Caminho da montanha...



Ignorando a própria ignorância, coloca-se os pés na lama e lentamente afunda sob a terra.

Aceitando sua ignorância, busca o conhecimento até que seus pés ainda na lama, não afundam em vão.

Obtendo o conhecimento, seus pés mesmo com lama já endurecida pelo tempo, se encontram em terra firme.

Transformando o conhecimento em sabedoria, a lama já seca se quebra e novamente pode tocar o chão da terra com certa harmonia.

Aceitando sua sabedoria, ignora todo conhecimento de antes e sobe pela montanha já com seus pés calçados pelo algodão.

Subindo a montanha, não se atenha as pedras, arvores ou pensamentos.

Quando estiver justo no meio, olhe para baixo e para cima com o mesmo olhar.

Sem escorregar pelo musgo entre as folhas caídas, siga firme com humildade.

Sem olhar para cima ou para baixo, olhe para dentro.

No topo da montanha não existe ar ou vento.

Não temendo a morte, com um passo vê o topo.

No topo recobra os sentidos antes perdidos.

Morto ou vivo não mais tem assentamento.

O tigre olha sua face de baixo para cima.

O dragão olha sua face de cima para baixo.

Bem no meio a flor-de-lótus lhe oferta seu perfume...




Paz e Luz!
Terry
Comments