O Rio e Suas Águas

O rio passa pelas pedras sem dificuldade,

quando encontra a pedra apenas desvia,

simples e calmamente suas águas passam pelos lados,

por cima ou por baixo,

com o tempo se a pedra persistir em não se mover,

a água lentamente desgasta a pedra,

até que essa faça parte das águas do rio,

seja depositada no fundo ou levada por suas águas,

ainda sim os pequenos pedaços da pedra estarão no rio,

porém ainda sim será uma pedra,

seu tamanho por mais ínfimo que seja ainda será pedra,

os grãos diminutos, como areia ainda serão pedra,

assim como o vidro mesmo depois de muito aquecido,

ainda será areia.

Além dos véus da ilusão,

todas as coisas na mais ínfima partícula é luz,

uma luz não vista pelo olhos do cego de coração,

pelos olhos daqueles que enxergam a pedra e o rio,

a areia e o vidro,

mas a luz viva e pura que os de coração aberto,

de mente serena e amor profundo,

vê como Deus dentro e fora da matéria,

dentro e fora de si mesmo,

como Tudo O Que É e sempre será,

essa parte sem partes,

esse inicio sem fim que está presente dentro e fora de você,

quando fecha os olhos e abre apenas um olho,

quando sua visão é clara para a verdade sem ego,

então percebe essa pequena grande partícula em tudo,

e recorda uma grande lição dada por um grande Mestre,

"o universo todo também está em um grão de mostarda..."

"o universo todo também está em um grão de areia..."

O que quer dizer isso?

Que tudo está dentro de você,

se olhar o menor como maior,

o maior como menor,

e depois ver tudo como igual luz,

perceberá que tudo é apenas um só corpo de luz,

um só Deus em tudo que há.

A arrogância do homem por achar que possui tudo,

o desejo de sempre ter mais e querer mais do que precisa,

cega os olhos e o coração para a verdadeira simplicidade de ser simples,

ter apenas o que se pode carregar em uma mão não significa não ter um carro ou uma casa,

mas possuir dentro de si a natureza real da compaixão, do amor e da bondade,

não é necessário abdicar de tudo que se tem e torna-se errante,

viver isolado nas montanhas e não ter amigos ou prazeres,

o verdadeiro sábio vive a vida mais tumultuada sem se alterar,

sem deixar que o medo e a duvida ponham a prova seu amor por Deus,

e como Deus está vivo nessa partícula tão pequena de luz,

o verdadeiro sábio percebe dentro desse tumulto do dia a dia,

que as essências do saber e do aprender estão em cada dificuldade e prova que é submetido,

percebe Deus operando através de todas essas partículas presente desde uma pedra,

até em uma emoção descontrolada de outra pessoa que o ataca,

ele, o sábio, sabe que Deus também é emoção e sentimento,

sabe que na raiva e nas palavras ásperas existe Deus presente,

e sabe que as vezes estas são necessárias para que exista o equilíbrio das forças,

até que todos os seres possam despertar para a verdade do amor,

até que todos através do aprendizado possam amar-se e viver em paz,

essa paz que se conquista com paciência e persistência,

florescendo um mundo de repleta luz, esse futuro que se aproxima e existe como verdade única,

como um só amor divino.

Sei que nem sempre é fácil estar calmo durante os desafios da vida,

as vezes nos irritamos por um motivo tão bobo quanto uma criança se irrita por  não ganhar um doce,

a mãe diz para a criança que açúcar faz mal, que comer muito doce faz mal,

mas a criança não vê isso, ela só quer o doce porque sente prazer ao comer o doce, no sabor do doce,

não entende como algo gostoso pode trazer o mal para seu corpo,

então a mãe ensina a criança até que esta aprenda e possa ensinar seus filhos,

assim é com os adultos também,

o Mestre ensina que você tem um corpo físico,

um corpo emocional, astral, mental, budico, atmico...

enfim, o Mestre ensina que maus hábitos são ruins,

que matar para comer trás sofrimento,

ensina que o ódio e a raiva endurecem seu corpo,

que desejar o mal das pessoas é desejar o mal para si mesmo,

que existe uma lei de ressonância,

ensina que cada um tem seu tempo de evolução,

para ter compaixão e não ter medo da vida,

que o medo é criado para iludir,

ensina que Deus está em tudo e em todos,

ou seja, o Mestre ensina que amar Deus acima de tudo é amar verdadeiramente,

que o despertar vem da correção de maus hábitos,

e que isso deve ser praticado diariamente e não só amanhã,

ensina que o amanhã esta muito longe,

ao mesmo tempo que ontem também ficou muito longe,

e que deve viver o agora, o presente dado por Deus,

se viver o agora com plenitude,

com amor e respeito,

compaixão e paz,

o ontem e o amanhã serão frutos desse amor do agora,

e tudo será paz e harmonia.

Ainda sim, mesmo ensinando com tanto afeto e carinho,

colocamos dificuldade em aplicar essas coisas tão simples como ser compassivo e ficar calmo,

porque olhamos a pedra como obstáculo,

não vemos que a areia muito quente vira vidro,

e que se esquentarmos demais a cabeça com tudo que acontece no dia a dia,

tornamo-nos como o vidro,

sem flexibilidade e que pode ser quebrado facilmente,

o DNA fica menos elástico,

o cérebro deixa de ser livre e fica "focado" no corpo emocional,

ai esquecemos que temos tantos outro corpos para usar,

e todos estes são você,

tudo isso é apenas uma mesma coisa formada por uma única energia,

a energia do amor.

Se Deus, o amor criou tudo o que é, que existe seja como matéria, anti-materia, astral, causal,

todos os mundos, universos, dimensões,

quando está sintonizado nesse amor,

quando sua freqüência e sua vibração são amor,

você descobre que é você presente em tudo,

que você é dono de tudo e não pode ter nada,

porque quando descobre Deus, o amor dentro de ti mesmo,

torna-se parte de tudo,

então percebe que é só isso, que tudo que escrevi resume-se a simplicidade de amar,

e quando amar a si mesmo acima de todas as coisas sem esquecer que o amor é a causa única,

que amar a si acima de todas as coisas é amar a todas as coisas como a si mesmo,

é olhar a luz que cria a tudo,

sim, será tudo amor e aqueles olhos brilhantes e puros do Mestre,

serão como lagos transbordando através dos seus próprios olhos...

Amem meus amigos, não importa nada, realmente não importa nada além do amor.

Que se dane se não tem muito dinheiro ou o carro do ano, se ainda não tem uma casa grande ou fez a viagem que deseja, ame acima de tudo e tudo isso que você quer será seu, porque descobrirá que muitas portas que antes estavam fechadas serão abertas, porque o amor é a chave mestra de todas as portas, já que este amor, Deus, criou todas as coisas.

Ame ame e ame, apenas isso, seja simples.

Namastê,
Terry
Comments