Medicinas Orientais‎ > ‎Ayurveda‎ > ‎

Madhu

Mel, riqueza das abelhas



O mel ou madhu em sâncrito é uma substância de profundo valor terapêutico para ayurveda  que o acrescenta aos compostos fitoterápicos para promover e potencializar a absorção das ervas e seus ativos pelos tecidos do corpo (yogavaha). Doce e levemente adstringente (característica que acentua com o seu envelhecimento) é extremamente nutritivo e doador de vitalidade.  É leve, sutil, morno e um pouco seco. Pode ser consumido diariamente para aumentar a vitalidade e apesar de ser um alimento indicado principalmente para tratar desequilíbrios de natureza kapha pode ser usado pelos outros biotipos. Para pessoas de constituição kapha (água e terra), aconselho utilizar um mel mais antigo como rotina matinal diluído em água morna (nunca quente) e gotas de suco de gengibre fresco; pessoas de biotipo Pitta (fogo e água) podem consumir o mel puro. As pessoas de natureza Vata devem preferir um mel jovem e podem acrescentar gotas de limão e gengibre fresco.

Externamente, o mel é um poderoso cicatrizante e regenerador de tecidos e pode ser aplicado também sobre queimaduras e ferimentos.  Produzido a partir do néctar ou essência das flores é um alimento satwico, tão rico quanto sutil:  quando consumimos o mel ele penetra também em nossos canais sutis (nadis), nutrindo-os com vitalidade. Segundo a ayurveda ele estimula o desenvolvimento do intelecto e da força de caráter, além de ser um poderoso antídoto contra venenos físicos e sutis. 

O mel pode ser utilizado em muitas condições de excesso de kapha: pra fluidificar excesso de muco e catarro, para auxiliar na redução da retenção de líquidos e inchaço (internamente e externamente), controlar diabetes e auxiliar no combate a obesidade. Desequilíbrios como bronquite, asma, artrite, infecções renais e resfriados também podem ter o mel como aliado na cura. Gargarejo com mel e cúrcuma é excelente para dores de garganta e amigdalites sem placa bacteriana. Segundo Maya Tiwari (Ayurveda: Secrets of healing) o mel pode ser usado diluído em água morna para tratar problemas nos olhos como coceiras, sensação de queimação e cansaço. Também internamente contra úlceras – visto suas propriedades cicatrizantes e como tônico em casos de convalescência e desvitalização em pessoas de natureza vata, devendo ser ingerido com leite e especiarias levemente picantes como cardamomo. Nunca deve ser aquecido pois a elevação de sua temperatura torna-o tóxico e rajasico (qualidade que perturba a mente). Como tônico capilar e para combater a calvice, deve-se misturar em partes iguais de mel, óleo de gergelim, côco ou amêndoas massageando bem o couro cabeludo. Dica: faça esta prática a noite e permita que o composto aja durante a noite, lave o cabelo pela manhã.


Ritual de beleza

Batom lábios de mel
1 colher de sobremesa de mel jovem
1 colher de sobremesa de manteiga de cacau, karité ou cupuaçu - pode usar ghee também, mas fica mais mole.

Derreta a manteiga de cacau (ou a base que você escolheu) em banho maria, quando estiver quase querendo endurecer acrescente o mel e misture bem. . Coloque em um potinho e passe quantas vezes ao dia você senitr necessário. Pode colocar na geladeira para endurecer. No outono em dias de vento forte, pode passar mais vezes.

Quer colorido? adicione beterraba em pó ou urucum. Batom 100% natural, sem petroquímicos e sem testes em animais.






fonte: http://www.saladeayurveda.com/
Comments