Medicina Chinesa e Constipação Intestinal

Constipação Intestinal é a classificação clínica dada para a “prisão de vente” ou “obstipação intestinal”; o diagnóstico pode ser dado na presença de sintomas como frequência de evacuação inferior a 3 vezes por semana, fezes ressecadas e de dificil expulsão, além do desconforto durante ou após a evacuação e a sensação de que esta não se deu de maneira completa. De acordo com as pesquisas médicas na área, é mais comum em mulheres e em idosos.

A Constipação pode ser classificada como aguda, de início recente e súbito, ou crônica, quando os sintomas já persistem há algum tempo. Na Constipação crônica, na maioria das vezes há questões dietéticas envolvidas como o consumo insuficiente de líquidos e fibras, falta de atividades físicas, o hábito de não ir ao banheiro assim que sente vontade de fazê-lo, o uso de determinadas drogas ou abuso de susbtâncias laxativas. Além disso, a Constipação também aparece associada a outras patologias como Depressão, Hipotireoidismo e Câncer de Intestino. Ainda, a Constipação costuma ser um quadro comum no período gestacional, posto que durante a gravidez o organismo da mulher produz hormônios que lentificam os movimentos intestinais, o que dá origem ao quadro.

No momento do diagnóstico, o médico deve inquirir o paciente acerca de seus hábitos alimentares e intestinais, ingestão de líquidos e medicamentos. Outras perguntas a respeito da qualidade das fezes também são muito importantes, como por exemplo se elas são ressecadas, qual o aspecto da coloração, se saem em “bolinhas”, se são acompanhadas de sangramento ou pus, etc. Na grande maioria das vezes, ajustes na alimentação e recomendação de treinos intestinais e de atividade física são suficientes para o tratamento bem sucedido. Entretanto, na suspeita de alguma outra condição patológica associada à Constipação, o médico poderá solicitar exames como Hemograma Completo, Hormônios Tireoidianos, Colonoscopia e de Trânsito Intestinal. Alguns quadros emocionais relacionados à ansiedade e à depressão também podem causar a Constipação e, por isso, também é muito importante que o médico investigue a condição emocional de seu paciente.

De acordo com a Medicina Chinesa, a Constipação é geralmente causada por um distúrbio na função de transmissão do Intestino Grosso, e é também relacionada a desordens envolvendo o Baço, o Estômago, o Fígado e os Rins. Existem basicamente três tipos de Constipação e a diferenciação pode ser feita a partir da observação da qualidade das fezes: quando elas são em “bolinhas”, ressequidas e de difícil expulsão, podendo até mesmo a acarretar em sangamentos esporádicos, ela é considerada Contipação por Calor. Já quando a constipação se dá principalmente no início da evacuação, com fezes ressequidas que se tornam amolecidas conforme a evacuação continua, fala-se em Constipação por Deficiência de Qi e Sangue (o indivíduo não tem energia suficiente para realizar os movimentos peristálticos intestinais e fica muito cansado após tentar evacuar). Se além destas últimas manifestações o paciente apresentar dor lombar e extremidades frias, além de aversão ao frio, classifica-se a Constipação como Constipação por Frio. Cada uma destas classificações será compreendida de uma forma distinta e receberá tratamento específico, razão pela qual se torna tão importante buscar um profissional qualificado para diagnosticar e conduzir o tratamento.

A Constipação por Calor geralmente ocorre nos casos em que faltam líquidos no organismo. A pessoa poderá sentir ainda bastante sede e outros sintomas como por exemplo sudorese noturna. Na Medicina Chinesa os líquidos corpóreos são Yin, e por isso o tratamento vai se destinar a nutrir estes líquidos no organismo através de ajustes na alimentação e uso da Acupuntura Sistêmica. Pontos como IG11, E36, E25, TA6, BP6 e R7 poderão ser selecionados levando em consideração o princípio de nutrir o Yin do organismo. No caso de intensa sudorese noturna, a combinação IG4 + R7 mostra-se bastante eficaz. Estas pessoas naturalmente se sentirão melhor sob temperaturas mais frescas e passarão muito mal no calor intenso, motivo pelo qual devem abusar do consumo diário de frutas e vegetais frescos e evitar frituras, gorduras e bebidas alcoólicas que poderão intensificar o quadro de secura interna. Uma excelente fórmula fitoterápica para nutrir o Yin do corpo é Liu Wei Di Huang Wan.

Já nos casos em que a Deficiência de Qi e Sangue é a causa para a lentificação dos movimentos intestinais, tônicos de Qi e Sangue poderão ser prescritos através da Fitoterapia Chinesa, como por exemplo Ba Jen Tang ou Gui Pi Tang. Estas pessoas também poderão apresentar outros sintomas como cansaço, tontura, lábios, unhas e pele pálida, queda de cabelo e tremores. Nas mulleres a menstruação pode ser escassa ou até mesmo estar em suspensão. Pontos ligados ao sistema digestivo serão selecionados na Acupuntura Sistêmica, como por exemplo E36, BP6, E37, VC12, VC4 e E25. A alimentação também deverá ser reforçada com alimentos que fabriquem sangue como por exemplo Fígado, Nozes, Grãos em geral, verduras de cor verde escura (ricos em ferro) e mel. O Da Zao (Fructus Zizipi Jujubae), a Tâmara Chinesa, é um excelente tônico de Qi e Sangue, podendo ser consumido puro ou cozido junto ao arroz ou a caldos e sopas.

Quando existem também sintomas de frio presentes, o Yang estará em deficiência. Reforçar o Yang é fundamental, e para isso a fórmula fitoterápica mais indicada é a Bu Zhong Yi Qi Tang. Ajustes alimentares como preferir alimentos cozidos ou grelhados aos crus, mastigar bem os alimentos para poupar ainda mais o Yang do corpo no processo digestivo e consumir diariamente caldos e sopas ralos são bastante eficientes para provocar uma melhora considerável no quadro. No que se refere a Acupuntura Sistêmica, pode-se selecionar pontos utilizando-se a técnica de Moxibustão, que irá estimular o organismo através do aquecimento dos pontos. Moxibustão aplicada a pontos da região abdominal e lombar vai apresentar um resultado bastante positivo.

Em todos os casos, criar uma rotina intestinal é muito importante; este treino pode ser feito através do ato de se sentar ao vaso e tentar evacuar todos os dias no mesmo horário, na tentativa de imprimir um hábito aos intestinos. Ficar sentado na posição “de cócoras” por cinco minutos antes de se sentar ao vaso também pode ajudar bastante, uma vez que esta posição, por ser a natural de evacuação do ser-humano, vai estimular os movimentos peristálticos.

Resolver a Constipação Intestinal é muito importante, uma vez que é através da evacuação que os dejetos alimentares são expelidos do organismo. Caso as fezes permaneçam nos intestinos por mais tempo do que devem, sintomas como mau-humor (“enfezamento”) irão refletir o início de uma intoxicação pelo acúmulo de fezes. No caso das gestantes esta intoxicação pode vir até mesmo a causar danos ao feto, devendo o médico ser consultado assim que os primeiros sintomas surgirem.



fonte: http://www.acupunturaemoxa.com.br/2010/12/medicina-chinesa-e-constipacao-intestinal/

Comments