Só esperar, mais nada

Não sou nada nem ninguém,
coisa alguma eu tenho,
não existo como forma ou não forma,
sem tempo passado ou futuro,
toda a Totalidade é Total por Sí mesma,
existe imortal no Agora,
Sou apenas parte desta Energia,
esta mesma que move o vento,
executa a ação e reação,
neutraliza e é vazia,
assim como totalmente cheia,
sem gerar por Si mesma qualquer coisa,
além da própria perfeição do amor.

Aqui estou nos braços de Gaya,
nessa vida vivendo parte de Sua energia,
desta Terra abençoada por Tudo O Que É,
esse Espírito no corpo Dele,
uma Célula Viva,
que por muito tempo assim como nossas células,
vive e evolui em muitos planos do Que É.

Apenas parado sem nada fazer,
ainda faço tudo o que tenho que fazer,
a energia por si só é energia,
o movimento existe por Sí mesmo,
Eu existo além deste,
como forma Única e completamente Completa,
sem fragmentos ou pedaços,
faço parte Dele,
assim como Ele de mim.

O amor rege e liberta,
pelo amor faço-Me amor,
sinto o amor,
vivo o amor além de qualquer matéria,
Sou parte do amor,
o amor é o próprio amor,
não se mede ou emociona,
não vive outra vida nem cria vida,
o amor é imutável,
não pode ser criado ou aprendido,
não se faz por ação ou inação,
Ele apenas O É,
Amor.

Amo-Te como pessoa,
como flor ou borboleta,
água, chuva ou gelo,
amo-Te como cabelo ou pele,
pássaro ou terra,
a folha da arvore e a montanha,
o fogo dentro da terra ou a fogueira do yogue,
amo-Te como mulher e esposa,
amo-Te como ser humano ou não humano,
de outros planetas ou planos,
de ontem e amanhã,
dimensões ou galáxias,
meu amor é por Ti,
que em pura energia,
envolve por Si mesmo as quantas energias espalhadas por Teu Corpo,
formadas por fagulhas de amor,
por onde quer que Ti Brote como Tal É.

Sou o amor que vibra,
e vibro também dentro de Ti,
você mesma,
você mesmo que lê esse texto,
amo-Te porque Ti também O É,
e não penso ou sinto-Te,
apenas Sou O Que É,
como o Amor O É.

Se ama, seja da forma que ame, então não sabe o que é amar, porque amar não tem forma alguma, apenas é amor, o amor é Deus em todas as formas, é a forma e a não forma, porém amar transcende o próprio pensar, o próprio pensamento e as próprias palavras que acabei de escrever. Descrever o amor é como tentar descrever o gosto da água, o gosto existe para quem a aprecia, mas não existe tal descrição.

Amar outra pessoa é intenso, quando se desiste de buscar qualquer amor além de Deus, e este se apresenta vívido dentro de outra pessoa, e você consegue sem ciúmes, precipitada atenção, luxuria, desejo,... vê-Lo dentro da pessoa, em cada célula do Teu corpo, e que em cada pequena célula sinta-O em êxtase de amor divino, a sim, o amor que não se descreve apenas se sente, Se Sente dentro de Ti e dentro da Pessoa, os dois como Um, porque percebe que assim como o beijo do beija-flor existe porque o néctar da flor é doce, o amor da pessoa que se ama é o doce néctar do amor divino, nesse estado, não existe mais dois, mas sim dois corpos vivendo a mesma energia de Deus, como um só amor.

Ame seu Guru, seu Mestre, sua esposa, seu marido, sua namorada, seu cachorro, seu passarinho, sua arvore, sua terra, sua Terra... enfim, ame a tudo, mas nunca pense que ainda sim, tudo isso é seu, porque quando você amar a tudo isso da mesma forma, desculpe que assim como você é amor, tudo é amor, tudo O É, então, seja amor e viva amor, sem pensar ou tentar, só O Sendo, como Ele O É.

Ame, apenas ame, não tente amar nada nem ninguém, apenas ame por esta ser sua própria natureza.

Om
Terry
Comments