Viva! Jogo do Brasil!

Boa Tarde!

 Olá pessoal,

 Vou relatar uma pequena percepção que tive hoje, não entendam como falta de patriotismo nem nada disso, gosto sim de festividades, dessa energia boa das pessoas, mas vejam o que percebi, mais uma vez... (quem não quiser ler o texto, peço que leia por gentileza apenas o final, marcado com ***)

 Como não sou tãooo fã de futebol assim, mesmo normalmente assistindo o jogo, hoje como o horário foi muito cedo resolvi ficar na empresa mesmo, trabalhando. Claro, na hora do jogo todos, ou quase todos, pararam para assistir e torcer pelo brasil. Como não iria dar tempo de ir e voltar para casa, então decidi ir almoçar no shopping aqui por perto e assistir em algum local lá mesmo.

 No percurso até lá, transito em todo lugar, pessoas correndo apressadas com receio de perder o jogo, outras assistindo pelo celular, algumas pegando ônibus, outras esperando carona... enfim, aquele alvoroço desenfreado. Chegando no shopping quase todas as lojas e restaurantes fechados, os poucos abertos o atendimento era quase nulo, e a cara das pessoas que atendiam, com caras exceções estavam bem fechadas, tipo "me obrigaram a trabalhar no jogo..."... não as culpo é claro, cada um tem seus valores e direitos. Sentei em um restaurante que servia uma comida estilo árabe, como não estava com tanta fome peguei uma pequena porção de salada, um pouco de coalhada seca e umas torradas. Sentei na praça de alimentação, esta com varias pessoas, a maioria funcionários do shopping, assistindo nas telas centrais e almoçando ao mesmo tempo, nem preciso mencionar o barulho das benditas vuvuzelas e os gritos dos mais variados tipos, desde menções a mãe alheia até palavras que não agregam nada para ninguém, balas de festim atiradas ao vento, vento este que o próprio Buda já ensinava que leva as palavras (lembram dos mantras que levam palavras pelo vento?)... fora a forma pensamento que é emitida para todos os lados nas pobres pessoas que  nem sabem porque estão sendo pensadas daquela forma...rs

 Almocei e como o clima não estava para mim, resolvi ir andando e voltar para a empresa... ai pensei, porque não observar mais uma vez o comportamento das coisas enquanto volto...

No shopping algumas pessoas caminhando, olhando vitrines fechadas, não dando a mínima importância para o jogo ou para o barulho, outras batendo papo em mesas afastadas, sentadas ali apenas conversando, outras pessoas claro, trabalhando, inclusive parei na farmácia dentro do próprio shopping para comprar um chá, aproveitei e perguntei para a mulher que atendia se ela não gostava de futebol ou se estava lá porque tinha que trabalhar mesmo, respondeu que uniu o útil ao agradável... como tinha que trabalhar e não ligava muito para futebol, ficou por lá mesmo. Paguei e fui embora... no caminho de volta para a empresa, ruas limpas, quase nenhum ser humano no raio da visão normal, apenas o barulho do vento e alguns pássaros no estacionamento. No caminho, muitos, mas muitos poucos carros na rua, o que esse horário é um verdadeiro monte de carros para lá e para cá; um silencio maravilhoso no ar!

 Durante o caminho lembrei de um filme em que a cidade ficava sem habitantes, o cenário era bem parecido...rs Imaginei o mundo sem automóveis, sem poluição, as arvores nascendo onde hoje são estradas e pontes, os pássaros, o clima mais fresco e não o vapor saindo do asfalto... sim, momento bonito dentro da mente. Sei que muitos dizem que o mundo não evoluiria sem carros ou estradas, que os prédios são essenciais e tudo mais, não discordo nem concordo, só vejo e sinto que se outros caminhos de união e outras tecnologias fossem a publico, poderíamos dizer que a evolução não seria feita por meios de destruição e sim de aprendizado, não é necessário destruir o meio em que se vive para evoluir, dizer isso é no mínimo algo muito egoísta. É como dizer que para que eu evolua preciso destruir o mundo em que meus netos (caso um dia venha a ter.rs), devem viver no futuro, soa no mínimo estranho não? Já há aqueles que dizem que isso é besteira, que no futuro com a evolução irão descobrir meios de arrumar e despoluir tudo... será? Quando é o futuro? Será o futuro este dos animais nadando em petróleo no Golfo do México? Ou das crianças de HOJE, AGORA, passando fome e sede em vários países? Dos animais entrando em extinção? Das matas e tribos sumindo do planeta? Será o futuro esse das pessoas dizendo que estão ficando loucas e não agüentam mais de tanto trabalhar? Ou será daquelas pessoas sentadas no ar condicionado (condicionado, significa modificar as condições), entortando suas colunas (centro de conexão de todo o corpo e da energia), sentadas em frente a computadores trabalhando 10, 12, 14 horas seguidas? Ou nos carros sob poluição e ruídos, suando e transpirando, cheirando a fumaça e estresse? A quem diga que gosta disso, acredito...rs

 Não preciso criticar nem citar vários e vários motivos para dizer que no mínimo parece ESTRANHO dizer isso. Mas e se, e só se ouvíssemos as palavras dos Mestres (Cristo, Buddha, Krishna, Kutumi, Emmanuel, Yogananda, Chico Xavier, Allan Kardec...) e tantos outros, eles ensinaram e ensinam que pelo amor e pela vida simples (simples não significa viver como Neandertais no meio do nada ou afastados da evolução), poderiam evoluir muito ainda, que não é necessário egoísmo, inveja, raiva, dor, magoas... para CRESCER ESPIRITUALMENTE, o que seria mais evoluído que poder evoluir na consciência CRISTICA, de Cristo Sananda, dos Mestres que seguimos nos livros mas pouco no dia a dia... opa, deixa isso para reflexão em outra oportunidade, voltamos ao jogo do brasil...rs

 Bom, chegando na empresa a maioria fora, vejo o escritório, aqueles vários computadores em suas mesas, o galpão, imenso, carros, caminhões, caixas..., alguns "gatos pingados" trabalhando... o jogo correndo, e eu escrevendo isso agora...; porque escrevendo? Não importa, não importa mesmo, já que o jogo lá fora corre no campo, eu fico aqui, caminhando pela mente, nesse jardim que podemos criar e moldar a nossa maneira, não deixando de viver a vida ou estar no mundo, mas tentando mesmo que em pensamentos perceber as coisas de dentro para fora...

 ***Se essas mesmas pessoas que gritam tanto, amam tanto o futebol resolvessem gritar por justiça junto aos governos, gritar pela não matança dos animais, pela não destruição das florestas, por maior igualdade de raças, de sexo, pelo não poder na mão de poucos... se esse mesmo calor e energia gerados durante 90 minutos, 90 MINUTOS!, fossem utilizados para meditar pelo planeta que nos sustenta, imagina milhões de BRASILEIROS, milhões de POVOS UNIDOS PELO MUNDO, meditando por 90 minutos para que a energia de GAIA, a energia do universo expandisse em amor, paz e harmonia, imagina o resultado! Sim, sobe esse arrepio pelo corpo todo só de imaginar, 90 minutos, nada mais. Quanta energia...

 

Namastê,
Terry

Comments