos tecido humanos, sadios, são por natureza mais cristalinos do que fuidos, além de a estrutura do osso e do colágeno serem compostas, em parte, de cristal de fosfato de cálcio. Todos esses cristais devem ter, obviamente, um potencial de ressonância, e, sem dúvida, o som produzido pelo cristal de quartzo se mostra afinado harmoniosamente com a nossa própria estrutura cristalina.” (Gaynor, NL – Sons que Curam. Ed. Cultrix, 2001)

A sua utilização tem crescido, e, atualmente, é usado por todos os terapeutas holísticos, quer sejam terapeutas do som, massoterapeutas, mestres Reiki ou, simplesmente, pessoas que usam para obter mais discernimento na vida e paz em seus dias.

Além de profissionais da saúde, como o oncologista norte-americano Dr. Nitchell Gaynor, do Medical College of Cornell University, que através de seu GIO (Gaynor Integrative Oncology) utiliza, além de outros recursos holísticos, a Terapia do Som; um outro exemplo é o Dr. Andrew Weil, graduado em Medicina pela Harvard University, Diretor do Departamento de Medicina Integrativa da Universidade da Arizona, que há trinta anos utiliza em seu Departamento a união entre a Medicina Alopática e os recursos holísticos na prevenção e cura das diversas patologias orgânicas.

Um aspecto extremamente interessante no uso das Tigelas Cantantes é que, através de seu som, podemos transmutar nossas frequências, modificando assim o nosso nível vibratório, modificação esta que pode representar a chave para o retorno ao bem-estar e à saúde, e a plena transformação de nosso Eu.

E com a mudança de nossa frequência vibratória podemos aprender a atrair PAZ e HARMONIA aos nossos dias, transformando, inclusive, o que está ao nosso redor.

É preciso que nos lembremos que desde pequenos, ainda como simples crianças, somos programados para “sobreviver”. Aprendemos o que “os outros” esperam de nós para que estejamos de bem com o mundo. E a grande maioria esquece que estamos nesta Vida, unicamente, para EXPERIMENTAR, EXPANDIR e CRESCER.

Por tudo isso, convido a todos vocês a experimentar o som das TIGELAS CANTANTES, e deixar-se levar de modo tranquilo até o mundo do relaxamento, do bem-estar, da completa e absoluta PAZ.


Tigelas tibetanas


tigela_tibetanaConhecida há tempos pelos budistas, as tigelas tibetanas também são usadas como terapias complementares para a cura para doenças físicas e mentais. Feitas artesanalmente com uma liga de sete metais: ouro, prata, mercúrio, cobre, ferro, estanho e chumbo, as tigelas são utilizadas como intrumentos que, ao serem friccionados ou batidos como sinos, produzem sons harmônicos, semelhantes aos do Canto Harmônico que são usados para a música e para a cura. A explicação é da psicoterapeuta e educadora vocal Cecília Valentim que conta que o trabalho terapêutico com as tigelas pertence ao campo de cura conhecido como medicina vibracional. “A prática gera inúmeros benefícios para totalidade do ser, em suas múltiplas dimensões.”  De acordo com ela, o médico oncologista americano Mitchell Gaynor, desenvolveu estudos sobre o efeito da Medicina Vibracional na recuperação de pacientes com câncer. “Os estudos atestaram a eficácia das tigelas como terapia complementar no tratamento destas e outras doenças.”

Apesar das tigelas já serem usadas há tempos em algumas partes do mundo, elas são novidades no Brasil como ferramenta da medicina vibracional. “As tigelas chegaram ao Brasil como parte dos rituais da tradição budista tibetana e das práticas ligadas a meditação. Já no campo da Medicina Vibracional, chegam ao País com o terapeuta do som uruguaio Gustavo Ripa.”

Confira os benefícios das tigelas:

- Entrar rapidamente em um estado relaxamento profundo, alívio do estresse e ansiedade, pela modulação das ondas cerebrais.

- Equilíbrio (maior coerência) dos hemisférios cerebrais.

- Estímulo das ondas alfa do cérebro, responsáveis pelo estado de meditação.

- Aumento da energia, pela estimulação do líquido cefalorraquídeo.

