Para se pensar, em meio a crise

Não há forma de serviço maior que falar de Deus. Se você convencer alguém de que o caminho do erro leva ao vale da morte e que o caminho da meditação, à vida eterna, terá dado algo mais valioso do que um milhão de dólares. O dinheiro é perecível, mas a realização divina nos acompanhará além dos portais do túmulo.

Paramahansa Yogananda

___

Essa máxima acima, é de Paramahansa Yogananda, amado Mestre.

Gostaria de comentar sobre isso, em meio a essa crise global que irá mudar e já muda o mundo.
Toda a forma de economia como conhecemos, não existirá mais, isso é fato, podemos ver que o mundo está mudando, tanto fisicamente dizendo (terremotos, enchentes, furações...), quanto em outros aspectos, sejam eles como essa crise que mudará as diretrizes de qual pais é mais "rico" que outro, seja nas partes mais sutis ainda pouco percebidas pela maioria.

As pessoas estão ficando mais "estressadas", o tempo está diminuindo, a percepção que temos do tempo hoje, não é mais de 24 horas, mas sim de meras 16 horas, a vida anda tão corrida em meio a tantas mudanças, que as vezes entramos em choque conosco mesmo, esquecemos quem somos, isso faz parte da mudança de cultura, hábitos e evolução, porém creio e tenho total fé que será para melhor.

Lembro-me da vida de Krishna e Radha, Shiva e Prakti/Parvati, Buddha, Yogananda... entre tantos outros Mestres e Gurus, e ainda sim da vida daqueles nobres seres da Índia (até mesmo hoje em dia), entre tantos outros que levam uma vida simples (seja onde for, que pais for, que nação dessa Terra de Deus for), essa vida simples de errante, monge ou um pobre de recursos materiais, porém repletos de êxtase divino. As vezes me pego questionando o porque acordar cedo todos os dias, trabalhar o dia todo, criar uma rotina de vai e vem para sustentar meu corpo e um padrão de vida que posso pelo menos prover os recursos necessários para viver essa vida um tanto eletrônica que vivemos... Acordamos, comemos, pegamos o carro (ou ônibus, a pé...), trabalhos, estudamos sempre alguma coisa para continuar competitivo, almoçamos, dormimos... e assim vai, todos os dias. Alguns extravasam o cansaço nas bebidas, cigarro... outros em uma fé cega de um guia cego... outros ainda entram em depressão ou colocam sua própria vida como algo que não deveria acontecer... outros se entristecem e sentem que são falhos... tantos pensamentos, tantas condições de vida, tantos personagens cósmicos vivendo tantos papeis... 

 Há meu Deus, quantas coisas e quantas possibilidades temos de sofrer por nos mesmos, de sofrer por não entender que a simplicidade da vida simples, é o mais difícil de entender...

Como seria bom, se eu pudesse acordar, e ao invés de ver prédios, casas, carros... pudesse ver arvores, pássaros, mato... como seria bom se ao invés de o dia todo trabalhar por dinheiro resolvendo problemas e criando essa economia que não me cria nada mais que perda de cabelo, pudesse criar uma horta, um campo de legumes, frutas, verduras... como seria bom se ao invés de pegar o carro para comprar alimentos, pudesse colhe-los em meio ao campo... tomar banho de rio, e ao dormir, olhar para meu amor, minha esposa, e sentir aquele calor divino pela coluna, em meio a meditação em Deus.

Não critico de forma alguma a tecnologia, mas sim a forma como a deixamos dominar nossa vida, hoje (para quem vê Discovery ou outro canal sobre esses assuntos), sabe que existem vários locais auto sustentáveis, carros movidos a biodiesel, eletricidade solar, água, ar... entre tantas outras coisas, sei sim, alguma criadas justamente pelo desenvolvimento tecnológico, mas que podemos utilizar para melhorar nosso padrão de vida, mas e dinheiro para isso? E recursos?

Se tivermos afinco em desenvolver nossa percepção em Deus, porque seriam tão utópico dizer que poderiam assim como os grandes Mestres (e todos o somos assim, porém cada um em um grau de evolução), porque não poderiam nos transportar? A física quântica, a metafísica e isso já foi provado, sabe que existe essa possibilidade, o que para mim não é possibilidade, mas uma certeza, só depende do quanto profundo sua mente esteja absorta Naquele que a Tudo Cria. Cristo já dizia isso, que iremos e podemos fazer tanto quanto
Ele fez... mas seguir os ensinamentos, esforçar para isso, poucos o fazem...

