Tempo, que tempo?



Falamos então sobre o tempo, mas que tempo?

O tempo nunca é o mesmo tempo para cada ser.

As vezes você percebe o tempo como algo rápido, passa como um relâmpago.

As vezes se arrasta tanto que mais parece água empoçada.

O tempo na verdade não existe, é apenas reflexo dos pensamentos. Todo pensamento gera tempo, e o tempo segue o pensamento.

Quando o pensamento é alegre, feliz, assim como seu DNA torna-se mais elástico, flexível... o tempo também o faz, indo de encontro a luz interna dos átomos em ti, anulando o efeito da mente inferior, por isso deixa de existir da forma como conhece através tua percepção sensorial, passando a impressão de redução. Mas ao pensar em algo ruim, doloroso, ou lamentar pelos dias e horas, pelas situações, o tempo se arrasta, também na percepção sensorial interna, seu DNA se retrai e aparenta um nó de marinheiro, diminuindo o coeficiente, se posso chamar assim, da luz do teu ser manifestado em tuas células.

O tempo nada mais é que consequencia do pensamento. Então para livrar-se das garras do tempo passado, do tempo futuro, absorva-se no agora, no infinito momento da mente natural, onde encontra-se sentando sereno na lótus de mil luzes, teu ser onipresente. Neste jardim Zen, só paz e quietude desdobram-se do Amor infinito.

Não existe momento ou tempo para iniciar sua jornada espiritual. Não importa se tem 7 ou 70 anos de idade, o tempo não vale para a iluminação no caminho...

Algumas pessoas dizem que já é tarde para buscar Deus, para torna-se uma pessoa melhor na jornada atual, acomodam-se, o que é um erro grave, já que o tempo para o espirito não existe, e no espirito você está desdobrado em vários seres como um ser imenso de pura luz, presente no coração da Mãe Divina.

O tempo só começa a contar a partir do momento em que tens a informação sobre a luz. Neste exato momento em que sai da ignorância mundana e tens a possibilidade de trilhar o caminho do bem, o caminho da luz, então sim, o relógio começa a contar e cabe a você tomar a decisão de continuar a passos lentos, esperando o universo recolher-se, ou então dar um salto, e adentrar na luz divina.

O tempo, volto a dizer, não existe para o espirito dentro de ti, cabe a você decidir, só a você e ninguém mais.

Pelo esforço continuo na senda, pelo buscar intenso da luz, torna-se a própria luz. Não se preocupe tanto, apenas siga o caminho seja como for.

Nas tuas obrigações diárias, no trabalho, em casa, na rua, nas práticas internas, na meditação... seja onde for, apenas se atenha ao amor que existe em ti, e continue internamente sentado na paz interior, onde mora o amor. Mas não confunda comodismo achando que não precisa fazer nada, o ego é traiçoeiro e irá lhe confundir as vezes... seja firme no intuito e aprofunde-se na luz, até que finalmente não se iluda com nada, até o momento que reconheça Deus em todas as coisas, em todos os corações.

Se neste exato momento escolhe abandonar os maus hábitos e trilhar o caminho da luz, pouco importa sua idade física. Com o passar dos dias, a luz cada vez mais irá se expandir através e em ti, onde a mente natural será conseguencia dos teus esforços iniciais, voltando a transformar seu corpo no templo do espirito, agora de forma consciente, onde tu habitas multi-dimensionalmente, neste infindável cosmos de som e luz, de um só Amor.

Faz-se necessário apenas que saia do comodismo e coloque-se a disposição do amor, pois neste tudo se faz, assim na Terra como no Céu.

E então, o que vai escolher? Dê o salto agora, viva com alegria, essa alegria Crística que existe na chama luminal dentro do teu peito, no prana de todo o Ser.



Namastê!
Saravá!
Terry
Comments