Os Corpos, várias luzes...





Sobre o corpo dos seres,
quando pensamos em sua forma,
esquecemos dos seus elementos,
físicos e não físicos,
são vivos, eternos pontos de luz,
vibração do Eterno,
pulsando em chamas cintilantes,
reluzindo por todo o Omniverso.

O corpo na Terra não é apenas massa de carne,
é um vasto micro-cosmo vivo em cada templo de consciência,
onde inúmeras formas de existência convivem no agora,
habitando a “casa” temporal no corpo do divino.

Na Terra temos os elementos,
terra, água, fogo, vento, éter,
como cinco elementos básicos,
que ainda geram o ciclo madeira, metal e “bio-ativo”,
sendo este último um nome que criei para explicar a fusão natural “bio-ativa” do Ser vivo.

Cantando em versos poéticos, me atrevo a descrever um corpo sendo criado e destruído,
passando de moradia para o espírito a pequenos átomos de luz.

Cada átomo de luz, cada partícula de elemento vivo,
existe interligado ao macro-cosmo, o corpo do Eterno TAO,
que vibra do sutil ao denso,
desdobrando-se como uma sanfona,
Ele mesmo.

Por Ele cada elemento recebe sua “missão” existencial,
regido pela Lei da Fonte Que Tudo É,

Os Orixás trabalham em beneficio do Amor,
criando o grande mistério que sustenta a energia Omniversal.

Na natureza temos os Elementais, os Devas e inúmeras entidades que ajudam na sustentação dos corpos,
que trabalhando em harmonia com a Fonte, ajudam na sustentação do plano evolutivo de cada partícula do Ser.

Dando exemplo a “realidade” física na Terra,
a partir dos elementos da natureza, como já descrito,
existe a formação do corpo humano e de todos os demais seres vivos,
partindo do principio básico que toda forma existente é viva,
desde uma pedra com sua freqüência e vibração mais densa,
passando pelo reino vegetal, animal,
até os seres humanos conscientes,
e também o plano sutil dos corpos astrais e demais acima,
ainda dentro da esfera Terrestre,
ou consciência de Gaya, divina energia.

Teu corpo físico, como humano,
é uma combinação de vários elementos da natureza,
e como sabemos, cada elemento da natureza é sustentado pela energia dos Devas,
e claro, cada um tem seus mistérios dentro da energia crística dos amados Orixás,
portanto podemos dizer com segurança que teu corpo, o qual reside no momento,
é uma massa de energia divina, na qual entidades energéticas procuram harmonizar sua formação,
criando, sustentando e também destruindo e reconstruindo cada partícula de luz.

Todos os elementos desde a menor divisão,
é luz vibratória,
portanto se olhar com apenas “um olho” para ti mesmo,
não passa de um aglomerado de entidades,
uma nuvem de luz com milhões de seres vivos pulsando em ti.

Tu, como ser "humano" é limitado a matéria física,
penas por não identifica-se com tua própria essência natural divina.

Tu és luz divina, parte da Fonte Que Tudo É,
assim como todos os Orixás, Elementais, Devas e demais seres,
que habitam junto a ti a mesma massa de energia.


Como um micro-cosmo, não deveria ficar surpreso com tal informação,
já que ao ler o que descrevo não é algo novo para ti,
apenas recordação do que já sabe,
pois tu mesmo ajudou a criar e sustentar teu próprio corpo,
a partir dos requisitos necessários que precisa para desvendar teu próprio mistério,
como vida eterna experimentando a forma humana.

Mude a forma como encara teu próprio corpo,
pois tu apenas habita este corpo enquanto tua consciência precisa estar na Terra,
mas a partir do momento em que internamente desperta para tua realidade espiritual,
harmonizando interno e externo,
reconhece todas as formas de vida que junto a ti sustentam o plano cósmico,
passando a interagir com todas as formas energéticas do Criador Cósmico,
manifestando a partir deste momento, uma realidade sutil mesmo que ainda residindo no corpo temporal,
não se restringi apenas a “realidade” física, indo e vindo aos demais corpos sutis de acordo com tua necessidade.

Assim como no sono desperta em outros corpo, inconsciente,
pode aprender a despertar realmente consciente,
quando se dispõe a respeitar e aceitar tua espiritualidade eterna,
onde físico e não físico são apenas manifestação diferentes da mesma Fonte Amorosa.

Respeitando a natureza, respeita também cada energia divina, cada Orixá que compõe e É a Fonte Que Tudo É, em suas ramificações.

