Sem nomes...

Se as pessoas não tivessem nomes, como seriam as conversas entre amigos, como seriam chamadas?

Tudo o que a sociedade conhece como "real", baseia-se em atributos e qualidades. Dá-se um nome para tudo, e a partir desses nomes, definem-se valores, como certo e errado, bonito ou feio, bom e mal.

Retirando os nomes, o que vem do verbo silencia-se, e então existe paz.

Sem os atributos, sem alguém para chamar, sem as qualidades, a dualidade simplesmente não sustenta-se.

Se tudo o que tem nome não mais tivesse nome, não restaria uma só palavra para ser dita.

Mesmo quem é surdo ou mudo, compreende o mundo através das palavras e sinais, porque os nomes estão muito além de palavras e sons. Os nomes estão até mesmo naquilo que não tem nome.

Mas de onde vieram as primeiras palavras? De onde surgiu o verbo? A sim, tudo teve um principio, e a partir da vibração das coisas do universo, a vibração fez-se palavra. "No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus...", e "o verbo era o Om", o som cósmico.

Por isso a importância de meditar e aprender a esvaziar a mente, para também, entre outros benefícios, compreender um dos aspectos do silêncio.

Quando nesse estado verifica-se o que está entre um e outro pensamento, então o verbo de Deus começa a ser realmente sentido no coração, e toda palavra dita e pensada ganha novo sentido na vida, e além da vida.

O ditado diz que a palavra tem poder, e é justificado quando se compreende que a palavra é uma vibração, que quando ativada pelo chakra da garganta (5°.), se unificado a mente e a intenção, pode mudar toda a "realidade" da matéria manifesta, pois tudo o que existe é uma forma de vibração, de frequências em diferentes densidades de ondas.

De certa forma isso pode ser comprovado pelos estudos do Dr Emoto sobre as influências das palavras na água, que é diretamente afetada pelas frequências e vibrações.

Se algum dia se desafiar, no que será de valia para toda a vida, faça um retiro de 21 dias em silêncio. Procure o silêncio de palavras, e também na meditação o silêncio de pensamentos. Deixe somente o som que está além desse mundo começar a fluir feito um grilo dentro dos ouvidos, até que se transforme na grande onda do mar.

Os oceanos de Deus vibram e ressoam por todos os universos, basta deixarmos os nomes de lado para que alguns dos aspectos divinos transpareçam.



Paz e Luz!
Terry
Comments