Bem e mal são apenas extremos

Bom Dia!

Quando olhamos para a parede branca,
com os olhos de uma criança,
o branco é apenas uma cor, nada mais.

Quando olhamos uma parede preta,
com os olhos de uma criança,
o preto é apenas uma cor, nada mais.

Com o tempo crescemos, aprendemos a olhar tudo como opostos.
Se acorda feliz, olha o sol e sorri naquele momento, tudo parece bonito, mas se acorda com dor e o dia é chuvoso, tudo parece tortuoso.

Os opostos estão ai, seja através dos sentidos ou dos sentimentos, seja na percepção física ou extra-física, tudo manifesta-se de alguma forma dentro deste grande jogo cósmico, onde o Yin e o Yang fluem e ajudam no grande processo de aprendizagem.

Toda a manifestadão tem um motivo, e nem sempre podemos compreender pela razão, pela emoção e ainda menos pelo sentimento, mas ela pode ser redescoberta, já que em essência é você também, como uma pequena fagulha do Espírito.

Tentar entender os motivos do bem e do mal é desperdício. Perceba um ponto importante, quando tenta descobrir porque uma pessoa é má ou boa, apenas está tentando saber o motivo, não procura a causa, e o que é a causa de tudo o que existe? Deus, o TAO, a Fonte Que Tudo É.

Isso mesmo, estou literalmente dizendo que Deus é a causa de tudo, difícil aceitar que Deus criou o mal? Não, se pensar assim então cria o primeiro obstáculo para seu próprio crescimento. Não importa o nome que damos a essa fonte primeira, alguns dizem Deus, outros o TAO, outros a Fonte Única, a Fonte Que Tudo É, a Essência Primordial... enfim, não importa o nome, mas sim o consenso que a partir de um ponto tudo o que existe em todos os nível dimensionais e além, foi manifestado.

Desde criança aprendemos a ser bons, a seguir o correto viver e o correto agir. Isso é virtuoso, a luz desfaz a sombra, o amor realmente pode ser traduzido em Deus, ou Deus em Amor. Esse amor não é sentimento ou emoção, é pureza e paz profunda.

Nesse ponto pensamos então, e o mal? Por que Deus existe também como mal?
A manifestadão existe, mas é algo além das palavras, não pode ser dividida ou multiplicada, a essência é única, mas suas faces são muitas.

Quando olha uma pessoa, seja humana, animal, vegetal, mineral, astral... todas são manifestações, possuem sua qualidade divina de formas diferentes.

Assim é com seres bons e maus. Alguns estão mais próximos da Fonte, outros mais afastados. Quanto mais afastados, poderíamos dizer que mais escuro é, e nesse escuro é difícil enxergar a luz quando fica muito tempo nesse "estado". Imagina que vai mergulhar em alto mar, quando mais fundo for, mais escuro vai ficando, perder referência de onde está.
Se permanecer muito tempo nesse escuro, sua visão irá se perder. Você não deixou de ser uma fagulha divina, apenas se afastou um pouco da luz, nada mais.

Perceba, não existe bem e mal, apenas compreensão dos motivos, e tentar entender motivos não ajuda diretamente. Pode ajudar até que perceba o fundamento da causa, mas não deve vir do julgamento entre opostos.

TRANSCENDA OS OPOSTOS!

Transcender os opostos significa aceitar que tudo está bem, que tudo é como deve ser agora. Aceitar que existe céu e inferno é criar expectativas que um dia você estará em algum dos opostos, transcenda até a isso. Você pode viajar deste corpo para muitas esferas, muitos orbes, dimensões, universos, mas ainda sim não é a Fonte mesma, são caminhos para a Fonte.

Certo dia uma santa muito conhecida em sua época desceu ao "inferno", foi até lá. Chegando perguntaram a ela porque estava naquele lugar se era uma santa, e ela respondeu: "Porque se eu não estivesse aqui para mostrar um caminho diferente, quem faria?"

Mesmo sendo uma santa divina, ela foi até aquele local sombrio para iluminar e mostrar que outros caminhos podem ser percorridos.

Podemos pensar então, porque afinal de contas existem opostos, não poderia tudo estar bem o tempo todo para todos?

