Falta de exercício

Pouco exercício pode levar à estagnação do qi e do sangue e, conseqüentemente, a uma variedade de doenças degenerativas, incluindo a obesidade, câncer e doença cardíaca. O exercício moderado fortalece o coração e pulmões e estimula o fluxo de sangue e as linfas, o sistema de filtragem do corpo, que elimina as toxinas. De fato, o exercício é a única maneira de bombear linfas através do corpo, já que as linfas não são impulsionadas pelo coração. Algumas das idéias chinesas tradicionais sobre a falta de exercício são expressas nos textos antigos.

"Dormir ou deitar-me muito danifica o qi". Quando uma pessoa dorme em excesso, geralmente ela se sente cansada o dia todo.

"Sentar-se em excesso danifica os músculos". Isso refere-se ao fato de que a falta de exercício causa a atrofia dos músculos.

"Um fluxo corrente não é ruim". A água estagnada facilmente se estraga, e o qi e sangue estagnados podem levar a muitas doenças.

Por outro lado, atividade em excesso pode danificar o corpo. Isso é especialmente verdade se uma pessoa está combatendo um resfriado ou já está esgotada e precisa de descanso. Nesses casos, qualquer exercício pode drenar o qi. Abaixo algumas das idéias tradicionais sobre atividade excessiva.


"Usar os olhos em excesso danifica o sangue". Como os olhos estão intimamente ligados ao fígado, o uso excessivo dos olhos pode drenar esse órgão. O fígado armazena o sangue, assim, estressá-lo dessa forma esgota o suprimento de sangue.

"Ficar muito tempo em pé danifica os ossos". As pessoas que precisam permanecer em pé o dia inteiro, especialmente sobre um piso de concreto, podem atestar a verdade dessa afirmação. Algumas das condições que podem ser causadas pela excessiva permanência em pé são dores nos pés e juntas e veias varicosas.


"Caminhar em excesso danifica os tendões". A tendinite é uma condição muito comum, especialmente entre os corredores. Ferimentos por estresse repetitivo e trabalho no computador também são causas freqüentes de tendinites.

"Trabalho excessivo para o coração danifica o espírito (shen)". Como o coração é o lar da mente, o trabalho mental em excesso afeta o espírito. É importante fazer exercícios físicos suficientes para evitar esse desequilíbrio.

"Trabalho em excesso para o fígado prejudica o sangue". O sangue do fígado também pode ser esgotado por trabalho excessivo, como podemos ver nas corredores de maratona que não têm mais períodos menstruais. Quando elas diminuem seus exercícios, seus períodos menstruais geralmente voltam.

"Trabalho excessivo para os rins prejudica a essência (jing)". Cada indivíduo tem uma capacidade diferente para a atividade sexual, dependendo da idade e de sua constituição. Porém, o excesso na atividade sexual pode levar ao esgotamento dos rins, causando fadiga e dores lombares crônicas.






fonte: http://saude.hsw.uol.com.br/medicina-chinesa-causas-das-doencas8.htm
Comments