Artigos Interessantes‎ > ‎Diversos‎ > ‎

Time Wave (Onda Gravitacional)


Um relatório que circula no Kremlin, hoje, afirma que o apagão que atingiu enorme região da América do Sul, no Brasil e Paraguai,  em 2009 se deveu a um "Time Wave (Onda Gravitacional) que emanou da misteriosa região dos Andes bolivianos, onde está localizado o chamado "Portal do Sol" em Tiahuanaco, o misterioso Monolíto de 10 toneladas, esculpida em um único bloco de granito Andesito, está localizado e foi 'desencadeado 'por um 'evento anômalo' provocado pelo maior acelerador de partículas da mais alta-energia do mundo, Large Hadron Collider (LHC) na Suíça, gerido pela Organização Européia para Pesquisa Nuclear (CERN) que 'varreu" a milhares de quilômetros o complexo de antigas pirâmides localizadas em todo o Brasil e em outros países da América do Sul.

Time Waves como enunciados neste relatórios são mais comumente conhecida no mundo ocidental como ondas gravitacionais que são as flutuações na curvatura do espaço-tempo.O Large Hadron Collider (LHC) é um instrumento científico gigantesco perto de Genebra, onde se estende a fronteira entre Suíça e França cerca de 100 m subterrâneos. É um acelerador de partículas usado por físicos para estudar as menores partículas conhecidas - os alicerces fundamentais de todas as coisas. Ela vai revolucionar o nosso entendimento, desde o mundo minúsculo no fundo de átomos até a vastidão do universo.
Localização do LHC/CERN entre Suiça e França. Segundo estes relatórios, os cientistas do CERN no Large Hadron Collider começaram uma série de experimentos em 1st de novembror (2009), em preparação para o reinício das operações quando "chocados" descobriram que o seu teste distorceu o campo magnético do nosso planeta e que"disparou"A"Time Wave"(Onda Gravitacional) para o núcleo do nosso planeta que, seguindo seu curso, subiu para a superfície “exatamente" rumo à 'Porta do Sol' no alto da montanhas dos Andes bolivianos.
Interior do túnel do LHC/CERNA inicial Onda Gravitacional ('Time Wave) gerada pelo LHC EM GENEBRA, irrompeu pelo 'Portão do Sol, em Tiahuanaco e saiu em direção ao espaço acima da América do Sul e (literalmente) cruzou o caminho de um avião comercial da Iberworld, Airbus A330-300 voado pela Air Comet, que estava pronto para iniciar a sua descida no aeroporto de Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, mas 'instantaneamente e misteriosamente" depois se viu sobre os céus de Santa Cruz, na Espanha, há mais de 5.500 milhas (8.900 km) de distância. Nota: Todos os 170 passageiros e tripulantes do vôo A7-301estavam seguros e depois de 17 horas no território da Espanha partiu de volta para a Bolívia onde chegaram sãos e salvos.

Após o evento misterioso, os cientistas do CERN desligaram o LHC culpando um pássaro pela falha no experimento que teria deixando cair um pedaço de pão para o interior da máquina.(Parece Piada), depois que seu diretor de investigação e computação científica, Sergio Bertolucci, alertou que a gigantesca máquina LHC pode eventualmente criar ou antes, descobrir inimagináveis fenômenos científicos, ou "incógnitas desconhecidas", como uma "dimensão extra".

Mas, mesmo depois de desligar o LHC, as "distorções dimensionais" criada na América do Sul por esta onda gravitacional ('Time Wave') continuou seu curso e levou ao "Portal do Sol", o Monolito de Tiahuanaco, enviando o que os cientistas russos têm comparado a um "sinal de comunicação digital" para as milhares de pirâmides no Brasil e outros "sítios arqueológicos" existentes em toda a região andina da América do Sul e que levou à queda de energia enorme que mergulhou dezenas de milhões em trevas em dezoito estados brasileiros e totalmente no Paraguai...

Funcionários do governo brasileiro na tentativa de esconder a verdadeira causa dessa falta de energia maciça tinham inicialmente culpado as "descargas atmosféricas relacionadas com a forte chuva e vento", ocorridos naquela noite, uma afirmação imediatamente contestada pelos procuradores do Estado que estão exigindo seja dito a verdade para o público antes que a semana acabe.

Não é amplamente conhecido para a maioria dos povos do Ocidente o fato de que a América Latina tem uma das maiores concentrações de antigos sítios sagrados e pirâmides no mundo, especialmente no Brasil onde em 1996, a mais antiga destas estruturas foram descobertas e datado de ter sido construída séculos antes das grandes pirâmides do Egito.

Ao contrário dos seus homólogos egípcios, no entanto, os construtores das pirâmides da América de Sul não são conhecidos, e, no caso das 12 pirâmides do Brasil, situadas perto dos Andes Peruano Montanhas (a mais longa cadeia e entre as montanhas mais antigas do mundo) ainda inexplorados.

Ainda mais interessante a se notar sobre as origens antigas dos povos da América do Sul é a raiz da base lingüística de todos as suas línguas estar vinculado a Europa em que muitos historiadores como o russo categorizaram Período Antediluviano "pré-cheias"Período da civilização humana, antes dos últimos grandes mudanças cataclísmicas que a nossa Terra passou ou teve lugar em estimados 5.000 anos atrás.

Agora, com a idade da região andina da América do Sul conhecida, e ser combinada com os milhares de antigas pirâmides e cidades construídas lá (com uma precisão que ainda somos incapazes de corresponder em nossos tempos modernos), muitos historiadores russos têm levantado a teoria de que estas grandes montanhas tornaram-se a casa dos membros mais avançados da civilização pré-inundação que haviam fugido de lá quando a Terra mudou seus pólos magnéticos.

Ainda mais interessante notar são as teorias que afirmam que os sobreviventes da antiga Terra, criaram um "sistema de alerta em toda América do Sul (sua vasta região amazônica conhecido por ser o "pulmão do nosso Mundo") que está ligado a todo o nosso planeta . E os seus "métodos' da criação deste 'sistema de alerta', e codificação das memórias do passado mais antigo da nossaTerra, foi através da construção de pirâmides, em todo o globo, das pedras ricas de silício, como granito e arenito.

A base da nossa era moderna presente na tecnológica é o mais comum dos metalóides de nosso planeta, silício. O segundo elemento mais abundante depois do oxigênio em nosso Planeta que compõe plenamente 25,7% da crosta de nosso planeta, e que sem o silício, nós não teríamos vidro, concreto, cimento ou qualquer aparelho elétrico, nomeadamente computadores. Ainda mais importante, a capacidade de silício tanto para armazenar e transmitir energia são chamados de vitais para a nossa sobrevivência de nosso planeta a longo prazo contra os estragos que quase dois séculos de uso de combustíveis fósseis já visitou a todos nós.

Mas, para aqueles que buscam o verdadeiro conhecimento destas coisas eles deveriam começar a reaprender a ouvir as rochas, uma sugestão de que a grande maioria das pessoas irão certamente zombar e ridicularizar, ao mesmo tempo ouvindo as suas música tocando em suas 'rochas modificadas', aparelhos de rádios, onde o silício também é largamente usado.









fonte: margareth-portaldaluz.blogspot.com/
Comments