Atrasado?

Terça-feira pela manhã um jovem discípulo acorda no templo.

Este, todos os dias tem o dever de selar pela plantação,

mas nesse dia especifico acordou atrasado, dez minutos.

No desespero pelo atraso,

correndo tomou um banho e fez a barba,

quando foi colocar suas vestes,

rasgou um pedaço do pano fino.

Ainda mais atrasado,

por não poder ir rasgado trabalhar,

costurou rapidamente sua roupa,

e por fim saiu correndo, rumo a plantação.

Chegando lá, os demais discípulos o olharam com sarcasmo,

alguns até comentaram que seria castigado pelo Mestre,

o discípulo com receio e um tanto envergonhado,

ao ver o Mestre, precipitou logo pedindo desculpas.


O Mestre apenas sorriu, dialogando:

- (M): Por que pedes perdão a mim?

- (D): Porque atrasei nos afazeres! Por favor não me castigue!

- (M): Não existe motivo para castigo, não sabes que nada é por acaso.

- (D): Como assim Mestre, não entendo seus dizeres. Eu fiquei enraivecido por acordar tarde, ainda mas por rasgar minha roupa. Também fiquei triste e envergonhado por os meus amigos olharem com desdenho, e também como medo do castigo. Estou errado?

- (M): Querido amigo, não esta errado nas suas emoções, ainda que estas não tenham resolvido seus problemas, mas deixe-me lhe contar um segredo, fui eu quem lhe atrasei!

- (D): Como assim Mestre, o senhor nem estava em meus aposentos, fui eu que acordei atraso e rasguei a roupa.

- (M): Sim, foi você quem acordou e rasgou, mas fui eu que estava contigo nesse momento lhe direcionando. Querido, compreenda, quando entrou para o templo e me disse que queria minha ajuda e minha proteção, assim como todos aqueles que pedem pela ajuda de um Mestre, um Anjo, um Santo ou qualquer que seja sua crença, recebe quando este pedido feito é com amor e benevolência, a proteção divina.

E continuou o Mestre:

- (M): Se eu não estivesse lá nesse momento, você teria acordado no horário, teria vindo à plantação no horário, mas estarei morto, desencarnado antes da hora, nesse exato momento.

- (D): Como Mestre! Isso não é possível!

- (M): Sim querido, um minuto antes de chegar aqui na plantação, exatamente onde esta agora, seu amigo capturou uma cobra muito venenosa que iria lhe picar em dois lugares, e não teríamos tempo de descer as montanha. Seu corpo não agüentaria uma cura e você pereceria em dor e febre. Apenas um minuto querido, um minuto de atraso lhe deu mais anos de vida para aprender sobre o caminho e a verdade. O amor divino sela por todos aqueles que pedem sua ajuda.

Não se importe com o sarcasmo, e nem confunda um atraso pontual com falta de disciplina. As pessoas que são desatentas e indisciplinada todos os dias, devem mudar seus hábitos, mas quando acontece um atraso ou perde um compromisso eventualmente, não se culpe ou enraiveça, esse minuto pode lhe salvar a vida, ou de outras pessoas se for o caso. Tudo tem uma causa maior, muito maior do que por vezes podemos perceber.

O discípulo aturdido caiu perante o pés do Mestre, chorando e confirmando seu caminho de luz.

É isso pessoal escrevi esse texto agora para reflexão de algumas pessoas que se culpam as vezes coisas muito pequenas. Mas como disse no texto, não confunda falta de compromisso e disciplina, com pontualidades que podem acontecer de vez em quando. Um minuto de diferença pode significar muito!

Fiquem na paz divina!


Namastê,

Terry

Comments