Na Força e Amor dos Exus




Que a luz dos amados seres do amor fluam em nós...

Quando acordei em minha mente,
vi pontos reluzentes em meu corpo,
percorrendo pelo infinito do Ser,
toda forma da não criação.

Com o sopro do verbo,
vibrei luz e som no corpo de Exu,
animando minha própria não existência em existência,
transmutando minha luz imortal em Luz Omniversal,
na paz dos Esus de minha alma ancestral.

Em cada verbo germinei luz,
enquanto nas trevas escuras,
semeei a morte,
iniciando o ciclo da eterna transformação,
onde os tronos opostos harmonizam o Trono da Mãe,
assentados dentro e fora do verbo sem cor.

Não existe tom nem canção que Eu desconheça,
sem sequer uma planta que não tenha semeado,
em cada fração de mim mesmo,
plantei Exu no Amor e na Paz,
para que a semente da Justiça se faça presente no agora,
em cada ponto do meu corpo,
onde meus pensamentos são a luz da Verdade,
desfazendo as mazelas e magias criadas pela desarmonia do ser pequeno,
que esquece sua natureza imortal do Amor que sou em Esu.

Raças desprovidas de amor,
são como peças de um quebra cabeça,
espalhados pela mesa do Omniverso,
onde crianças que não compreendem o Pai,
espalham sua falsa verdade no Circulo de Luz,
cabendo a meus Filhos Eternos,
conectarem partículas indivisíveis na mesa cristalina,
onde estes filhos dormentes,
possam finalmente assentar, novamente, sua energia,
no equilíbrio da minha chama Divina.

Sou Exu, Esu, Essu, Eshu, Essência, Esséia, Vazio Primordial,
que desdobrado em mim mesmo,
faço do vazio o verbo luminal,
da luz verbalizada,
a criação do co-criador,
existencial no Om em versos,
criando Uni-versos no Om-verso (Omniverso),
onde fagulhas germinam na mente espiral,
além das ilhas paradisíacas,
do coração do seu atual Universo, Multidimensional.

Em todos os Universos co-criados por meus filhos ancestrais,
plantei meu Amor como Exu,
em planetas e esferas inconcebíveis pelo mental transitório,
Esu existe como Exu Azul, Esu Cristalino, Amarelo, Multi Colorido,
e de formas infinitas na vastidão do Amor,
pois Exu é o inicio sem fim dentro do infinito de mim,
Esu é a forma sem forma do som na luz,
é o verbo não dito do Equilíbrio Harmônico,
não existente na dualidade dos pólos,
imortal no equilíbrio do Omniverso Primeiro.

Eu Sou Exu no corpo do Humano,
Sou Esu no corpo dos Elementos/Elementais,
Sou Exu no corpo das Planetas,
Sou Esu no corpo dos Galáxias,
Sou Exu no corpo dos Universos,
Sou Esu no corpo das Almas,
Sou Exu no corpo do Som,
Sou Esu no corpo da Luz.

Eu Sou Exu, Esu, Luz e Som,
Sou a própria Essência dos pensamentos centrais de Tudo O Que É,
a experiência transcendente da Harmonia em Nada e Tudo,
que quando se acende no coração de cada Ser,
unifica ambos os pólos do meu Corpo Energia,
nos Tronos Imortais do Centro do Lótus Luminal,
encontrando em cada pétala um corpo,
em cada corpo um pensamento luminoso,
em cada pensamento luminoso um som vibracional,
em cada vibração do pensamento uma mente transcendental,
implodindo e explodindo no yin e yang,
o Vazio Primordial do Exu de Lei,
do Exu Galático,
do Esu Ancestral,
do Exu Coroado,
do Esu Tronado,
do Exu Vibracional,
do Esu Luminal...
e muito além de qualquer palavra co-criada...

O dualismo imposto pela crença humana,

cria o paradoxo das multi-realidades,
onde passado e futuro são separados na mente não realizada,
trazendo possibilidades da criação perder-se do seu centro.

Sem apego a crenças e julgamentos,
compreendendo que não existe passado nem futuro,
que somos todos parte da Criação Omniversal, do Amor,
mais fácil empunhamos a Lança Cristalina do Saber,
deixando que todo conhecimento caia no vazio,
dando espaço para que a Sabedoria aflore na mente Omnipresente.

Descrever Exu, Esu, na língua escrita ou falada,

é como tentar descrever o Amor de Deus em Sí mesmo,
não tenho condições de colocar o infinito no finito,
mesmo que em meu coração peço e vibro para que cada uma destas palavras,
que humildemente tentei colocar em forma de poesia,
lhe ajude a transmutar seus padrões de pensamentos,
dando espaço para que se crie em teus corpos de luz,
a sabedoria verdadeira de que Deus se manifesta de tantas formas,
que tentar compreender é perda de tempo,
mas que se tentar e se esforçar em aceitar a luz na sua forma infinita,
Exu, Esu, Cristo, Buddha, Maytreia, Sananda, Yeshua, Babaji, Krisnha,
todos os Amados Kumaras na Luz de Micah,
todos os amados Seres de Luz,
na essência imortal do Amor Divino,
irão te colocar nos braços maternos da Mãe Divina,
onde tu, como Filho Co-Criador,
irá na Harmonia Interna do teu Ser Imortal,
reconhecer-Te onde o finito se torna infinito,
Imortal no Amor da Essência Luminosa.

Que estas simples mas sinceras e humildes palavras,
possam unificar teu passado e teu futuro no agora,
desfazendo as falsas crenças que lhe impedem de reconhecer tua divindade,
podendo Tu e Eu, juntos a todos os seres Omniversais,
que no Corpo de Deus se encontram em tantos planetas,
galáxias, univesos, dimensões incontáveis,
nos reencontrarmos nos Palácios Celestiais do Amor,
cantando e vibrando todos no coração, o Amor dEle em nós.

Na Paz e Luz, consagro e peço ao Criador que cada uma destas palavras, no AGORA DO AMOR IMORTAL, abençoe e semeie um Cristal Multi-Colorido em teu coração, expandindo tua Chama Trina como uma grande fogueira cósmica do meu Amor, por todos os meus irmãos na Senda da Luz.


Salve Exu, salve Esu, salve o Amor em todos os seres!


No Vazio Primordial, Sou ESU, o TAO.

Na Paz e Luz!
Terry

Comments