Secura e calor de verão

Secura e calor do verão, as últimas influências nocivas na Medicina Tradicional Chinesa: ambos têm efeitos prejudiciais sobre os líquidos corpóreos. As síndromes associadas incluem constipação, sede, dores de cabeça e sudorese excessiva.

Secura


A secura é uma influência nociva do yang. Ela está associada com a estação do outono, devido à falta de umidade na maioria das áreas nesse período do ano. Sua influência no corpo é a secura e a adstringência. Ela pode facilmente esgotar os fluídos do corpo, causando constipação, tosse seca, urina concentrada, secura na garganta e nariz, sede e pele seca. A secura geralmente entra no corpo através do nariz e da boca, afetando rapidamente os pulmões.


Síndromes da secura
quente externa: esta síndrome é vista tradicionalmente quando o calor restante do verão se une à secura do outono para atacar o corpo. Os sintomas incluem febre, cefaléia, sede, boca seca, nariz seco, olhos secos, tosse seca com muco escasso, língua vermelha e pulso rápido. O tratamento envolve o uso de ervas umidificantes combinadas com ervas que repelem o vento. As pêras são consideradas alimentos curativos para a condição de secura, pois elas são muito úmidas e estão prontamente disponíveis na estação do outono.

Secura fria externa: tradicionalmente considerada uma doença do final do outono, ela apresenta os seguintes sintomas: calafrios, febre leve, ausência de sudorese, tosse seca, congestão nasal, garganta seca e coçando, e pulso fino e flutuante. O tratamento é muito similar ao aplicado para a friagem de vento, com o acréscimo de algumas ervas umidificantes.

Secura interna: em sua condição crônica, os fluídos do corpo se esgotam com o tempo. Ela pode ser tanto o resultado quanto a causa do yin ou da deficiência do sangue, e é mais comumente observada em idosos. Em sua forma mais aguda, a secura interna pode resultar do esgotamento dos fluídos corpóreos devido a sudorese, vômito, diarréia ou sangramento. O calor interno ou externo prolongado geralmente tem um efeito duradouro prejudicial sobre os fluídos do corpo, esgotando-os.

Os sintomas típicos da secura interna são pele seca e coçando, sede, constipação e uma escassez crônica dos fluídos do corpo. O tratamento depende do órgão particular e da substância vital afetados pelo desequilíbrio. Tônicos yin ou sanguíneos geralmente são usados juntamente com ervas que ajudam o corpo a reter os fluídos.


Calor de verão


O calor de verão é uma influência nociva do yang que geralmente ocorre no calor e umidade do verão. Ele é "ascendente e alastrador", o que significa que afeta a cabeça, causa sede, rosto vermelho e cefaléia e faz a pessoa se deitar com os membros abertos. A sudorese excessiva também leva à urina escura, concentrada, e o esgotamento do yin do corpo pode ocorrer. O calor extremo também afeta o coração, o que leva à agitação ou mesmo ao coma em casos severos como a insolação.

Quando o calor de verão se combina com a umidade do clima e o consumo excessivo de bebidas adocicadas, como os refrigerantes, o baço também é afetado. Isso leva à perda de apetite, náusea, vômito, diarréia e fadiga.
O tratamento do calor de verão é complexo e depende dos órgãos e fatores patogênicos adicionais envolvidos. Geralmente, as ervas usadas são aquelas que eliminam o calor excessivo do interior do corpo juntamente com ervas que umedecem o interior. Dois alimentos comuns que são muito eficazes no tratamento desses sintomas são o melão - xi gua, e o feijão-mungo - lu dou. Também existe um ponto atrás do joelho associado com a eliminação do calor: manter um pedaço de gelo atrás dos joelhos ajuda o corpo a se resfriar rapidamente. Quando distúrbios digestivos ocorrem devido à combinação de umidade e calor de verão, as ervas refrigerantes são combinadas com ervas que eliminam a umidade túrbida, como o patchouli - huo xiang.

Um órgão em desarmonia


Cada órgão tem um ambiente interno preferido, o que dá sustentação às suas capacidades funcionais otimizadas. Por exemplo, o baço é especialmente vulnerável à influência do frio e da umidade, tanto no clima externo quanto na dieta. Como o baço é o órgão mais importante envolvido na digestão, essa preferência pode ser vista quando uma pessoa come muitos alimentos crus e frios.

Por exemplo, o sorvete é gelado e promove a umidade porque é um doce e um laticínio. Uma pessoa que ingere muito sorvete, especialmente em climas frios, geralmente tem digestão insuficiente e fezes diarréicas. Quando o baço está frio e úmido, ele também faz o corpo produzir muco em excesso, o que sobrecarrega os pulmões, levando a freqüentes resfriados, asma e alergias. Se você já tossiu muco após tomar um sorvete, já sentiu como o frio produz umidade.


Por outro lado, alimentos quentes e cozidos nutrem o baço, especialmente quando combinados com ervas secas e quentes, como gengibre (em inglês) ou pimenta preta. Ingerir alimentos como esses, especialmente em climas frios, fortalece a digestão e o corpo produz menos muco, deixando a pessoa menos suscetível a resfriados e outras doenças respiratórias. Se o ambiente funcional otimizado de um órgão é mantido, o órgão desempenha com eficiência, contribuindo para a saúde do corpo inteiro.









fonte: http://saude.hsw.uol.com.br/medicina-chinesa-causas-das-doencas5.htm
Comments