A sim, hoje para termos um sitio que seja, precisamos de dinheiro, recursos, mas quanto custa a meditação, quanto custa 1 hora do dia para contemplar e estar com Aquele que nos deu esse livre arbítrio, esse que temos para escolher um caminho ou outro?
Nada, não custa nada mais que sentar e fixar seus pensamentos e toda atenção 

 Nele, e se Ele é o mantenedor de Tudo, Ele que criou Tudo, da mais simples estrutura a mais complexa das formas, aquilo que está lá e além ainda, então se estivermos absortos Nele, sendo parte Dele, e Ele parte de nós, o que mais podemos querer que uma vida simples de fazendeiro, que uma vida de mãos firmes pela Terra que nos acolhe como humanos?

Pensem comigo, se cada um, cada pessoa pudesse ter uma pequena fazenda, cultivando um espaço com plantas, vegetais, legumes, frutas e verduras, é claro que teria como sustentar seu corpo. Sou vegetariano a muito tempo, minha dieta é basicamente frutas e legumes, com uma horta, poderia sustentar meu corpo tranqüilamente, a diferença é que hoje preciso ir no mercado comprar essas frutas e legumes.
Com a sobra da horta, poderíamos vender ou trocar por outros recursos, como roupas (estas poderiam ser feitas pelos fazendeiros, a mão ou como antigamente, com pequenas engenhocas de madeira), o trigo, arroz e outros, poderiam ser plantados e trocados, vacas poderiam fornecer o leite (assim livres no pasto, sem medo de morrer e virar comida, poderiam ajudar ainda com adubo, e após seu falecimento, com o couro, sem prejudicar esses animais com tanta violência, substancias químicas, hormônios e estresse)... enfim, não vejo como as coisas de hoje em dia são tão boas assim, não vejo porque tantas pessoas tem que passar fome, sofrer... só para garantir que outras possam "aproveitar" essa vida repleta de ilusão. Viver sem ao menos tentar saber quem somos além da vida, viver a vida achando que nada mais existe além do que vemos, tocamos e sentimos com o corpo, é muito pouco para tantas coisas que são possíveis para os Filhos Dele.

Imagine se seu filho resolve dedicar toda sua vida em busca de dinheiro, casas, carros... independente de você os ter ou não, imagine que você não tenha como dar isso a seu filho, e ele vendo essa "economia global", vivenciada por sanduíches, eletrônicos e festas desmedidas, resolve aplicar toda a atenção a isso, passando por cima da família, por cima do pai e da mãe que o criaram com amor, que só querem que seu filho seja feliz, e vendo esse filho buscando essa vida sem ter como fazer nada, choram porque só querem a felicidade e amor? Como se sentiriam? Agora pensem como Deus sente-se a seu respeito, a respeito dos Filhos Dele que buscam todos os prazeres da vida, mas não buscam quem dá esse amor infinito, quem é o criador de Tudo O Que É, de onde vem Tudo e muito mais...

Como diz o Mestre Yogananda, Deus só quer nosso amor... busquem esse amor, pensem no que eu disse acima. Pode parecer um tanto utópico a principio, mas o mundo se encaminha para a simplicidade, mesmo que a tecnologia se desenvolva cada vez mais, ainda sim dentro de nós sentimos que não existe nada melhor que poder estar junto a natureza, nosso corpo agradece quando o alimentamos com coisas saudáveis, e nossa mente, nossa alma, vibra em êxtase ao pensar Nele, em meditação durante o dia, noite, vida!

Como Deus nos fez, assim o somos e temos o livre arbítrio de busca-lo da melhor forma que podemos hoje, e desejo que assim o seja, que Deus possa viver em nós, que a consciência Cristica seja desperta em nós, que nesse Natal todos possam renascer em Cristo, e Cristo em nós... que também, para aqueles que amam as pessoas sejam como forem, para quem ama sua esposa, marido, namorada... possam ver nesse amor, uma forma de amor divino, peçam sempre a Ele que ilumine esse amor, para que esse seja sempre a forma de expressão de Deus em seus filhos.

Que nossa vida, e isso desejo a todos, possa ser regada pela amor da Mãe Divina, que possamos encontrar em Teus Braços de Luz, o amor de Deus, e que em meio a todas essas mudanças, nunca esqueçamos quem realmente somos, de onde viemos e para onde voltaremos, o coração de Deus, como imortais!

Om

Namastê,
Terry
Comments