Poemas Zen

Poemas Zen

Hozumi Gensho Rôshi

O Homem Moderno

A vida é semelhante à água corrente. Ela nunca flui para trás.

Pelo que o homem moderno procura em sua vida limitada?
Ele está procurando pela vaidade?
Pelo desenvolvimento?
Pelo seu coração vazio?

Sentado à Noite

As telhas do teto tornaram-se úmidas
À noite devido ao orvalho.
A lua é refletida sobre elas.
Oh, que bonito!
Pratico yaza [zazen norturno] com minhas amigas,
As estrelas.
Isto é religião?
Isto é arte?

Hino sobre a Vida

A paz não é feita através da teoria.
Muitas pessoas morreram na guerra.
Este pesar, esta dor, ainda podem ser sentidos.
Não importa o quão alto se chore,
Deste modo a paz não pode ser alcançada.
As flores do campo e os pequenos insetos têm vida.
Cada vida tem de ser respeitada,
De onde mais viria a paz?

Vento da Neve

Olhem para estas flores selvagens!
Elas suportam o vento gelado das neves.
Olhem para estas grandes árvores!
Quantas tempestades elas atravessaram?
As flores e árvores têm fortes raízes espalhadas na terra.
Desejo que as pessoas não corram por aí
Apenas para satisfazer suas vaidades,
Mas que elas olhem para seus próprios pés
E cuidem do seu verdadeiro eu.
Por uma vida melhor.

O Caminho do Zen

O que é um humano?
O que sou eu?
O que é vida?
O que é?

Apenas uma vez vocês se perguntam com determinação!
Quando encontram problemas, vocês ficam tristes.
Isso é muito bom!

Cada vida é única,
Ela nunca volta deste modo.
Vamos nos mexer pelo despertar religioso.
É onde está o Caminho do Zen.

(Adaptado de Hozumi Gensho Rôshi, Zen Heart. York Beach: Wiser Books, 2001.)
Comments