Claro que poderia, e pode. Esse "tudo bem para todos" é apenas questão de escolha. A lei de causa e efeito, o karma, é apenas ilusão, não existe esse karma pregado por alguns, existe sim retorno do seu próprio sonho, retorno dos seus próprios sentimentos para com sua própria criação.

Vamos entender melhor, pelo menos refletir um pouco...

Quando sonhamos, sentimos gosto, sabores, toques, desejos... todos os sentidos estão lá no sonho, é real dentro do sonho. Quando acordamos, tudo aquilo de certa forma sumiu, e passamos a viver outra realidade. Perceba, VIVER OUTRA REALIDADE. Essa é apenas uma das muitas outras...

De forma bem resumida e simplista, Deus está sonhando, e como um grande pensador já disse certa vez, "...da mesma forma que sonhamos, podemos estar sendo sonhados..." isso tem uma verdade, mas peço um ponto de atenção. O sonho é apenas sonho, mas entre o consciente e inconsciente existe um vale de intenções, não estou dizendo que é tudo falso, mas que tudo é Deus e dentro da criação, a percepção entre realidade e ilusão é limitada pelo desejo e sentimento, pelos sentidos e pelo apego a própria forma que criamos como nosso realidade.

O karma é gerado por que? Porque desejamos e manifestamos algo, a partir dessa manifestação do desejo intencional, criamos um cenário, uma parte da "realidade" que irá vivenciar. Se essa realidade é compartilhada por mais partículas divinas, então ganha força. Se tem uma boa intenção e todos se beneficiam para crescimento mútuo, onde compartilham e aceitam a experiência sem pingar para opostos todo o tempo, muito bom, passam a evoluir e escalar de volta para a Fonte.
Mas e se dentro desse cenário o jogo ficar estranho, você gerou o sentimento, manifestou e colocou dentro de um grande cenário onde a maior parte não compartilha ou aceita? Tá ai, bem vindo ao samsara, bem vindo a lei do karma.

Então, o karma é gerado pelos sentimentos e desejos, de ter ou criar alguma coisa, e caso se atenha demais a isso junto com outros seres, cria um cenário de vivência conjunta, e até que ambos aceitem ou transcendam a dualidade da própria interação, da própria manifestação da vontade, vivenciam dentro das múltiplas realidades, existências afim.

O bem e o mal vem dai, de uma manifestação, claro, uma forma de dizer muito simplista e direta, o que não pode ser interpretada somente lendo, mas pode servir de base para que desacreditem que tudo existe ou ao acaso ou porque você fez algo de errado e está pagando penitencia vivendo um karma.
Pare com isso, pare de culpar suas outras existências pelo que vivencia hoje. Não estou só dizendo suas existências em vidas passadas ou realidades pararelas, mas também todas as formas de existência, já que como você é uma fagulha divina, todos são como você, fagulhas divinas, parte do mesmo Deus, TAO. 
Não importa, faça o melhor agora, isso garante um bom karma ou melhor, a compreensão além da dualidade.

Dizem que quando Gautama Buddha se iluminou (ou seja, Gautama recordou sua consciência Budica), recordou todas as suas vidas passadas, e sua mente tornou-se cósmica, onde até mesmo a formiga manifestada do outro lado do universo podia ser intuída por ele. Compreenda, ele sentou, meditou por seis anos e chegou lá, difícil? Claro que é difícil, já tentou meditar por mais de três horas seguidas? Imagina seis anos. Mas ele fez, e então tudo o que Ele, Cristo, Krishna, Lao-Tsé, e todos os Mestres dizem, deve ser levado em consideração e principalmente praticado, se assim também quiser compreender o que eles disseram e ensinaram.

Todo caminho tem suas dificuldades, não estou dizendo que precisa meditar seis anos. O principal e o ponto central deste texto, é que compreendamos que bem e mal não existem, pelo menos não da forma usual, e sim atitudes, manifestação do que acredita.
Como parte, como fagulha divina parte de Deus, você é também um co-criador de sua própria realidade.  Se seguir o conceito básico que Deus é amor, e tenho certeza absoluta disso, quando maior a luz que tiver em seus atos, atitudes, pensamentos..., mais assume seu papel e mais "próximo" fica da fonte.

