É preciso acreditar!

Desabafo antigo...

 

Eu preciso acreditar,

preciso crer que existem pessoas boas,

mesmo não vendo suas boas atitudes por vezes,

preciso acreditar que a luz em seus corações ainda arde em chama divina.

 

Impossível suportar a vida sem certeza e fé,

uma fé incondicional na força da luz,

mesmo no tubo estreito do corpo físico,

as vezes com o olho tapado pelos véus da ilusão,

tenho consciência dessa unidade em cada ser e em cada coisa,

e nessa certeza contemplo em mim sua essência,

a única essência.

 

Existo em forma física para vislumbrar experiências,

vivencio assim como qualquer outro ser, as coisas da luz,

mas as vezes por um segundo passo ter a experiência de te ver triste,

a desilusão que transborda dos seus olhos enfurece meu ser,

por ver que o ambiente e o caos que experimenta em sua própria ilusão,

cria uma realidade diferente da sua real natureza,

essa fúria contida estremece a terra e os céus,

como fonte única que existe em luz pura,

a energia transborda por sentir-te em mim,

por sentir tudo vibrando em mim,

como um vulcão prestes a implodir,

num ultimo suspiro afloro em chama e calor,

criando um novo horizonte para que tu desperte,

para que compreenda a impermanência,

sinta-se como espírito,

como imortal.

 

Não sou diferente, melhor ou pior,

estou no centro como Eu,

compreendo a existência do Um em Tudo O Que É,

nem por isso todos me olham com amor e fraternidade,

muitos em vários planos apenas acham que sou ego em vaidade,

por não compreenderem que o amor se manifesta sem duvidas e sem desconfiança.

Não os olho sorrindo por orgulho,

não digo que te amo indiferente,

nem tento lhe explicar um pouco do que sei sobrepondo a única verdade,

compartilho minhas experiências e recordações,

portanto humildemente pelo que não julgue meu amor por todos dessa forma,

nem critique minhas atitudes a paisana,

não sou melhor pelas formas que digo ou escrevo,

nem pelas vestimentas dos meus corpos,

despido de qualquer existência dentro ou fora do corpo,

a única verdade é o amor,

imutável e indivisível,

existe permanente no TAO,

como indizível em letras ou papiros,

em versos ou canções,

pode ser sentido de coração a coração,

de Mestre a Mestre,

mente a mente.

 

Erros são feitos por atitudes,

por hábitos e desapontamentos,

gerados pela necessidade da felicidade,

que tanto procura dia a dia,

no trabalho árduo,

na bebida e na comida,

no impor sua verdade para outros,

no tentar fazer alguém feliz,

mesmo que a felicidade para muitos seja outra,

sua intenção cria mais e mais ilusão,

um desejo continuo pelo compreender,

já que dentro de ti sente sempre uma falta desse algo mais,

uma coisa que por mais que faça,

por vidas e vidas que venha a ter,

ainda sim busca e busca,

faz planos para o futuro e repensa o passado,

critica a si mesmo pelos erros de ontem,

adoece pelas tristezas e dores,

engrandece por alegrias e prazeres,

por que?

Desfaça, desapegue de formas densas,

a emoção não deve ser ignorada,

mas sobreposta pelo sentimento,

dentro do sentimento a unificação da compaixão,

da paz e harmonia,

senta-se calma no jardim zen,

funde-se o ser em amor.

 

Prender-se ao que fez ou deixou de fazer,

alimenta o cenário para novas buscas,

desprender-se e viver em harmonia com o TAO,

cria um cenário sem tempo,

um real jardim de natureza divina,

mesmo vivendo como homem ou espírito,

permanece livre de qualquer amarra,

vive a experiência mas não esquece a essência.

 

Porque se ilude tanto?

Porque não deixa que a luz entre e abrace seus corpos?

Porque resiste tanto aos ensinamentos e fica tentando pelo externo entrar no interno?

Deixe-me abraçar seu corpo luz,

compreender-te de dentro para fora,

posso tentar semear milhões de campos,

ainda sim se conseguir através do amor despertar mais um coração,

este ponto desperto de luz fluirá em todas as direções,

esse semear transmuta as impurezas,

muitas mais flores poderão sair da terra por onde pisar,

ainda mais amor será levado aos dez mil ventos,

as dez mil direções encontram-se em seu centro,

único e puro.

 

O verdadeiro despertar não esta em apegar-se aos ensinamentos,

nem ao Mestre nem a coisa alguma,

purificar todos os corpos para que não existam duas verdades,

esse caminho leva a unidade de todos os tempos em um só,

a paisagem muda e a compreensão é plena.

 

Amor de um abraço,

um beijo e um carinho,

não reflete desejo pelo corpo,

nem pelos objetos criados por este,

mas ao sincero afeto das almas,

o canto dos anjos não é apenas louvor a Deus,

o TAO é amor,

o amor não é descrito e não precisa de elogios,

é puro pela real natureza.

 

Nem Sirius, nem Plêiades, nem Arcturos,

nem a Terra, nem o astral,

nada é existencialmente tão puro quanto a unidade de todos,

o amor compreendido não é dividido,

freqüências evoluem em círculos e espirais,

a vibração de cada ser em cada lugar,

manifesta-se pela sua abertura inicial do toque sutil,

dado pelo Mestre além do tempo,

físico, astral ou mental não são mais que divisões do TAO,

o Deus além da compreensão só quer amor,

esse é o ponto final?

 

Como algo não linear,

atemporal,

mutável e completo em si mesmo,

impermanênte e sutil,

que mesmo na mais densa criatura,

existe como chama cristica,

na flor e no espinho existe a mesma pureza,

na água e na pedra vibra e canta,

nos Devas e nos Buddhas,

nos Arcanjos,

nos homens, mulheres, animais,

na energia, nos cinco elementos,

nada é mais simples que o não desejar,

pare e largue tudo agora,

não desfazendo de suas obrigações,

mas de todos os seus medos e preocupações,

abrace a si mesmo como Deus e não julgue,

abrace sua mãe física e sua mãe cósmica,

seu amigo, seu pai físico e seu pai cósmico,

a luz é a mesma,

desvie seus olhares e olhe com o Único Olho.

 

A família de varias encarnações vem com o tempo linear,

a família cósmica existe além do tempo,

a família do espírito unifica-se na verdade do amor.

 

Desfaço-me agora no ultimo verso,

espero que no final destas tu me encontre também em ti,

a essência que existe em mim,

toda a compreensão de todo o universo,

dos multiversos, planos e dimensões,

tudo aquilo que é em plenitude suprema,

a Chame Mestra para a Biblioteca do TAO,

esta disponível para todos os seres,

vibre na freqüência do amor e entre no silencio do coração,

compreender é aceitar não estar ainda na compreensão,

aquele que já compreendeu,

contempla meu amor deixado nestas linhas,

como um abraço fraterno de um amigo,

que tanto te ama em mim,

como parte dEle,

nada mais posso lhe oferecer de puro,

somente meu amor.

 

 

 

Namastê,

Terry

Comments