Os mistérios de Deus são tantos e tão variados, que a humildade e o respeito pela natureza é o principio básico para interagir com seus Filhos de Amor.

Quando não mais desprende energias negativas em busca de poder e luxuria,
passando com amor a viver em harmonia com todos os seres,
as “portas do paraiso” abrem-se aqui na Terra,
e assim como se diz no ditado,
“assim na Terra como no céu”...
assim é aqui é lá,
assim é no micro-cosmo como no macro-cosmo,
uma só Entidade de Amor manifesta de diversas formas.

Pode compreender por estudos,
pode compreender por manifestações,
mas apenas passa a vivenciar e ser o Ser,
quando na pratica do agora vive o Amor.

Muitas pessoas tem um pré-conceito contra a palavra Orixá,
dando a estes um significado errôneo achando que é uma entidade,
ou várias entidades de uma religião.

Isso não é verdade,
Orixás são Seres de Luz,
partes diretas da Fonte Que Tudo É,
ajudam e cumprem com afinco as Leis do Todo,
em várias formas, de diversas formas,
mas sempre na sustentação de infinita bondade, Amor.

Quando digo que todo teu corpo,
seja físico ou suprafisico é um aglomerado de energia,
e quando digo que teu corpo é formado por elementos da natureza,
não limitando-se apenas a natureza do reino terrestre,
mas também a natureza de todo o cosmo,
e que cada elemento é sustentado por Devas, entidades de luz,
que por sua vez são "mantidos" dentro de Reinos de Luz,
que interagem e são parte dos Amados Orixás,
então tu mesmo de certo modo,
é uma "forma" de Luz,
um corpo de luz onde entra, de forma espiritual,
habitando até cumprir tua experiência consciencial.

Seja na Terra ou outros planetas,
seja no corpo físico, astral, causal, búdico... ou demais acima deste,
até os mais sutis que poderia descrever,
em cada planeta ou estado de consciência que estiver,
estará interagindo diretamente com outras entidades de luz,
sejam descritos como Orixás, Anjos de Luz, Devas, Elohins...
o nome não importa aqui,
mas sim a tua atual forma de compreensão de ti mesmo,
como estrutura que deve compreender que és espírito,
e como tal deve respeito não somente a tua essência que mal compreende,
mas a toda a natureza, física ou sutil.

Enquanto lê o que descrevo,
perceba que cada célula, cada órgão, teu cérebro,
e demais corpos que interagem ao mesmo tempo,
são suas “roupas” energéticas,
mas não são você, e sim energias vivas que lhe ajudam a manter a forma atual,
Tu És Espirito Divino, Luz de Amor,
que vive e interage com os demais Filhos de Luz,
juntos um só Amor,
Fonte Que Tudo É.

Como consciência divina, fagulha do divino,
deve harmonizar e “conversar” em meditação com teus corpos e estruturas de luz,
para que assim libere qualquer negatividade que pelo mal uso e compreensão de teus corpos,
acaba manifestando em tu mesmo.

Como consciência parte da Fonte Que Tudo É,
também é um co-criador da tua realidade,
que pela intenção real ou subjetiva,
cria formas muitas vezes divergentes da tua natureza primordial,
passando a gerar impulsos vibracional inarmônicos com teus Seres de Luz,
partes de Ti mesmo.

Compreenda que o corpo que reside não é somente físico,
mas uma estrutura muito maior que vibra em luz,
É luz.

Desde a junção do óvulo + espermatozóide,
que também são estruturas de elementos,
existe uma manifestação de energia intensa,
que faz com que os elementos do planeta que está no momento,
passem a sustentar a forma que energia que irá habitar por uma breve temporada,
mas que no final da experiência,
novamente voltam a desmancha-se na natureza,
voltando cada elemento ao seu reino, no devido tempo.

Sendo assim, o respeito pelo teu corpo, pela natureza,
é dever, já que sem estes reinos são parte de ti,
da Fonte de Amor,
são os responsáveis por lhe ajudar como co-criador aqui e agora.

Como você é um Ser Espiritual,
não habita somente o corpo físico,
provavelmente já habitou ou habita agora,
outros corpo físicos e não físico em diversos planetas e realidades,
devendo assim aprender contigo mesmo o caminho do meio,
o equilíbrio em tuas ações, já que co-cria em muitas realidades ao mesmo tempo.

O tempo como um gota de água,
só existe em apenas algumas formas de existência, se é que posso dizer desta forma,
os pensamentos são o tempo,
os pensamentos são a energia que sustenta o tempo,
portanto compreender tua existência no agora, real natureza,
é uma forma de despojar-se do tempo-pensamento,
sendo o Que É todo instante, Agora.

