Seu Corpo?

Vamos falar um pouco sobre o corpo, suas vontades, sua vontade e sua mente..., mas vamos falar de forma poética, um canto para o canto de cada olho, através de um único olho.

Quando acordei nessa vida,
muitos vieram apertar meu corpo,
nasci de um ser humano,
por minha própria escolha estou aqui,
não fui empurrado de cima para baixo,
nem muito menos de baixo para cima,
onde Eu estava antes não tem depois,
nem mesmo agora o passado existia,
apenas pelo poder do amor celestial,
entrei nesse pequeno corpo,
através desses minúsculos componentes,
estes que unidos formaram o corpo que habito.

Claro que sim,
Eu sei quem Sou e sempre serei,
não tenho outra maneira de Ser o Ser,
sem saber o Ser que Eu Sou,
portanto falo contigo como irmão ou irmã se preferir,
tanto Eu como Você não temos esse genital (forma sexual de entendimento)
humano,
apenas o estamos usando para acompanhar a evolução,
e essa vem de tempos onde nem mesmo fisicamente tínhamos corpos,
apenas um Eu esculpido de luz e vibração,
daquele som... lembra-se? Om?

Então,
de forma poética escrevo por esses dedos,
ao mesmo tempo que olho por estes olhos,
respiro por este nariz,
salivo pela boca,
e escuto os mais diversos sons por estes ouvidos,
mas ainda sim,
como um condutor "dirijo" esse corpo pelo prana,
pela luz e pelo som tão pouco observado por tantos seres,
ando com meu corpo para lá e para cá,
o alimento com outros corpos,
mas claro que tento refinar o combustível,
deixando entrar apenas bons frutos, verduras, legumes, luz, prana...,
nada nada nada de outros seres conscientes da dor e da maldade,
só alimento meu pequeno corpo neste orbe azul,
com os frutos dado pelo Pai Celestial e a Mãe Natureza de forma consciente,
e mesmo assim procuro dentro do corpo,
aqueles portais de luz para realmente alimentar-Me,
ops, melhor, alimentar meu corpo com prana,
pelos chakras e pela boca de Deus (bulbo raquidiano),
onde Tudo O Que É,
também gera tudo o que não É,
sendo Tudo parte do Todo,
o ar e a luz também alimentam-O.

Sou o que Sou,
vim e vou,
amo e sou amado,
converso com cada célula desse corpo,
cada uma escuta com atenção as recomendações,
quando medito e vejo-O (o corpo) por dentro,
converso com meus órgãos,
os músculos e o cérebro é claro,
este com seus pequenos grãos de gergelim,
esses neurônios tão legais de conversar,
nossa!, e claro,
esse grande coração que quase não para,
só se aquieta mesmo quando dentro nEle,
e dentro dele canto a canção dos despertos,
e dos espertos!

Tudo o que existe é pensado,
criado e co-criado,
meus queridos,
como seria bom se também conversassem com seus corpos,
sabiam que cada célula o escuta?
que cada parte desse veiculo elétrico (vibracional),
prânico,
é parte também do que somos além do que vês pela face?

Olhe dentro de Si e veja o pensamento,
pelo pensamento crie o não pensamento,
e pelo não pensamento crie a verdade,
monte o cenário de amor e paz dentro do seu jardim,
cultive e semeie a compaixão e harmonia,
Tudo te escuta,
desde a planta até a água,
quando pela introspecção a ação é gerada sem reação,
onde nenhuma ação desmedida,
quer seja em palavras, pensamentos ou atos é cometida,
sem apego algum e sem esperar seus frutos é feita,
não existe finito para o que podes fazer,
pois Tu,
assim como Eu Sou,
também O É,
parte de Deus!

Conversem mais com seu corpo, o nutram com amor, paz e harmonia. Contemple o silencio e escutem o Om.
Vejam as luzes com os olhos fechados. 

 E nunca se esqueçam, a única coisa que pode abater seu animo, corpo, mente..., é você.
Se com infinita calma e paciência, persistência, pratica, disciplina e continua meditação encontrarem em um segundo todo tempo de antes e depois, irão perceber que o agora é apenas o que é, infinito.

Om

Namastê,
Terry
Comments