Wushu - Qigong‎ > ‎Chi Kung‎ > ‎

BIGU (“sem comida”) Pesquisa

Universidade Estadual de Penn
Março de 2000

Traduzido por : Punaro Bley Adão de Oliveira

O objetivo do patrocinador neste programa é progredir na causa da Medicina Integral no mundo através da educação do público num notável método atual baseado numa cura tradicional bem antiga. O propósito desta reunião é o foco na mais notável e visível e mensurável série de fenômenos estimulado por um processo tradicional

O fenômeno BIGU, o qual ocorre espontaneamente entre certos praticantes de Qigong, implica na interrupção de ingerir comida sólida por períodos de semanas, meses e anos. É tão espetacular uma afirmação (mas feita francamente embora em silêncio) que é verdadeiramente espetacular que seminários, revistas técnicas e científicas têm publicado muita coisa sobre este fenômeno.

Nós temos nos reunido com um notável grupo de praticantes de Qigong , pessoas no estado de BIGU(incluindo famílias) e cientistas de renome no mundo que têm a cabeça aberta para o potencial da nova ciência. O objetivo desta reunião inclui:

Apresentação de dados, parcialmente em pessoas envolvidas diretamente em casos de estudos sobre a natureza do mesmo e o processo de alcançar o estado BIGU e o tamanho de suas persistência. A apresentação de dados em pesquisa experimental para tentar explicar o estado BIGU. A apresentação de instrumentação científica experimental que obteve dados de Yan Xin Qigong e outras modalidades de medicina integral a qual aumenta o alcance de muitos fatos bastantes significativos e uso da técnica de cura não explicada (possivelmente não explicável) pela ciência de hoje, de alcance limitado. Reflexões sobre os dados e hipóteses para explica-los, e sugestões para os mais importantes campos de pesquisa. Sugestões para colaboração entre diferentes alternativas de modalidades de saúde para construir uma postura coletiva como parceiros para a medicina ocidental

De 23 a 25 de junho de 2000, um total de 500 cientistas entusiasmados e estudiosos desceram o pinturesco campos da Universidade Estadual da Pensilvania para uma conferência científica única sobre a prática de saúde Qigong e o fenômeno Bigu . A conferência foi patrocinada pelo Programa STS (Ciência, Tecnologia e Sociedade) da Penn Estadual, o Programa de Universidade do Arizona em Medicina Integral, Amigos da Saúde (uma organização campeoníssima da causa da medicina toda integral), etc. A conferencia é considerada um evento histórico no desenvolvimento da pesquisa científica mundial sobre o qiong assim como foi a primeira deste tipo para o primeiro milênio, no qual a comunidade científica do ocidente sistematicamente apresentou o fenômeno Bigu de Yan Xin Oigong para o público. A conferencia foi também vista como o lançamento de uma discussão científica entre a filosofia oriental e ocidental e sistemas científicos que somarão significativamente para a saúde humana e a paz mundial

Oigong é uma velha prática chinesa para o desenvolvimento do corpo-mente e a cura com vários milhares de anos de história escrita. Alguns benefícios impressionantes na área da cura do câncer, gravidez de difícil controle, enfermidades devido a strees e assim por diante, foram relatadas. Experimentos sobre os efeitos do qi(chi) pelo grande mestre Yan Xin (um tipo de combinação de Michael Jordan e Albert Einstein em talento), com reações químicas e físicas, diretamente medidas, relatado em universidades de renome , foram tal qual o relato do Roentgen, 100 anos atrás, quando descobriram os raios X. O mais fascinante, a primeira vez sempre em apresentação em público foi o extraordinário fenômeno chamado bigu (sem comida). Alguns dos praticantes do Yan Xin Oigong encontram-se neste estado onde eles não precisam comer alimento sólido por dias, semanas, meses ou até anos. A conferência teve 100 participantes que tinham experimentado este estado enquanto mantinham mais que a atividade normal, moram no Estados Unidos e Centros de Pesquisa Acadêmicos.


fonte: http://www.vivendodaluz.com/PT/articles/bigu_research.html

Comments