Saudades de casa


As vezes a saudades dói demais,
fico lembrando da nossa casa,
não a casa que se pode ver com os olhos,
ou tocar com o corpo,
mas sentir com o coração,
essa casa feita de amor puro,
do mais reluzente cristal divino.

As lagrimas escorrem pelo rosto,
vem aquele aperto forte no coração,
ajna pulsa e todo meu corpo se transforma,
a saudade as vezes dói...

Olho para o céu,
olho para a Terra,
olho dentro de mim mesmo,
buscando essa luz que tudo faz brilhar,
que toca todos os seres e todas as coisas como Filhos,
que ama sem motivo algum,
apenas por ser essa sua verdadeira essência.

Que saudades, que saudades, que saudades,
as vezes dói,
mas sei que Tu estas em Mim também,
e esse seu amor nunca nos falta,
quando abrimos o coração,
quando a saudades aperta como hoje,
é em Ti que penso,
e em tantos Mestres que banham nossas vidas com amor.

Fico com saudades,
mas sei que estaremos juntos em breve,
seja no sono, seja na meditação, seja após o desencarne, seja no
amor...
sempre estaremos juntos,
repletos de amor... 


Agradeço a Buddha, a Krishna, a Paramahansa Yogananda, Mahavatar Babaji, Lahiri Mahasaya, Swami Sri Yukteswar, Lao Tse, Jesus Cristo, Lanto, Pórtia, Kuan Yin, Amados Orixás, Sant Germain e a tantos outros Mestres e Mestras que nos ajudam tanto todos os dias, sou grato a todos e a tudo, seja aqui ou lá, amo de coração!

Na Paz e Luz,
Terry

Comments