Massagem Tibetana

Há mais ou menos 10 anos que chegou à Europa, mas é mais conhecida na Alemanha onde, actualmente, tem outra abordagem. Sofreu algumas alterações e adaptações para os costumes e forma de vida ocidental, mas a essência do seu princípio continua viva.
O primeiro contacto com a Massagem Tibetana é um misto de magia, música e toque corporal. As emoções flúem e o toque conforta a mente.


Normalmente, a Massagem Tibetana divide-se em 3 etapas:
     - Massagem corporal (pressionando partes do corpo com subtileza);
     - Massagem vibracional (transmitida pelo som de taças tibetanas);
     - Canalização energética (colocação das mãos em certas partes do corpo).
A massagem é feita com a intermediação de 4 tipos diferentes de óleos:
- Manteiga clarificada que tem gosto doce e morno por natureza. É usado para as condições de vento, stress e torções,
- Òleo vegetal, e o mais usado é o óleo de gergelim. É doce, morno, alivia stress e fortalece o corpo,
- Gordura animal que vem de animais específicos, usados para combater males específicos,
- Tutano.
Loções ou óleos medicinais também são usados e feitos com noz-moscada, manteiga semi líquida de leite de búfala e certos tipos de farinha para fazer uma pasta que também é aplicada em pontos de Acupunctura. Existem várias combinações diferentes para se fazer esta pasta, e cada uma tem seu uso específico.
Existem 4 movimentos principais para a massagem tibetana que são:
- Aplicação de óleo com movimentos longitudinais longos,
- Movimentos circulares friccionando vigorosamente o local,
- Acupressão que são movimentos circulares profundos e localizados em pontos da acupunctura,
- Técnicas triplas



A Massagem Vibracional (transmitida com o som das taças tibetanas) proporciona um excelente instrumento de meditação, reequilíbrio energético, relaxamento e purificação. A utilização destas taças de som tibetanas serve para aliviar o stress e para atenuar todo um conjunto de perturbações nefastas à saúde. A Massagem Vibracional é baseada na ancestral sabedoria tibetana de produção de sons e ultra-sons.
É uma terapia preventiva que pode ser utilizada por qualquer pessoa em qualquer idade.
Ajuda as pessoas a entrarem em contacto consigo mesmas, com serenidade, e a descobrir o seu inconsciente, ao mesmo tempo que permite aumentar a auto-estima e confiança. Para além de atenuar problemas mentais também é útil no tratamento de algumas enfermidades, acelerando o processo de cura. Por exemplo, é usada para tratar dores de cabeça, palpitações, dor lombar, irregularidades menstruais, constipações e sangramentos. No entanto, a massagem tibetana não é indicada em casos de febre alta, inflamação, infecção e inchaço por retenção de líquido.
A melhor hora para a massagem tibetana é no final da tarde ou final da manhã, antes do almoço. O paciente não pode estar com fome, ou ter ingerido muita comida. A melhor época do ano é o Inverno quando o elemento metal que é relacionado com a pele, é mais activo. A massagem é feita para aquecer o corpo e consolidar sua superfície.






fonte: http://greenzeninfo.blogspot.com/2010/03/medicina-tibetana.html
Comments