Quebrando o tijolo?

Certa manhã lá nas montanhas sagradas,

um jovem monge praticava com afinco seu Chi Kung,

exercitando seu corpo com grande vigor e persistência,

adquirindo com o tempo grandes forças internas e pelo porte físico,

dominando até mesmo as técnicas de Fa Jing.

Neste mesmo dia um velho monge sentado em uma coberta velha no chão,

lá na sua casa de madeira e pedras,

parecendo não fazer nada além de ficar olhando as flores e respirando,

com seu porte magro, esquio, barba por fazer e cabelos um tanto despenteados,

porém com um olhar brilhante e penetrante, repleto de amor.

Este velho olhou e viu que ao redor do rapaz que praticava Chi Kung,

estava se formando uma roda de pessoas que o olhavam admiradas,

este estava com sua energia quebrando tijolos, entortando lanças...

então o velho se aproximou, ficou olhando por uns minutos,

enquanto o jovem terminava sua apresentação e as pessoas aplaudiam entusiasmadas,

perplexas com a força e energia do jovem praticante.

O velho então, foi até onde estavam os tijolos quebrados junto ao rapaz,

bem no meio da multidão começou a recolher os tijolos do chão,

os colocou em cima de uma bancada de madeira onde estavam antes e tentou juntar os pedacinhos,

o jovem não entendendo o que o velho fazia, pesando consigo mesmo que este estava louco,

perguntou com desdenho o que pretendia tentando juntar aquele monte de tijolos quebrados,

o velho fitou-o nos olhos e disse:

-Filho, vi que tem grande desenvolvimento do seu Chi, seu porte é atlético e tem grande força física, o parabenizo pelos anos de pratica e pela excelente apresentação que fez, mas agora que estes tijolos foram quebrados, você pode utilizar a mesma força do seu Chi para consertá-los?

O jovem olhou o velho com a ternura de uma criança, deixando cair o véu que cobria seu ego...

Criei essa pequena "estória" baseada em uma conversa que tive alguns dias atrás com um praticante de wushu. Ele estava me contando que tinha um bom desenvolvimento da sua energia de condução (fa jing), conseguia certos feitos que não vem ao caso, mas gabou-se um pouco de conseguir quebrar vários tijolos com a mão durante um tempo... então eu o olhei e perguntei se ele conseguia também montar os tijolos depois... claro, tudo isso aconteceu na maior brincadeira, entre amigos mesmo, ainda sim ele ficou me olhando com uma cara e deu um sorriso sem nada dizer.

Bom, resumo dessa historinha que criei agora, destruir as coisas é fácil,quebrar objetos, ferir o corpo de alguém, ferir o sentimento das pessoas também é fácil. Criar um vírus, descer a montanha, jogar uma pedra na água... tudo isso pode ser feito usando energia, força, mas usar essa mesma energia para construir e criar é outra coisa... se você consegue quebrar tijolos usando seu Chi, tente usar esse mesmo Chi para montar o tijolo novamente!

Use a energia para destruir só se realmente precisar destruir, foque esse desenvolvimento na cura e na saúde, se aprender a dominar sua energia para curar, você não será aplaudido por uma roda de pessoas que o admiram por destruir objetos, mas será abraçado pelo amor das pessoas que você pode ajudar, e esse amor meus queridos, não tem palmas que possam aplaudir o suficiente ou dinheiro que o possa pagar, este amor vem do grande coração de luz da Mãe Divina!

Namastê,
Terry
Comments