Além do teu corpo, existem inúmeros outros que poderia citar,
mas não vem de encontro a mensagem deste pequeno texto.

A intenção aqui é lhe ajudar a recordar,
compreender que teu corpo é um templo,
uma massa de energia onde diversos seres físicos e não físicos residem,
onde junto a ti co-criam as mais diversas formas de existência desde o sutil,
até o corpo denso.

Compreender e re-aprender que toda forma existente é luz,
abre uma nova forma de “ver” as coisas,
que colocando em pratica abre novas portas para tua evolução,
em harmonia com a Fonte Que Tudo É.

Retirar os véus dos conceitos religiosos é ainda um paradigma complexo para muitos,
mas volto a dizer, Deus, o TAO, a Fonte Que Tudo É não pertence a religião alguma,
Ele é Tudo e Nada,
o bem e o mal só existem porque Ele os criou,
e como tal não é mérito seu julgar qualquer forma criada,
e sim recordar que Tu é a Fagulha Divina,
parte dEle, e como tal,
tem dever de respeitar e interagir com todas as formas, físicas ou sutis,
sejam quais nomes quiser dar,
na atual forma de interpretação mais próxima na linguagem terrena que podemos descrever,
os Orixás, Elohins, Devas, Anjos de Luz... e todas as demais formas de energia amorosa,
também são parte diretas dos teus corpos,
e como tal, se me permite sugerir,
re-aprenda a respeitar, e não se iluda achando que és superior ou pode "controlar a natureza”.
a energia dos reinos sutis sustentados pela Fonte de Amor diretamente,
não possuem negatividade e são responsáveis diretas pela Lei do TAO,
não sendo influenciáveis pelo “achismo” dos filhos que esqueceram da Lei Divina.

Atuando com respeito, sendo compassivo com todos os seres,
achando o caminho do meio,
passa novamente a ascender para uma maior consciência de quem realmente És,
deixando cair os véus cinzentos que por algum tempo tamparam tua visão.

Verdadeiro ou falso o que escrevo, de forma resumida é como neste momento tento ajudar a todos nós,
seja ao mim mesmo deixando fluir o que escrevo,
enquanto cada átomo de luz que forma meus dedos interage com os elementos que formam o computador,
que por sua vez gera palavras que minha consciência compreende,
tudo está de certa forma,
sendo exposto,
criado e co-criado a todo momento,
por uma luz ativa, consciente e inteligente.

O Prana, os Tachyons, os Supra-Tackyons... a Luz de Amor,
são partes de Deus, são Amor, vivendo em Tudo O Que É...

Se gostou do que leu e se identificou com algo,
então aproveita para meditar com teu corpo,
medite com a natureza que o cerca,
com cada elemento do teu Ser,
como cada Orixá, Elemental, Deva, cada átomo de luz,
sem pré-conceitos, apenas intenção amorosa.

Se tua vontade for verdadeira,
mergulhado no amor compassivo,
para com tudo e todas as coisas,
a resposta virá,
sempre vem quando na verdade da luz deixa para trás os dogmas impostos pela ilusão,
que também joga o mesmo jogo que você,
neste grande mistério, neste imenso drama divino,
no qual todos somos um.

Com o tempo, quando acende a chama do amor dentro do coração,
e irá perceber que apenas recordou o que já sabia,
pois tu mesmo és Deus, Luz, Amor,
e só depende de você reconectar-se a tua essência divina.

Não permita limita-se pelo tempo,
achando que por praticar um ano,
dez ou cinquenta anos,
não obteve resultado.

Se ainda não achou a perola de luz dentro de você,
é porque precisa mergulhar mais fundo,
não esquecendo que o tempo é apenas parte dos seus pensamentos,
você é um Ser de Luz, atemporal,
para Tu estes meros dez ou cem anos,
são como um pequeno grão de areia no deserto.

Compreender que este grão de areia também contém o mistério de todo o Omniverso,
pode abrir uma nova forma de interpretar as coisas,
não criando resistência para viver o que deve ser vivenciado por Ti no Agora,
passando a agradecer pela oportunidade dada pelo Seres de Luz que lhe ajudam a caminhar,
como Ser Humano ou Ser Espiritual,
Tu sempre será amado pela Mãe Divina,
pelo Pai Celestial,
como um Filho de Luz que és,
parte de um único e imensurável,
Amor.



Na Paz e no Amor!




*Obs.: O desenho que fiz, é para refletir na luz do amor... desenhei pensando no amor dos corpos divinos...


Namastê,
Terry

Comments