Culpar os outros pelo seu sofrimento não é saudável sem resolve. Pode até remediar seus problemas em um primeiro momento, mas assim como Deus manifestou tudo, e tudo é Ele, tudo aquilo que você manifestou volta para você, já que é seu.
Percebe a simplicidade de tudo? Quando aceitar que tudo o que você é ou está passando é fruto da sua própria criação, o que resta? Você, resta você em paz.

Certo dia estava "dormindo" e acordei a noite com a nítida sensação, visão... enfim, que estavam abrindo um "buraco" perto de onde estava e de lá vindo um ser muito escuro, com uma energia tão densa e tão complexa que no primeiro momento a única coisa que consegui pensar era no papai lá de cima, chamei Arcanjo Miguel e vários Mestres para intervir naquele momento que minha mente não conseguia compreender.
Bom, se compreendi completamente não posso dizer, mas uma coisa com certeza trouxe de volta na consciência. Não existe bem e mal, apenas aspectos de Deus manifestado. De um lado, um buraco com algo denso e escuro, do outro luz e amor. No meio eu.

Nesse ponto é apenas identificação, se tentar ir para um dos dois lados, ainda sim vai continuar a ser uma manifestação da Fonte. Ou vai se tornar mais denso (e isso não se aplica de maneira física), ficando denso e mais longe da luz, seja em outras dimensões ou formas de existência, ou pode evoluir para corpos mais leves e sutis, indo para locais que compreendemos e sentimos menos densos e com maior clareza da Fonte, mais próximos a luz e amor. Volto a dizer, Deus é amor, então quando mais sútil a energia, quanto amior o coeficiente de luz, melhor.

Ambos, seja yin ou yang irão voltar para casa, se assim podemos dizer, já que nesse exato momento você e Ele não são diferentes, você é Ele, Ele é você, tudo É.

Eu poderia ainda falar das suas realidades paralelas, dos tantos multiversos, universos, corpos... enfim, poderia ficar horas escrevendo e você lendo, mas não é esse o ponto que gostaria de refletir agora, e sim um principio básico ensinado por todos os Mestres. Ajudar os outros é bom, ajudar a si mesmo é bom, meditar e recordar sua essência é bom, silêncio e sorriso interno é bom. Se todos ensinaram, se deram técnicas, porque não tentar, porque continuar se iludindo e ficar nesse roda roda por tanto tempo?
Você não vai deixar de "existir", mas pode torna-se livre das amarras quando aceitar, ou pode continuar também acordando, comendo, trabalhando, construindo família, dormindo... e por ai vai, é apenas escolha, nem certo nem errado, apenas escolha.

Um dos pontos que mais gosto em tudo isso é justamente que temos escolha. Ou pode viver vidas e vidas seja física ou evoluindo do outro lado de forma linear, ou pode escolher recordar e iluminar-se, é escolha. Técnicas existem, texto e textos foram escritos por Mestres. Praticas foram e são ensinadas, mas nada disso faz diferença se você não escolher, isso creio que é o verdadeiro conceito de livre arbítrio. Deus é amor, e esse amor é tão perfeito que Ele sendo você, ama, simplesmente é amor, mesmo quando pela razão ignoramos.

Ainda sim fique atento, ignorar o mundo fugindo da experiência não é sábio, o verdadeiro caminho até que liberte-se das amarras é o equilíbrio, a harmonia interna. Alguns se iludem achando que abandonar tudo é a solução, eu creio que adandonar conceitos, pré-conceitos e pensamentos é melhor, já que aqui ou na montanha só muda o local, mas você permanece.

Claro que um local silêncioso e calmo ajuda no processo, mas como um guerreiro, não desista, quanto maior a dificuldade as vezes mais rapido as coisas acontecem, você não está sozinho, nunca!

Como muito bem dito por um grande Mestre "Você é um espirito vivendo a experiência humana...".

A diferença entre um ser iluminado e outro não iluminado é justamente isso, transcender a ilusão do bem e do mal, sendo a luz de amor divino dentro da sua própria manifestação.

Você é iluminado, acredite e viva com amor, esse amor é você, por isso digo com total humildade que é muito complicado escrever sobre algo que eu gostaria de compartilhar do meu coração diretamente para o seu, mas espero que este texto possa de alguma forma lhe recordar, que eu te amo, porque amor não é dividido, não pode ser, é único e está em tudo e todos!


Fique na Paz e na Luz!
Terry
Comments