- Suave massagem e harmonização celular

- Melhora na concentração e da criatividade

- Melhora da visão (física, mental e espiritual)

- Equilíbrio e limpeza dos Chakras e do campo energético e dos órgãos e glândulas correspondentes.

- Restabelecimento do equilíbrio do sistema endócrino pela vibração do som na hipófise ou pituitária.

- Fortalecimento do sistema imunológico.

- Limpeza do ambiente.

- Possibilita o acesso à dimensões sutis da consciência.

 

Aquisição de tigelas tibetanas


Uma boa tigela tibetana, adquirida no Nepal, custa em média trezentos dólares. Tem que ser bem embaladas para transporte porque se cair perde muita qualidade. Preço e qualidade as vezes andam juntos neste caso. Elas são feitas de várias metais, as melhores de sete metais. Trabalhar com as tigelas é muito gratificante mas o investimento é alto e em dólares. Elas são pesadas e o frete sai caro. O ideal é trazer no colo.  Lembre-se que não se fabrica mais tigelas no Tibete depois da invasão chinesa de 1948. As que foram feitas, foram feitas. Só existem no Nepal e em partes da Índia, de onde são exportadas para os EUA. Há, no Brasil, tigelas japonesas que não servem para o trabalho terapeutico, só para rituais e meditação, devido ao material empregado nelas.

tigelas-003.JPG

             tigelas-004.JPG tigelas-005.JPG tigelas-006.JPG

É o caso da foto No. 1, grande, com três tigelas juntas, veja que dentro elas são bem amarelas. Têm o som bonito mas só para cerimônias, não para a terapia. A foto No.2 tem um homem com várias tigelas, copiada da internete. Essas tigelas podem ser tibetanas e são adquiridas no Nepal ou na Índia. Na foto No. 3 você tem uma tigela de cristal, uma tibetana grande, uma tibetana pequena amarelada (nas diferente das japonesas), e uma tibetana escura. Essa escura é de alta qualidade e cara, tem símbolos, sinais, nome do proprietário cravado nelas. Essa custa 450,00 reais com frente e sem seguro. São raras. Junto dela há uma garrafa de vinho para você comparar tamanhos.

Na foto No. 4 você tem a de cristal, produzida nos EUA, e uma tibetana grande. Veja que a tibetana tem uma espessura igual ou quase à de cristal. Essas são caras, geralmente desse tamanho e muito boas para a terapia. Não tem marcas nem símbolos mas o som é inconfundível. Na foto No. 5 você tem duas tibetanas:  uma mais barata e outra mais cara, com os símbolos (a escura). Aperte na foto para vê em tamanho grande e você verá os símbolos cravados nela. As de cristal são interessantes, podem ser utilizadas nos tratamentos e meditações, limpeza de ambiente, mas as melhores na terapia são as tibetanas porque o material utilizado é antigo, não se desenvolveu como os metais no Ocidente e o tibetano não dava a menor importância a ouro ou outros metais.

Misturava tudo para fazer tigelas e objetos para meditação, medicina e templos, ou seja, tudo pelo desenvolvimento espiritual.  Cada tigela tem um frequência e uma tonalidade ou um nota. Para cada chácra há uma nota. Não compre nada nos paises que fazem fronteira com o nosso, via Foz do Iguaçu, porque se você comprar estará contribuindo com o que é roubado ou tomado dos tibetanos pelos chineses que ocupam o Tibete e a maioria é de baixa qualidade. Algumas são só sinos e eles vendem como tigelas. As amarelas japonesas, que na verdade só são sinos, na foto No. 1, você pode adquirir em São Paulo, nas casas de materiais para templo e altar. Antigamente tinha na principal rua da Liberdade

 

Fonte: http://equilibriummassagens.blogspot.com/
       http://vilamulher.terra.com.br/tigelas-tibetanas-12-1-3209-71.html
       http://www.joacir.com/aquisicao-de-tigelas-tibetanas

fonte: http://oarquivo.com.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=2355:as-tigelas-tibetanas-e-as-tigelas-cantantes&catid=75:terapias-complementares&Itemid=430

Comments