Cozinhando Arroz?



Na velha cabana entre o topo e a base da montanha,
o sábio cozinhava arroz colhido dos fundos do seu quintal. 
O cozimento era feito em panela de pedra com água quente, e uma pitada de sal,
e ele, o sábio, sentado em frente ao fogão de barro, 
olhava o vapor subindo, o aroma no ar, 
onde entre o silencio do vento e da mente, pensou:

-O arroz veio do fundo do meu quintal, o plantei como arroz, virou pequena planta e criou novamente arroz.

-Da terra ele veio, nasceu dela assim como meu corpo, os mesmos elementos que formaram aquela semente de arroz, depois a planta e novamente o arroz, formou meu corpo, mas ainda sim, o que formou os elementos se encontra dentro da semente e dos elementos, assim como Eu estou dentro do meu corpo formado pela terra, na Terra.

-O arroz por mais duro que seja, na água quente dentro da panela de ferro, vai ficando mole. Torna-se maleável pela quentura dos seus elementos, assim como meu corpo fica maleável pela condução da minha energia, o chi, dentro do corpo.

-O arroz funde-se na água e parte dos seus elementos evaporam pelo ar, não sendo diferente sua matéria nem sua essência, apenas seu estado no momento da elevação. Ainda sim o arroz existe na panela e no ar, na água e na terra, como solido, liquido e gasoso, sua essência permanece imutável, como arroz.

-Também assim é meu corpo, nasce pelos elementos da terra, cresce e nutre-se dos elementos da terra, funde-se na água, terra, fogo, madeira, metal e ar, flutuando até o éter quando fora da Terra, e acima, dentro, interno e externo, quando fora do que não é o que é, posteriormente volta para a terra ao sair do corpo na Terra, iniciando o fluxo sem ainda ser, Eu, pois Eu estou dentro do corpo como energia que cria e nutre os elementos, assim como o arroz é nutrido pela essência do Ser dentro do arroz.

-Todos os elementos são energia, tudo o que forma os elementos e os nutre é a energia, o Chi (prana) que a tudo cria, sustenta, transforma, destrói e existe como TAO. O TAO é o todo em tudo, o vapor é parte dos elementos, a terra é parte dos elementos, a água é parte dos elementos, a energia é parte dos elementos, então quem sou? Sou a energia em todos os aspectos, parte do TAO.

O sábio cozinhou o arroz, alimentou seu elemento corpo com o elemento arroz, água, terra e vapor. Os elementos arroz e corpo estão juntos, mas ainda sim, apenas são parte dos elementos da Terra, criados pela Terra e nutridos pela energia do TAO... A essência de todos os elementos É Tudo O Que É, o TAO.

Vamos aprender a respeitar tudo o que existe, pois se nasce na Terra e nasce da terra, nutre-se dos elementos da terra na Terra, seu corpo faz parte da Terra mas ainda sim não é você, você é Tudo O Que É, parte do que cria os elementos, e como criador, co-criador, criatura, pensamento e pensador, energia, tem responsabilidade por cuidar dos elementos da Terra, assim como os elementos da Terra cuidam de você, o respeito é mutuo e então tem-se a harmonia dos elementos.

Quando transformamos os elementos, deve-se ter o cuidado para seu uso, pois o ciclo continua e expande-se, até voltar ao TAO, e no TAO Deus reside como elemento e energia, no aspecto de Deuses e Deusas, ar e fogo, magia e energia, estrelas e sois, universos e os multiversos, no mental, astral, causal ou onde for, você ainda é o que é, parte do TAO.

Quando entender o TAO fundindo-se ao TAO, será como o arroz virando vapor, o vapor virando energia, a matéria, anti-materia e energia fundindo-se no ciclo divino do Ser, sem dualidade, apenas sendo O Que É, TAO.

Agora, leia de novo o texto, e ao invés de pensar nos elementos, pense nos pensamentos, emoções, sentimentos, ainda sim são como os elementos, em uma forma sutil dentro de você, mas ainda sim não é você, você É O Que É, parte e o TAO. 

Namastê,


Paz e Luz!
Terry
Comments